Filmes por gênero

O VALENTE TREME-TREME (1948)

The paleface
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: O valentão das Dúzias (Portugal)
Visage pâle (França)
Viso pallido (Itália)
Rostro pálido (Espanha)
Sein engel mit den zwei pistolen (Alemanha)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia, Faroeste
Direção: Norman Z. McLeod
Roteiro: Edmund Hartmann, Frank Tashlin
Produção: Robert L. Welch
Música Original: Victor Young
Coreografia: Billy Daniel
Fotografia: Ray Rennahan
Edição: Ellsworth Hoagland
Direção de Arte: Hans Dreier, Earl Hedrick
Figurino: Mary Kay Dodson
Guarda-Roupa: Gile Steele, Grace Harris
Maquiagem: Wally Westmore
Efeitos Sonoros: John Cope, Gene Merritt
Efeitos Especiais: Gordon Jennings, Farciot Edouart
Efeitos Visuais: W. Wallace Kelley
Nota: 7.7
Filme Assistido em: 1950

Elenco

Bob Hope Peter Potter
Jane Russell Calamity Jane
Robert Armstrong Terris
Iris Adrian Pepper
Robert Watson Toby Preston
Jack Searl Jasper Martin
Charles Trowbridge Governador Johnson
Clem Bevans Hank Billings
Jeff York Big Joe
Stanley Andrews Comissário Emerson
Wade Crosby Jeb
Chief Yowlachie Chefe Pena Amarela
Iron Eyes Cody Chefe Olhos de Ferro
Edgar Dearing Xerife
Dick Elliott Prefeito
Francis McDonald Lance
Frank Hagney Greg
Skelton Knaggs Pete
Olin Howland Jonathan Sloane
Paul Burns Juiz de Paz
Wally Boyle Recepcionista do Hotel

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Canção Original (Jay Livingston, Ray Evans)

Indicações

Grêmio dos Roteiristas da América

Prêmio de Melhor Roteiro de uma Comédia Americana (Edmund L. Hartmann, Jack Rose, Frank Tashlin)

Prêmio de um Melhor Roteiro de um Faroeste Americano (Edmund L. Hartmann, Jack Rose, Frank Tashlin)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

No velho oeste americano, dois homens invadem uma prisão, prendem o xerife e libertam Calamity Jane, uma famosa pistoleira.  Ela é então levada à presença do Governador Johnson, que se acha acompanhado do Comissário Emerson e de seu secretário, Jasper Martin.

O governador lhe conta que sua fuga foi por eles montada de modo que todos pensassem que a mesma teria sido executada por amigos dela.  Em seguida, lhe propõe perdoar sua pena de dez anos de prisão, caso ela os ajude a prender uma quadrilha que está contrabandeando armas para os índios. Antes de seguir para Buffalo Flat, onde está ocorrendo o contrabando, ela precisa ir a Fort Deerfield procurar o advogado Jim Hunter, o qual deverá passar por seu marido, nessa missão.

Uma vez em Fort Deerfield, ela vai ao escritório do advogado e o encontra morto, com a mão sobre um bilhete, que diz: "Avise Hank Billings, em Buffalo Flat".  Ao sair do escritório, nota que está sendo seguida por mais de um homem e, para se proteger, entra no consultório de um dentista, Peter Potter.  Três homens armados invadem o local, à sua procura, mas ela os mata. No tumulto, Potter foge numa carroça, mas ela o alcança.  Ela se diz apaixonada e o convence a se casar.  Uma vez casados, os dois se juntam a um comboio onde, numa das carroças, encontram-se alguns bandidos que procuram um novo agente federal, a fim de eliminá-lo.

Ao ocorrer um ataque de índios, Calamity mata uma dezena deles, salvando o comboio.  Para todos, entretanto, Potter é considerado o grande herói, o matador de índios.

Num 'Saloon', em Buffalo Flat, dois homens procuram Toby Preston e o avisam que um novo agente federal está chegando à cidade num comboio.  Quando este chega, Potter é recebido como herói, mas Preston arma um plano para matá-lo.  Ele pede à Pepper, principal cantora do 'saloon', que atraia Potter de modo que, o amante dela, o mais temido pistoleiro local, o desafie para um duelo.  O plano segue como planejado, mas na hora em que o desafiante saca sua arma, é morto por Calamity que o alveja a partir de uma janela do hotel.  Todos acreditam que o autor do disparo foi o herói Potter.

Preocupado, Preston pede que escondam as caixas de dinamite na Casa Funerária, ao mesmo tempo em que manda chamar o chefe dos índios, Pena Amarela.  Nesse ínterim, Calamity fala com Hank Billings, um velho ferreiro da cidade, a quem pede que descubra onde a dinamite se acha escondida.  Algum tempo depois, Billings retorna com a informação de que as armas se acham na Casa Funerária, caindo morto, em seguida, ferido por uma flecha.

Na busca dos responsáveis pelo contrabando de armas, Potter e Calamity terminam sendo presos por um grupo de índios, que os levam para a tribo de Pena Amarela, onde são condenados à morte.  Logo a seguir, chegam Preston e seus homens conduzindo rifles, dinamite e pólvora.

Preocupados com os armamentos que acabam de chegar, os índios se descuidam de seus prisioneiros, o que faz com que Potter e Calamity, não só se libertem, mas provoquem incêndios e explosões na aldeia indígena, ao espalharem pólvora pela mesma.  Os índios os perseguem, mas eles conseguem fugir.  De volta à cidade, o casal parte para uma merecida lua-de-mel.

imagem

Comentários

"O Valente Treme-Treme" é uma deliciosa comédia, passada no velho oeste americano.  Realizado pelo cineasta Norman Z. McLeod, o filme apresenta uma boa trama central, proporcionando ao famoso comediante, Bob Hope, o veículo de que precisa para criar vários momentos engraçados.

O roteiro apresenta uma série de falhas, o que não se constitui num maior obstáculo para uma comédia que pretende apenas entreter.

Com uma bela trilha sonora, a música "Buttons and Bows" recebeu o Oscar de Melhor canção.

Bob Hope, como sempre, se sai muito bem nesse tipo de comédia.  A exuberante Jane Russell, que estreara no cinema em 1943, com o filme "O Proscrito", está bem como Calamity Jane, embora não se mostre tão sexy como no filme anterior.

Enfim, "O Valente Treme-Treme" é uma comédia indicada para os fãs de Bob Hope e para aqueles que estão dispostos a assistirem um filme leve, sem maior profundidade.

CAA