Filmes por gênero

AVENTUREIRO DE HONG-KONG (1955)

Soldier of fortune
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Le rendez-vous de Hong Kong (França, Bélgica)
L'avventuriero di Hong Kong (Itália)
Cita en Hong Kong (Espanha)
Treffpunkt Hongkong (Austria, Alemanha)
Möte i Hongkong (Suécia)
Avontuur in Hongkong (Holanda)
Eventyr i Hongkong (Dinamarca)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Aventura, Drama
Direção: Edward Dmytryk
Roteiro: Ernest K. Gann
Produção: Buddy Adler
Música Original: Hugo Friedhofer
Fotografia: Leo Tover
Edição: Dorothy Spencer
Direção de Arte: Jack Martin Smith, Lyle R. Wheeler
Guarda-Roupa: Charles Le Maire
Maquiagem: Ben Nye, Helen Turpin
Efeitos Sonoros: Eugene Grossman, Harry M. Leonard
Efeitos Especiais: Ray Kellogg, Warren Newcombe
Nota: 7.9
Filme Assistido em: 1956

Elenco

Clark Gable Hank Lee
Susan Hayward Sra. Jane Hoyt
Michael Rennie Inspetor Merryweather
Gene Barry Louis Hoyt
Alexander D'Arcy René Dupont Chevalier
Tom Tully Tweedie
Anna Sten Madame Duprée
Russell Collins Icky
Leo Gordon Big Matt
Richard Loo General Po Lin
Soo Yong Dak Lai
Frank Tang Capt. Ying Fai
Jack Kruschen Austin Stoker
Mel Welles Fernand Rocha
Robert Burton Padre Xavier
Jack Raine Major Leith Phipps
Frances Fong Maxine Chan
Kam Tong Needle, interrogador comunista
Marc Krah Keim
John Daheim Percy
Virginia Lee Lucy Lee
Robert Quarry Frank Stewart
James Hong Policial chinês
Danny Chang Billy Lee
Grace Chang Prostituta
Kei Thin Chung Oficial chinês
Trevor Ward Observador inglês

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

No início de 1950, a americana Jane Hoyt viaja para a colônia da coroa britânica de Hong Kong, em um esforço para localizar seu marido Louis, que se acha desaparecido há três meses. Lá, o funcionário do Consulado, Frank Stewart, explica à ela que Louis, que entrara ilegalmente na China comunista para tirar fotos para uma revista, provavelmente está sendo mantido em cativeiro e que investigações feitas pelo governo americano ficaram sem resposta. Em seguida, Jane se hospeda no Hotel Península, onde ela atrai a atenção de vários residentes, inclusive do gigolô francês René Dupont Chevalier.

Na manhã seguinte, Jane encontra-se com o inspetor Merryweather, da polícia marítima britânica, que encontrou, meses atrás, as câmeras abandonadas por Louis. O inspetor explica que o capitão do barco que levou Louis para a China não colaborou e amargamente observa que a maioria desses barcos é controlada pelo americano Hank Lee. Apesar do inspetor descrevê-lo como um perigoso traficante, a desesperada Jane pede para encontrá-lo. Merryweather tenta desencorajá-la, sugerindo que ela procure o Tweedie Bar, local que era frequentado por Louis. Naquela mesma noite, Jane vai até o Bar, onde é salva de ameaças hostis de Tweedie por René Chevalier. Depois que René revela que Louis costumava beber ocasionalmente com um homem chamado Fernand Rocha, Tweedie volta a interferir brutalmente para dizer que Louis está morto.

No dia seguinte, Jane visita Maxine Chan, que também conhecia Louis, e lhe pede para ser apresentada à Hank Lee.  Ela telefona para Hank e, naquela noite, Jane é levada até sua mansão nas colinas. Ao chegar lá, ela é surpreendida ao ser cumprimentada por um jovem chinês, chamado Billy Lee, e ao saber que Hank, apesar de sua reputação duvidosa, é dedicado aos três órfãos por ele adotados. Hank e Jane se sentem instantaneamente atraídos um pelo outro, embora ele se mostre pragmático ao dizer que US$7.000 não são suficientes para ele se arriscar na perigosa China. Quando ele a beija, no entanto, Jane percebe que ele estaria disposto a ajudá-la se ela oferecesse uma recompensa mais íntima, mas reage e o chama de um homem solitário e ferido.

No dia seguinte, Jane caminha em Hong Kong, questionando quem poderia ter conhecido Louis, mas não consegue nada. Exausta e frustrada, ela vai ao escritório de Hank e aceita seu convite para jantar. Enquanto jantam, ele afirma que está disposto a localizar Louis para se tornar um legítimo rival pela afeição de Jane, e ela, incapaz de esconder sua atração por ele, segura sua mão em sinal de gratidão. Sem que os dois notem, um desconhecido tira fotografias do casal e as fotos são posteriormente mostradas a Louis, que está sendo mantido em uma prisão. Needle, o interrogador chinês, se recusa a acreditar na explicação de Louis em relação à sua presença na China, insistindo que ele é um espião americano que irá perder sua esposa para Hank Lee.

Em Hong Kong, Hank pede à Tweedie para descobrir o que puder sobre Louis. Ele também pede a ajuda de Dak Lai, uma antiga sacerdotisa budista. Enquanto isso, Jane toma conhecimento, através de René, que Fernand Rocha dirige uma escola de línguas em Macau e, imediatamente, compra uma passagem para lá.  Ao chegar à escola, Rocha lhe diz que vai precisar de dinheiro para subornar os captores de Louis, e a ingênua Jane lhe dá US$500 em cheques de viagem. Por outro lado, em Hong Kong, um amigo de Dak Lai, o sacerdote católico padre Xavier, informa Hank que Louis encontra-se preso em Cantão. Hank começa, então, os preparativos para viajar até lá, quando descobre que Jane foi tomada cativa por Rocha.

A bordo do Chicago, o Capitão Ying Fai está se preparando para navegar quando Merryweather, intrigado com suas atividades, sobe a bordo do barco para inspecioná-lo. Abaixo do convés, ele descobre um canhão antiaéreo e quando Hank embarca, ele lhe diz que o lixo vai ser apreendido por causa da arma ilegal. Merryweather é surpreendido pela aceitação de Hank, mas depois que começam a se deslocar, ele percebe que estão sendo raptados. Ao chegarem à Macau, Hank vai à praia e bate em Rocha, revelando que Jane encontra-se lá em cima. Em seguida, ele se reúne com Jane e, depois de mandá-la para Hong Kong com René, ele retorna ao Chicago e informa Merryweather de sua missão em Cantão. Embora ele saiba que será demitido por participar, Merryweather prontamente concorda e desembarca com Hank e Ying Fai. Com Hank e o Inspetor escondidos em caixas, Ying Fai e o motorista do caminhão, Keim, seguem para a prisão.

Louis observa de sua cela quando Keim e Ying Fai, fingindo que o caminhão tenha se quebrado, deixam inconsciente o guarda que se aproxima deles. Em seguida, os dois conseguem libertar Louis, mas quando chegam ao barco, soa um alarme e os militares os perseguem. Reconhecendo Hank pela foto, Louis questiona os motivos para ajudá-lo, e embora Hank não admita, ele percebe que Hank e Jane estão apaixonados. Mais tarde, quando Hank e Louis conversam, Louis confessa que nunca será capaz de desistir de uma aventura. Ao alcançarem o mar aberto, um barco de patrulha chinês atira neles e, apesar de se acharem em desvantagem, eles conseguem chegar ao seu destino.

Horas mais tarde, Hank assiste quando Louis e Jane deixam o hotel e, em seguida, vão até uma parada de bonde, com vista para a cidade. Para sua surpresa, ela o vê e o chama, ocasião em que Jane revela que Louis decidiu que casamento não é para ele. Em seguida, ela se diz apaixonada por Hank e o casal, de braços dados, contempla a vista sobre o porto.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Edward Dmytryk, a partir de um roteiro escrito por Ernest K. Gann, “Aventureiro de Hong-Kong” é um filme interessante produzido pela Twentieth Century Fox Film Corporation em 1955. Sua trama, baseada num livro de Ernest Gann, apresenta alguns bons momentos, embora se ressinta de um melhor ritmo.

Embora não seja extraordinária, a direção de Dmytryk se mostra bastante segura. Por outro lado, a música de Hugo Friedhofer é de muito boa qualidade, assim como a belíssima fotografia em CinemaScope, assinada por Leo Tover, que me fez lembrar “Suplício de uma saudade”, filme igualmente rodado no mesmo ano em Hong Kong.

No elenco, destacam-se as atuações de Clark Gable e Susan Hayward, seguidas pela de Michael Rennie no papel do Inspetor Merryweather.

CAA