Filmes por gênero

O OLHO DO DIABO (1966)

Eye of the devil
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Le mystère des 13 (França)
Le mystère des treize (Bélgica)
Cerimonia per un delitto (Itália)
El ojo del diablo (Espanha)
El signo del diablo (México)
Die schwarze dreizehn (Alemanha)
Det djävulska ögat (Suécia)
Det ondes magt (Dinamarca)
Pais: Reino Unido
Gênero: Crime, Horror, Mistério
Direção: J. Lee Thompson
Roteiro: Dennis Murphy, Robin Estridge
Produção: John Calley, Martin Ransohoff
Música Original: Gary McFarland
Direção Musical: Jack Parnell
Fotografia: Erwin Hillier
Edição: Ernest Walter
Direção de Arte: Elliot Scott
Figurino: John Furniss
Guarda-Roupa: Julie Harris
Efeitos Sonoros: Gerry Turner, A.W. Watkins, Allan Sones, J.B. Smith
Nota: 7.0
Filme Assistido em: 1969

Elenco

Deborah Kerr Catherine de Montfaucon
David Niven Philippe de Montfaucon
Donald Pleasence Pere Dominic
Edward Mulhare Jean-Claude Ibert
Sharon Tate Odile de Caray
Flora Robson Condessa Estell
Emlyn Williams Alain de Montfaucon
David Hemmings Christian de Caray
John Le Mesurier Dr. Monnet
Michael Miller Grandec
Donald Bisset Rennard
Pauline Letts Empregada
Robert Duncan Jacques de Montfaucon
Suky Appleby Antoinette de Montfaucon
Jim Brady .
George Oliver .
Fred Wood .

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Quando Philippe de Montfaucon, Marquês de Bellac, é informado de que pelo 3º ano consecutivo seus vinhedos, próximos à Bordeaux, não conseguiram produzir a safra esperada, ele pede à sua esposa, Catherine, que permaneça em Paris enquanto ele segue para seu castelo ancestral.

Preocupada com o comportamento dele, alguns dias depois Catherine viaja com seus dois filhos a fim de se encontrar com o marido.  Ao chegar ao castelo, é recebida friamente pela Condessa Estelle, tia de Philippe, de forma diferente pelo Padre Dominic, pároco local, e com desprezo pelo ameaçador Christian de Caray e sua igualmente hostil irmã, Odile.

Informada que o marido foi passar o dia numa cidade próxima, Catherine entra casualmente em um dos cômodos do castelo, de onde avista Philippe e doze outros homens participando de um ritual místico.  Pouco tempo depois, ao passar pela floresta de Bellac, ela é aterrorizada por doze homens encapuzados e, mais tarde, toma conhecimento que o pai de Philippe, tido como morto, na realidade vive numa pequena torre do castelo.

Através dele, ela fica sabendo a respeito do terrível destino reservado a Philippe:  a tradição manda que sempre que um vinhedo passar três anos consecutivos sem produzir uma única safra, o chefe da família Montfaucon deve oferecer o sangue de sua vida como sacrifício para a terra estéril.

Horrorizada, Catherine sai correndo à procura de socorro, mas é impedida pelo padre Dominic e levada de volta à Bellac, enquanto Philippe e os doze homens encapuzados atravessam o pequeno povoado a cavalo.  Catherine consegue fugir, mas não a tempo de evitar a consumação do ritual, quando Christian de Caray dispara uma flecha contra o coração do marido.

No dia seguinte, ela deixa o local com seus dois filhos, prometendo nunca mais voltar à região.  Mas ignora a troca de olhares entre o padre Dominic e seu pequeno filho, Jacques.  O novo Marquês de Bellac já sabe que a velha tradição deve continuar...

imagem imagem imagem

Comentários

Baseado no livro "Days of the Arrow" de Philip Loraine, "O Olho do Diabo" é um razoavelmente bom filme, principalmente para os fãs do gênero.  Realizado pelo cineasta J. Lee Thompson, sua trama gira em torno das conseqüências sofridas por um nobre francês, quando os vinhedos existentes em suas terras passam três anos consecutivos sem produzirem uma única safra.

Partindo de um roteiro irregular, às vezes confuso, o que é agravado por um fraco trabalho de edição, Thomson não chega a apresentar uma direção consistentemente boa do início ao fim.  Por outro lado, a trilha sonora é excelente ao criar a atmosfera adequada às seqüências que mostram as cenas dos rituais pagãos e o clímax no final do filme.

"O Olho do Diabo" apresenta ainda uma ótima fotografia em preto-e-branco e as magníficas atuações de David Niven, Sharon Tate e Deborah Kerr.  Entre os melhores momentos, acham-se aqueles que mostram a manipuladora e hostil Odile de Caray e as seqüências nas quais Catherine é ameaçada por um grupo de encapuzados.

CAA