Filmes por gênero

O PAGADOR DE PROMESSAS (1962)

imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: The Given Word (USA)
La parole donnée (França)
El pagador de promesas (Espanha, México)
Fünfzig Stufen zur Gerechtigkeit (Alemanha)
Slubowanie (Polônia)
Fogadalom (Hungria)
Lupaus (Finlândia)
Pais: Brasil
Gênero: Drama
Direção: Anselmo Duarte
Roteiro: Anselmo Duarte
Produção: Oswaldo Massaini
Música Original: Gabriel Migliori
Fotografia: H. E. Fowle
Edição: Carlos Coimbra
Direção de Arte: José Teixeira de Araújo
Maquiagem: Gilberto Marques
Efeitos Sonoros: Carlos Foscolo
Efeitos Especiais: Juarez Dagoberto Costa, Josef Reindl
Nota: 8.9
Filme Assistido em: 1964

Elenco

Leonardo Villar Zé do Burro
Glória Menezes Rosa
Dionísio Azevedo Padre Olavo
Geraldo Del Rey Bonitão
Norma Bengell Marly
Othon Bastos Repórter
Antônio Pitanga Mestre Coca
Gilberto Marques Galego
Enock Torres Delegado de Polícia
Milton Gaucho Policial
Roberto Ferreira Dedé
Américo Coimbra Bonitão
Carlos Torres Monsenhor
Walter da Silveira Bispo
Cecília Rabelo Beata
Alair Liguori Beata
Napoleão Lopes Filho Bispo
Irênio Simões Secretário do Jornal
João Di Sordi Detetive

Prêmios

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (Anselmo Duarte)

Festival de Cinema de Cartagena, Colômbia

Prêmio do Júri Especial (Anselmo Duarte)

Festival Internacional de Cinema de San Francisco, EUA

Prêmio Golden Gate de Melhor Filme (Anselmo Duarte)

Prêmio Golden Gate de Melhor Trilha Sonora (Gabriel Migliori )

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Zé do Burro e sua mulher, Rosa, vivem em uma pequena propriedade a 42 quilômetros de Salvador.  Um dia, o burro de estimação de Zé é atingido por um raio e ele acaba indo a um terreiro de candomblé, onde faz uma promessa à Santa Bárbara para tentar salvar o animal.

Com o restabelecimento do burro, Zé doa metade de seu sítio, para depois iniciar uma caminhada rumo à Salvador, carregando nas costas uma imensa cruz de madeira, a fim de pagar sua promessa.  Ele e Rosa chegam a Salvador à noite, encontrando a igreja de Santa Bárbara fechada.  Rosa acha que a cruz deve ser deixada ali, enquanto Zé quer cumprir a promessa e a colocar no interior da igreja.

Marly, uma prostituta, deixa o cabaré onde trabalha para Bonitão.  Interessado em Rosa, Bonitão tenta seduzi-la, mas é por ela repelido.  Ele a convida e a Zé do Burro para passarem a noite no hotel, mas este não aceita o convite.  Rosa decide ir com Bonitão e terminam ficando no mesmo quarto.

Na manhã seguinte, Zé do Burro conversa com o padre sobre a sua promessa. O padre fica indignado, considerando-a uma blasfêmia. Na porta da igreja forma-se uma multidão, com tipos populares e um jornalista, incumbido de fazer uma reportagem.  Rosa tenta convencer o marido a partir.  O jornalista faz uma cobertura sensacionalista sobre a inusitada promessa.

Marly flagra Bonitão com Rosa e o acusa diante de Zé do Burro.  Rosa justifica a traição como uma provação de Santa Bárbara.  Bonitão consegue convencer a polícia a prender Zé por agitação social.  Uma unidade de TV procura entrevistá-lo, enquanto pessoas tentam assediá-lo.

Rosa briga com Marly, quando procura Bonitão para intervir em favor de Zé, mas ele parte com a prostituta. A polícia chega para prendê-lo.  Mestre Coca, um capoeirista, e o trovador de cordel, querem que ele fuja. Na confusão que se forma, Zé é atingido por disparos.  O povo coloca Zé do Burro sobre a cruz e o levam para dentro da igreja, arrombando a porta.  Rosa, sozinha na escadaria de acesso à igreja, segue a procissão de Santa Bárbara.

imagem imagem imagem

Comentários

"O Pagador de Promessa" é um excelente filme nacional, ganhador de diversos prêmios, inclusive o Palma de Ouro do Festival Internacional de Cannes, além de ter sido indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

O filme apresenta a segura direção de Anselmo Duarte, basicamente um estreante como diretor, já que, antes, ele havia apenas dirigido a comédia "Absolutamente Certo".  Contando com uma produção esmerada e a bela fotografia de H. E. Fowle, o filme tem ainda no desempenho dos atores um dos seus pontos mais fortes.

Enfim, "O Pagador de Promessas" é um filme que emociona, lírico às vezes e que apresenta um final apoteótico.

CAA