Filmes por gênero

FRUTO PROIBIDO (1940)

Boom Town
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Dois contra o mundo (Portugal)
La fièvre du pétrole (França)
La febbre del petrolio (Itália)
El fruto dorado (Argentina, Espanha, México)
Der draufgänger (Alemanha)
Glädjestaden (Suécia)
Hvor olien sprang (Dinamarca)
Goraczka nafty (Polônia)
Die Stadt der Glücksjäger (Austria)
Шумный город (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia Dramática, Romance
Direção: Jack Conway
Roteiro: John Lee Mahin
Produção: Sam Zimbalist
Música Original: Franz Waxman
Fotografia: Harold Rosson, Elwood Bredell
Edição: Blanche Sewell
Direção de Arte: Cedric Gibbons
Figurino: Adrian
Guarda-Roupa: Gile Steele
Maquiagem: Robert J. Schiffer
Efeitos Sonoros: Douglas Shearer
Efeitos Especiais: A. Arnold Gillespie, John Hoffman
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1948

Elenco

Clark Gable John McMasters
Spencer Tracy Jonathan Sand
Claudette Colbert Elizabeth 'Betsy' Bartlett McMasters
Hedy Lamarr Karen Vanmeer
Frank Morgan Luther Aldrich
Lionel Atwill Sr. Harry Compton
Chill Wills Harmony Jones
Marion Martin Whitey
Minna Gombell Eva
Joe Yule Ed Murphy
Sara Haden Srta. Barnes
Horace Murphy Tom Murphy
Curt Bois Ferdie
Roy Gordon Sr. McCreery
Bess Flowers Funcionária no Escritório de McMasters
Pat Flaherty Homem na mesa de dados
Nestor Paiva Oficial venezuelano
Charles Coleman Parker
Holmes Herbert Médico
Richard Lane Assistente do Promotor
Barbara Bedford Enfermeira
George Lessey Juiz
Tom London Xerife
Larry Steers Advogado
Henry Roquemore Sr. Summers

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Fotografia em Preto e Branco (Harold Rosson)

Oscar de Melhores Efeitos Especiais e Sonoros (A. Arnold Gillespie, Douglas Shearer)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

John McMasters e Jonathan Sand são dois amigos que decidem juntar forças para tentarem ficar ricos como empresários da área de petróleo, no Texas. Sem dinheiro suficiente, eles roubam equipamentos de perfuração de um cético Luther Aldrich.

Os dois não são bem sucedidos em seus esforços iniciais, já que o poço pioneiro se mostrou um grande fiasco ao produzir nada além que água salgada. Para piorar a situação, eles se vêem obrigados a fugir quando Aldrich aparece com o xerife para ter de volta seus bens. No entanto, eles terminam conseguindo firmar um acordo com Aldrich, através do qual este passa a financiá-los e, em troca, fica com a garantia de receber parceladamente o que lhe devem, além de passar a ter uma percentagem sobre cada poço perfurado. Assim, trabalhando nesses termos, os dois conseguem ficar ricos.

Tudo vai bem até que Elizabeth Bartlett chega ao local. Sem saber que Jonathan a considera sua namorada de longa data, McMasters apaixona-se por ela à primeira vista, sendo correspondido, o que os leva a se casarem rapidamente. Jonathan fica arrasado com a notícia, mas aceita a união ao verificar quão feliz Betsy se sente com a escolha feita.

Um ano depois, irritado com a forma como seu parceiro trata a esposa, Jonathan propõe que o campo de petróleo seja disputado através do jogo da moeda. Realizada a disputa, ele sai vencedor, fazendo com que McMasters pegue a estrada onde, depois de ficar rico nos campos de petróleo de Oklahoma, torna-se um poderoso barão do petróleo. Ao fazer negócios com o revendedor Harry Compton, ele decide expandir seus investimentos em refinarias de petróleo no leste. Em Nova York, na busca de informações privilegiadas sobre seus concorrentes, McMasters contrata Karen Vanmeer, conselheira de Compton, que usa seus contatos sociais e seu charme feminino para reunir informações do setor.

Enquanto isso, Jonathan perde tudo o que construiu na América do Sul para uma revolução. Posteriormente, ao se encontrar com McMasters em uma convenção de petroleiros, os dois se reconciliam e ele volta a trabalhar com o velho amigo. As coisas vão bem até que Jonathan suspeita que McMasters esteja tendo um caso com Karen. Assim, para salvar o casamento de sua adorada Betsy, ele propõe casamento à Karen, mas esta deduz suas reais motivações e não aceita sua proposta.

Sentindo-se negligenciada, Betsy tenta o suicídio ao tomar uma grande quantidade de pílulas para dormir. Jonathan acredita que a única maneira de ajudá-la é levar McMasters à falência. Em sua batalha contra seu ex-amigo, Jonathan leva a pior e perde tudo. Mesmo assim, ele não desiste de lutar pela felicidade de Betsy, o que consegue quando pede a McMasters para que dê o divórcio à esposa. É quando este para pra pensar e toma consciência de como tem sido um mau marido para Betsy.

Pouco tempo depois, McMasters é processado pelo governo por violar a Lei Antitruste Sherman e perde o seu negócio. No final, pobres, mas felizes, Jonathan e McMasters, bem como Betsy, começam todo o ciclo novamente, com Aldrich fornecendo-lhes os equipamentos necessários à nova empreitada.

imagem

Comentários

“Fruto Proibido” é um bom e agradável filme do cinema americano do início dos anos 40. Aliás, um filme estrelado por Clark Gable e Spencer Tracy não pode ser ruim em princípio. Realizado pelo cineasta Jack Conway, sua trama gira em torno de dois amigos que, sem dinheiro suficiente, decidem lutar para se tornarem empresários bem sucedidos da área de petróleo.

Conway consegue manter um bom ritmo ao filme, do início ao fim, no que é ajudado pelos trabalhos de edição e pelas câmeras de Harold Rosson e Elwood Bredell.

Além de Clark Gable e Spencer Tracy, já mencionados, “Fruto Proibido” tem outros grandes nomes em seu elenco, como Claudette Colbert, Hedy Lamarr, Frank Morgan e Lionel Atwill. Gable e Tracy, bem como, Gable e Colbert apresentam uma excelente química quando se acham em cena. A austríaca Lamarr, que se tornara uma celebridade quando de sua participação no filme “Êxtase”, de 1933, mostra-se cada vez mais bela.

CAA