Filmes por gênero

O PROCESSO (1962)

Le procès
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: The trial (USA)
Il processo (Itália)
El proceso (Espanha, Argentina)
Der prozess (Austria, Alemanha)
Het proces (Holanda)
Processen (Suécia, Dinamarca)
Процесс (Rússia)
Pais: França, Alemanha, Itália
Gênero: Drama, Suspense, Crime
Direção: Orson Welles
Roteiro: Orson Welles
Produção: Michael Salkind, Alexander Salkind
Design Produção: Jean Mandaroux
Música Original: Jean Ledrut
Fotografia: Edmond Richard
Edição: Yvonne Martin, Frederick Muller
Figurino: Helen Thibault
Maquiagem: Louis Dor
Efeitos Sonoros: Jacques Lebreton, Guy Villette
Efeitos Especiais: Denise Baby
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1964

Elenco

Anthony Perkins Josef K.
Jeanne Moreau Marika Burstner
Elsa Martinelli Hilda
Suzanne Flon Srta. Pittl
Madeleine Robinson Sra. Grubach
Romy Schneider Leni
Max Buchsgaum Magistrado
Arnoldo Foà Inspetor de polícia
Billy Kearns 1º Assistente do Inspetor
Jess Hahn 2º Assistente do Inspetor
Max Haufler Tio Max
Thomas Holtzmann Bert, estudante de direito
Fernand Ledoux Funcionário da Corte
Akim Tamiroff Bloch
Orson Welles Albert Hastler, o advogado
Jean-Claude Rémoleux Policial
Michael Lonsdale Padre
William Chappell Titorelli
Naydra Shore Irmie, prima de Josef K.
Paola Mori Arquivista da Corte
Katina Paxinou .

Prêmios

Sindicato Francês dos Críticos de Cinema, França

Prêmio de Melhor Filme (Orson Welles)

Indicações

Festival Internacional de Veneza, Itália

Prêmio Leão de Ouro (Orson Welles)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Josef K. é um homem simples e reservado, que vive na pensão da Sra. Grubach, onde se dá bem com todos os demais moradores do local.  Certo dia, ao acordar pela manhã, encontra um inspetor de polícia e seu assistente em seu quarto.

Assustado, Josef pergunta aos policiais a razão de tudo aquilo, sendo informado que ele está preso.  Seguro de não ter cometido qualquer tipo de crime, insiste junto ao inspetor sobre as acusações que pesam sobre ele, mas o policial não lhe apresenta os motivos.

Embora acusado de um crime que desconhece, Josef não é levado em custódia.  O inspetor lhe informa que estará fazendo o maior esforço para não interferir em suas atividades normais como, por exemplo, evitar que os interrogatórios ocorram nas horas do expediente do escritório onde ele trabalha.

Incomodado por não saber o que lhe espera, ele decide investigar em busca de uma resposta.  Através de seu tio Max, chega até um famoso advogado, Dr. Albert Hastler, mas logo perde a confiança no profissional.  Em sua peregrinação, apontam-lhe pessoas que podem influenciar e até manipular o julgamento e garantir sua absolvição, como é o caso de Titorelli, um pintor ligado ao tribunal e responsável por retratar seus juizes.

Apesar de todos os esforços para entender os mecanismos que movem seu processo, Josef não consegue avançar em suas investigações.  Cada vez mais, ele se decepciona com a podridão que é o sistema judiciário, tornando-se paranóico e passando a acreditar numa enorme conspiração contra ele.

imagem imagem imagem

Comentários

Baseado no livro homônimo de Franz Kafka, "O Processo" é mais uma excelente realização do grande cineasta Orson Welles.  Além de apresentar uma direção consistentemente boa e de atuar, Welles foi também responsável pela construção do seu ótimo roteiro.

Um de seus maiores feitos foi o de conseguir transmitir para a tela a atmosfera sombria e clautrofóbica apresentada na obra kafkiana.

Fiel a esse clássico da literatura mundial, Welles procura atacar a burocracia desumana inerente aos governos autoritários, no caso representado por um sistema judicial corrupto, com processos que demoram anos a serem resolvidos.

Com uma narrativa surreal, várias seqüências parecem confusas e de difícil entendimento, o que exige do espectador um maior esforço para acompanhar o desenvolvimento da trama.

Além do belo trabalho de Welles, merece atenção a música barroca de Tomaso Albinoni.

CAA