Filmes por gênero

UM PASSEIO AO SOL (1945)

A walk in the sun
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Commando de la mort (França, Bélgica)
Un paseo bajo el sol (Espanha)
Salerno ora X (Itália)
Landung in Salerno (Alemanha, Austria)
Attack i sol (Suécia)
Spacer w sloncu (Polônia)
Opmars zonder genade (Holanda)
Den blodige vej (Dinamarca)
Прогулка под солнцем (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: 2ª Guerra Mundial, Drama
Direção: Lewis Milestone
Roteiro: Robert Rossen
Produção: Lewis Milestone
Música Original: Freddie Rich
Fotografia: Russell Harlan
Edição: W. Duncan Mansfield
Direção de Arte: Max Bertisch
Guarda-Roupa: Sam Benson
Efeitos Sonoros: Corson Jowett
Nota: 9.1
Filme Assistido em: 1951

Elenco

Dana Andrews Sgt. Bill Tyne
Richard Conte Soldado Rivera
George Tyne Soldado Jake Friedman
John Ireland Soldado Windy Craven
Lloyd Bridges Sgt. Ward
Sterling Holloway McWilliams
Norman Lloyd Soldado Archimbeau
Herbert Rudley Sgt. Eddie Porter
Richard Benedict Soldado Tranella
Huntz Hall Soldado Carraway
James Cardwell Sgt. Hoskins
George Offerman Jr. Soldado Tinker
Steve Brodie Soldado Judson
Matt Willis Sgt. Pete Halverson
Chris Drake Rankin
Alvin Hammer Johnson
Jay Norris James
John Kellogg Riddle
Robert Lowell Ten. Rand
Harry Cline Cabo Kramer
Anthony Dante Giorgio

Indicações

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme (Estados Unidos)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em 1943, um grupo de 53 soldados, incluindo o pelotão Lee da Divisão do Texas, aguarda ansiosamente a chegada a uma praia próxima de Salerno, Itália. A barcaça de desembarque os carrega ao seu objetivo poucas horas antes do amanhecer, e o perigo crescente em que se acham é confirmado quando o jovem tenente Rand é ferido por um projétil que destrói metade de seu rosto.

O Sgt. Pete Halverson assume o comando e pede ao Sgt. Eddie Porter que lidere os homens até a praia enquanto ele tenta encontrar o capitão e confirmar suas ordens. Já na praia, o Sgt. Bill Tyne pergunta o que eles vão fazer se Halverson não voltar. Em seguida, os sargentos ordenam aos homens que se protejam nas matas contra ataques da aviação inimiga. Tyne permanece na praia à espera de Halverson, mas toma conhecimento através de McWilliams que Rand e Halverson acham-se mortos. Logo depois, McWilliams é atingido por um projétil de um avião inimigo.

Tyne corre até a mata onde descobre que três outros homens também foram atingidos, inclusive o Sgt. Hoskins. Este fica para trás, enquanto Porter, Tyne e o Sgt. Ward guiam os homens em três esquadrões ao longo de uma estrada em direção ao seu objetivo, uma casa de fazenda próxima a uma ponte que deve ser explodida.

Porter sabe que a caminhada de seis milhas será perigosa e alerta os homens para que fiquem atentos em relação a tanques e aviões inimigos. Dois soldados italianos são rendidos pelo pelotão, os quais informam que a área é controlada por tropas alemãs e, logo depois, eles encontram uma pequena patrulha de reconhecimento de soldados americanos. Depois que um motociclista da patrulha se oferece para ir até a casa da fazenda verificar como ela se encontra, Porter fica cada vez mais nervoso à medida que o tempo passa sem que ele retorne. Diante da situação, Tyne pede aos homens que descansem enquanto ele se senta para conversar com Porter. Este começa a ficar descontrolado e avisa Ward que está colocando Tyne no comando. Quando um carro blindado alemão se aproxima, ele tem um verdadeiro colapso nervoso, mas sob as ordens de Tyne os homens, usando granadas e metralhadoras, conseguem explodir o veículo inimigo. Enquanto isso, os homens armados com bazucas que Tyne havia enviado na frente para localizarem tanques, conseguem explodir dois deles e mais um carro blindado, ficando, entretanto, sem munição.

Deixando um soldado para cuidar de Porter, Tyne continua a caminhada com os homens até que chegam à fazenda. Uma pequena patrulha tenta rastejar no campo defronte à casa, mas é recebida a balas e dois homens são mortos. Tyne e Ward ficam indecisos sobre o que fazer quando Windy, um calmo e introspectivo soldado, sugere que fiquem circulando a fazenda seguindo o rio, e explodam a ponte antes de tomarem a casa da fazenda.

Tyne, então, envia duas patrulhas chefiadas por Ward e Windy, para realizarem a missão, dá ordens a Rivera para metralhar a casa enquanto ele lidera uma coluna de homens no ataque à mesma, esperando com isso distrair os alemães. Assim, quando Rivera abre fogo contra os alemães, Tyne e seus homens passam por cima do muro de pedra e entram no campo. A vista de Tyne fica embaçada enquanto ele rasteja em direção à casa. A ponte é explodida e, apesar das grandes perdas sofridas, a casa é finalmente capturada.

imagem

Comentários

Baseado num livro do jornalista Harry Brown, que lutou no front europeu de 1941 a 1943, “Um Passeio ao Sol” é, sem dúvida, um dos melhores filmes de guerra de todos os tempos. Partindo de um ótimo roteiro desenvolvido por Robert Rossen, o cineasta Lewis Milestone nos brinda com um excelente trabalho de direção.

A trama segue um pelotão de soldados americanos desde o momento em que desembarcam numa praia perto de Salerno, na Itália, até completarem a missão que lhes foi confiada. Ao contrário da maioria dos filmes do gênero, principalmente os mais modernos, que procuram mostrar muito sangue, corpos mutilados, etc., “Um Passeio ao Sol” apresenta muito poucas cenas de ação.

Além do magnífico trabalho apresentado por Milestone, o filme conta ainda com um excelente elenco, onde todos os atores se saem muito bem, com ênfase para as atuações de Dana Andrews e Richard Conte. Finalmente, merece ser também mencionada a ótima música de Freddie Rich.

Enfim, “Um Passeio ao Sol” é um filme imperdível.

CAA