Filmes por gênero

AMORES PARISIENSES (1997)

On connaît la chanson
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Same old song (UK, USA)
Parole, parole, parole (Itália)
Das leben ist ein chanson (Alemanha)
Pais: França, Suíça, Reino Unido
Gênero: Comédia, Musical
Direção: Alain Resnais
Roteiro: Jean-Pierre Bacri, Agnès Jaoui
Produção: Bruno Pésery
Design Produção: Jacques Saulnier
Música Original: Bruno Fontaine
Fotografia: Renato Berta
Edição: Hervé de Luze
Figurino: Jackie Budin
Guarda-Roupa: Patrick Lavoix, Ann Dunsford, Saïda Bekas
Maquiagem: Esme Sciaroni, Jacky Reynal
Efeitos Sonoros: Pierre Lenoir, Jean-Pierre Laforce, Michel Klochendler
Nota: 8.1
Filme Assistido em: 2004

Elenco

André Dussollier Simon
Agnès Jaoui Camille Lalande
Sabine Azéma Odile Lalande
Jean-Pierre Bacri Nicolas
Lambert Wilson Marc Duveyrier
Pierre Arditi Claude
Jane Birkin Jane
Jean-Paul Roussillon Pai de Camille e Odile
Nelly Borgeaud Médica
Götz Burger Von Choltitz
Jean-Pierre Darroussin Jovem pai com o cheque
Charlotte Kady Cliente do Restaurante
Jacques Mauclair Médico
Pierre Meyrand Proprietário do Café
Claire Nadeau Convidada
Wilfred Benaïche Proprietário do Restaurante
Frédérique Cantrel Convidada
Nathalie Jeannet Convidada
Romaine de Nando Enfermeira
Françoise Bertin Jovem Senhora no 'Tour'
Dominique Rozan Senhor Idoso

Prêmios

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Filme Francês

César de Melhor Roteiro Original

César de Melhor Ator (André Dussollier)

César de Melhor Ator Coadjuvante (Jean-Pierre Bacri)

César de Melhor Atriz Coadjuvante (Agnès Jaoui)

César de Melhor Edição

César de Melhor Som

Sindicato Francês dos Críticos de Cinema, França

Prêmio de Melhor Filme

Indicações

Academia do Cinema Europeu

Prêmio de Melhor Roteiro

Festival Internacional de Berlim, Alemanha

Prêmio Urso de Ouro (Alain Resnais)

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Direção (Alain Resnais)

César de Melhor Atriz (Sabine Azéma)

César de Melhor Ator Coadjuvante (Lambert Wilson)

César de Melhor Design de Produção

César de Melhor Música escrita para um Filme

Videoclipes

70 anos de cinema 70 anos de cinema

Sinopse

Simon, um melancólico corretor de imóveis, está secretamente apaixonado por Camille Lalande, uma guia de turismo, que estuda para fazer uma defesa de tese, como historiadora, e sofre de depressão.  Mas Camille, apaixona-se por Marc Duveyrier, o charmoso e mulherengo chefe de Simon.

Marc, por sua vez, tenta vender um apartamento à Odile Lalande, irmã de Camille, que vive um casamento em crise com Claude.  Ele tem pressa em realizar o negócio, pois a bela vista de París, um dos principais atrativos do imóvel, será ofuscada quando iniciarem a construção de um grande empreendimento em sua frente.  Ela está decidida a comprá-lo, mesmo com a desaprovação do marido.

Claude está, na realidade, preocupado com o inesperado aparecimento de um amigo de infância de Odile, Nicolas, que ainda mantém um certo interesse por ela.  Nicolas também vive um casamento em crise, o que o deixa cheio de culpas e, por conseqüência, hipocondríaco.  

Ao procurar um apartamento para alugar, Nicolas conhece Simon e termina se tornando seu confidente...

imagem imagem imagem

Comentários

"Amores Parisienses" é uma ótima comédia existencial.  Aos 75 anos de idade, Alain Resnais, o premiado cineasta francês, responsável por grandes sucessos como, por exemplo, "Hiroshima, meu Amor" e "O Ano Passado em Marienbad", apresenta uma linguagem simples, porém original, para expressar os sentimentos dos seis personagens principais.

Resnais utiliza-se de canções populares francesas, através dos personagens, como monólogos interiores, pensamentos e comentários a ações dos outros.  Assim, o outro personagem não escuta o que diz o que canta.  Estabelecida a inovação da forma cinematográfica, o cineasta a usa para explorar as diferentes possibilidades narrativas dentro do jogo de encontros e desencontros amorosos de seus personagens.  As canções são ouvidas em suas versões originais, não importando o sexo do personagem.  Essa inovação, introduzida por Resnais, provoca efeitos curiosos quando personagens femininos cantam com a voz original do cantor que gravou a canção, e vice-versa.  Em uma cena, por exemplo, em que Nicolas, interessado em Odile, a visita em sua casa, na presença, do marido, Claude, os três personagens comentam a situação utilizando-se de canções.  O que os espectadores ouvem são o que eles pensam, nas vozes dos verdadeiros intérpretes dessas canções.

Em princípio, a história se centra em torno de duas irmãs, Camille e Odile Lalande, e de seus respectivos parceiros, os quais, por sua vez, se interrelacionam.

Além do ótimo e original roteiro, assinado por Jean-Pierre Bacri e Agnès Jaoui, e da direção firme do veterano Resnais, o filme tem no elenco um outro grande destaque.

CAA