Filmes por gênero

O GAVIÃO DO MAR (1940)

The sea hawk
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: O Gavião dos Mares (Portugal)
L'aigle des mers (França)
Lo sparviero del mare (Itália)
El halcón del mar (Espanha)
El halcón de los mares (México, Argentina)
Der herr der sieben meere (Alemanha)
Slaghöken (Suécia)
Морской ястреб (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Aventura
Direção: Michael Curtiz
Roteiro: Howard Koch, Seton I. Miller
Produção: Henry Blanke, Hal B. Wallis
Música Original: Erich Wolfgang Korngold
Direção Musical: Leo F. Forbstein
Fotografia: Sol Polito
Edição: George Amy
Direção de Arte: Anton Grot
Figurino: Orry-Kelly
Guarda-Roupa: Eugene Joseff
Maquiagem: Perc Westmore
Efeitos Sonoros: Francis J. Scheid
Efeitos Especiais: Hans F. Koenekamp, Byron Haskin
Nota: 8.2
Filme Assistido em: 1947

Elenco

Errol Flynn Capitão Geoffrey Thorpe
Brenda Marshall Doña Maria
Claude Rains Don José Alvarez de Cordoba
Flora Robson Rainha Elizabeth I
Montagu Love Rei Filipe II da Espanha
Henry Daniell Lord Wolfingham
Donald Crisp Sir John Burleson
Alan Hale Carl Pitt
Una O'Connor Srta. Latham
James Stephenson Abbott
Gilbert Roland Capitão Lopez
William Lundigan Danny Logan
Julien Mitchell Oliver Scott
J.M. Kerrigan Eli Matson
David Bruce Martin Burke
Clifford Brooke William Tuttle
Clyde Cook Walter Boggs
Fritz Leiber Inquisidor
Ellis Irving Monty Preston
Francis McDonald Kroner
Pedro de Cordoba Capitão Mendoza
Jack La Rue Tenente Ortega
Victor Varconi General Aguirre
Frank Lackteen Capitão Ortiz
Robert Warwick Frobisher
Mary Anderson Dama de Honra
Edgar Buchanan Ben Rollins
John Sutton Capitão da Guarda
Whit Bissell Guarda da Entrada do Palácio
Charles Irwin Arnold Cross
Frank Wilcox Martin Barrett

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção de Arte (Anton Grot )

Oscar de Melhor Gravação de Som (Nathan Levinson)

Oscar de Melhores Efeitos Especiais (Byron Haskin, Nathan Levinson)

Oscar de Melhor Trilha Sonora (Erich Wolfgang Korngold)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

O rei Filipe II de Espanha tem a intenção de dominar todo o mundo, começando pela conquista da Inglaterra. Nesse sentido, ele envia um de seus cortesãos, Don José Alvarez de Cordoba, como seu embaixador para dissipar as suspeitas de Rainha Elizabeth I sobre a grande armada que está construindo. Enquanto isso, alguns ministros da rainha tentam convencê-la a construir uma frota, mas ela hesita preocupada em poupar os bolsos de seus súditos.

O navio do embaixador espanhol é capturado pelo Albatross e seu capitão, Geoffrey Thorpe. Don Alvarez e sua sobrinha, Doña María, são levados a bordo e transportados para a Inglaterra. O capitão Thorpe sente-se atraído pela bela jovem de 25 anos e, galantemente, devolve suas joias que haviam sido saqueadas. Com esse gesto, o ódio que ela tinha por ele se arrefece e ela também começa a se apaixonar.

A Don Alvarez é concedida uma audiência com a rainha, ocasião em que ele reclama do tratamento recebido. Por outro lado, Doña María é aceita como uma de suas damas de honra. Os "Sea Hawks", um grupo de ingleses corsários que saqueiam navios espanhóis, comparecem perante a rainha, que os repreende por seus ataques, pondo em risco a paz com a Espanha.

Quando o Capitão Thorpe finalmente aparece e propõe um plano para apreender uma grande quantidade de ouro espanhol destinada ao Novo Mundo e trazê-la de volta para a Inglaterra, a rainha mostra-se cautelosa com a reação da Espanha, mas permite Thorpe de prosseguir com seu plano. Por outro lado, Lord Wolfingham, um dos ministros da Rainha e colaborador secreto da Espanha, envia um espião para tentar descobrir para onde o Albatross está realmente indo, o qual é informado de que o Capitão está participando de uma expedição comercial até o rio Nilo, no Egito.

Ao visitar o cartógrafo responsável pelos gráficos da próxima viagem de Thorpe, Don Álvarez e Lord Wolfingham recebem a informação de que, na realidade, ele está realmente navegando para o istmo do Panamá, o que faz com que eles planejem uma emboscada. Quando o Albatross chega ao seu destino, o navio é observado por um nativo que reporta ao governador espanhol. Como consequência, Thorpe e sua tripulação são enviados para a Espanha, julgados pela Inquisição e condenados às galés para o resto de suas vidas. Na Inglaterra, Don Álvarez informa a rainha do destino de Thorpe, fazendo com que sua sobrinha, Doña Maria, desmaie. A rainha e Don Álvarez trocam acusações e ela o expulsa de sua Corte.

Na galé em que se encontram, Thorpe e outros prisioneiros se rebelam e assumem o domínio da embarcação durante a noite. Em seguida, o grupo assume o controle de outro navio que se acha no mesmo porto, onde um emissário havia deixado planos incriminatórios secretos. Com as duas embarcações sob controle, Thorpe e seus homens navegam de volta para a Inglaterra com os planos em mãos. Ao atracarem no porto, ele tenta avisar a rainha. Uma carruagem trazendo Don Álvarez e sua sobrinha chega ao local e, ao embarcar, o espanhol é mantido prisioneiro, enquanto o capitão Thorpe, vestido com o uniforme de um cortesão espanhol, entra na carruagem onde ainda se encontra Doña Maria. Os dois finalmente declaram seu amor um pelo outro, e María ajuda Thorpe a esgueirar-se para dentro do palácio. No entanto, um espião de Lord Wolfingham, que havia escoltado o embaixador e sua sobrinha, alerta os guardas do castelo sobre sua presença. Finalmente, agindo com bastante cautela, o Capitão consegue chegar à sala onde se encontra Lord Wolfingham e, depois de uma luta de espadas, consegue matar o traidor.

Com a ajuda de Doña María, Thorpe chega à presença de Elizabeth I, onde lhe fornece as provas das intenções do rei Filipe II de Espanha. Agradecida, a rainha concede-lhe o título de Cavaleiro Comandante da Mui Excelente Ordem do Império Britânico e, na frente de Doña Maria, declara sua intenção de construir uma grande frota para se opor à ameaça espanhola.

imagem

Comentários

Baseado no romance “Beggars of the Sea” do escritor ítalo-estadunidense Rafael Sabatini, e realizado pelo grande cineasta Michael Curtiz, “O Gavião do Mar” é um bom filme de aventuras do início dos anos 1940.

Na direção, Curtiz realiza um ótimo trabalho, no que é ajudado pela bela fotografia de Sol Polito, pela excelente música assinada por Erich Wolfgang Korngold e pelos efeitos sonoros a cargo de Byron Haskin e Nathan Levinson.

No elenco, Errol Flynn, com seu conhecido carisma, é o grande destaque.

CAA