Filmes por gênero

MUNDOS OPOSTOS (1949)

East Side, West Side
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Ville haute, ville basse (França)
I marciapiedi di New York (Itália)
Mundos opuestos (Espanha)
Verlorenes Spiel (Alemanha, Austria)
Den andra kvinnan (Suécia)
Keleti oldal, nyugati oldal (Hungria)
Epävarma kohtalo (Finlândia)
En svigtet kvinde (Dinamarca)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Romance
Direção: Mervyn LeRoy
Roteiro: Isobel Lennart
Produção: Voldemar Vetluguin
Música Original: Miklós Rózsa
Fotografia: Charles Rosher
Edição: Harold F. Kress
Direção de Arte: Cedric Gibbons, Randall Duell
Figurino: Helen Rose
Guarda-Roupa: Helen Rose
Maquiagem: Jack Dawn, Robert Ewing
Efeitos Sonoros: Douglas Shearer
Efeitos Especiais: A. Arnold Gillespie
Nota: 8.2
Filme Assistido em: 1965

Elenco

Barbara Stanwyck Jessie Bourne
James Mason Brandon Bourne
Ava Gardner Isabel Lorrison
Van Heflin Mark Dwyer
Cyd Charisse Rosa Senta
Nancy Reagan Helen Lee
Gale Sondergaard Nora Kernan, mãe de Jessie
William Conrad Ten. Jacobi
Raymond Greenleaf Horace Elcott Howland
Douglas Kennedy Alec Dawning
Beverly Michaels Felice Backett
Lisa Golm Josephine
Tom Powers Owen Lee
Paula Raymond Joan Peterson, secretária de Bourne
Frank Wilcox Frank Belmar
Russ Clark Detetive
Jimmy Kelly Detetive
Roger Moore Repórter no aeroporto
Grazia Narciso Sra. Sistina
Mimi Aguglia Avó Senta
Wheaton Chambers Charlie
Dorothy Abbott Modelo
Bette Arlen Modelo
Anne Beck Modelo
Rosalee Calvert Modelo
Barbara Freking Modelo
Jane Howard Modelo

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Sozinha, tarde da noite, no apartamento que divide com seu marido em Gramercy Park, Nova York, Jessie Bourne recebe um misterioso telefonema de alguém que desliga assim que ela atende. A seguir, enquanto ela pondera o significado da estranha chamada, seu marido mulherengo, Brandon, diverte-se na Boate Del Rio. Lá, a modelo Rosa Senta gentilmente o adverte por ele sair para se divertir, deixando a esposa sozinha em casa. Brandon lhe responde ao dizer que “só por que um homem tem uma perfeita rosa em casa, não significa que ele não possa apreciar as flores do campo."

A filosofia do playboy é interrompida pela chegada de Isabel Lorrison, uma bela mulher de língua afiada, ex-amante dele, que logo força Rosa a ir embora. Isabel, de volta depois de uma longa permanência em Paris, tem a intenção de reacender seu romance com Brandon, mas este logo a avisa para ficar afastada porque ele é agora fiel à esposa. Mais tarde, quando Brandon está deixando a Boate, Alec Dawning, um homem que havia marcado um encontro com Isabel, conhecendo sua reputação de playboy, o ataca, deixando-o inconsciente. Brandon é finalmente resgatado por Rosa, que o leva para sua casa, onde permanece até pouco antes do amanhecer.

Logo em seguida, ao voltar para casa, Brandon diz para Jessie que foi atacado por um vagabundo, desculpa que ela acha ser apenas mais uma entre as muitas que já ouviu antes. Mais tarde, naquele dia, a socialite Helen Lee lembra Jessie sobre a festa que vai dar para o ex-oficial da Polícia, Mark Dwyer, cujo livro seu marido Owen tenta colocar em uma cadeia de jornais. Durante a visita, Jessie confessa à Helen que está com medo do que vai acontecer com seu casamento, agora que Isabel está de volta à cidade.

Suas suspeitas a preocupam ainda mais ao ver uma fotografia publicada em um jornal, mostrando Rosa cuidando de Brandon inconsciente. Jessie a procura para saber mais sobre o incidente. Rosa rapidamente esclarece o assunto e, satisfeita com as explicações, Jessie se oferece para levar a modelo ao aeroporto onde ela vai esperar o namorado. Por coincidência, o namorado de Rosa é o encantador Mark Dwyer, que lança um furtivo olhar para ela.

No dia da festa de Helen, Brandon é visitado em seu escritório por Isabel, que consegue atraí-lo para o apartamento dela, evitando que ele compareça ao evento. Jessie vai à festa sozinha e, ao final, volta para casa acompanhada por Mark, que conforta seu coração partido até o retorno de Brandon. No dia seguinte, atendendo a um chamado de Isabel, Jessie vai até o apartamento dela, onde a ex-amante de Brandon lhe diz estar determinada a conquistar seu marido.

Mais tarde, outra preocupação é colocada sobre seu casamento, quando Mark, enquanto dá uma volta com ela pela vizinhança em seu bairro de West Side, professa seu amor por ela. Logo a seguir, ao chegar em casa, Jessie recebe a notícia de que Isabel foi assassinada. Em companhia de Mark, ela corre até o apartamento de Isabel, onde encontra o tenente Jacobi, da polícia, a interrogar Brandon. Ao encontrar uma pista que o leva à Boate Del Rio, Mark descobre que a assassina de Isabel é Felice Backett, a ciumenta namorada de Alec Dawning.

Apesar de Brandon ser declarado inocente do assassinato, Jessie finalmente ganha coragem para dizer-lhe que não mais o ama e que está definitivamente deixando-o de uma vez por todas.

imagem imagem imagem

Comentários

Baseado num livro de Marcia Davenport, “Mundos Opostos” é um muito bom drama do cinema americano do final dos anos 40. Roteirizado por Isobel Lennart e dirigido pelo cineasta Mervyn LeRoy, sua trama procura explorar as perigosas implicações do adultério.

A direção de LeRoy, como na grande maioria de seus trabalhos, mostra-se competente, assim como, o roteiro de Lennart. A fotografia de Charles Rosher e o figurino da grande Helen Rose são também pontos positivos do filme. A história de Davenport, enquanto explora as perigosas implicações do adultério, é muito boa, mas sucumbe ao escolher um assassinato para resolver o dilema, uma vez que todo o exercício para recuperar a confiança, encontrar o perdão e a redenção torna-se discutível.

“Mundos Opostos” apresenta grandes momentos dramáticos, como aqueles em que Isabel seduz Brandon em seu apartamento, ou quando ela é confrontada com Jessie sobre o assunto.

O elenco conta com grandes atores da época, como Barbara Stanwyck, James Mason, Ava Gardner e Van Heflin, entre outros. Stanwyck e Gardner apresentam o que fazem de melhor: representar mulheres fortes, determinadas. Cyd Charisse também nos mostra um bom trabalho em um papel não musical, embora dance um pouco durante uma cena de festa.

CAA