Filmes por gênero

O INSOLENTE (1996)

Beaumarchais, l'insolent
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Beaumarchais, the Scoundrel (USA)
Beaumarchais (UK)
Beaumarchais - Der unverschämte (Alemanha)
Beaumarchais, el insolente (Espanha)
L'insolente (Itália)
Pais: França
Gênero: Aventura, Histórico
Direção: Edouard Molinaro
Roteiro: Edouard Molinaro, Jean-Claude Brisville
Produção: Charles Gassot
Design Produção: Jean-Marc Kerdelhue
Música Original: Jean-Claude Petit
Coreografia: Pierre Darde
Fotografia: Michael Epp
Edição: Véronique Parnet
Direção de Arte: Jean-Marc Kerdelhue, Jamie Leonard
Figurino: Sylvie de Segonzac
Maquiagem: Nikita Rae, Kirstie Stanway, Jessica Williams e outros
Efeitos Sonoros: Patrice Grisolet, Dominique Warnier, Hervé Bénard e outros
Efeitos Visuais: Antoine Simkine
Nota: 7.8
Filme Assistido em: 2000

Elenco

Fabrice Luchini Pierre-Augustin Caron de Beaumarchais
Sandrine Kiberlain Marie-Thérèse
Manuel Blanc Gudin
Michel Aumont Barão de Breteuil
Jean-François Balmer Sartine
Jean-Claude Brialy Abbot
Michel Piccoli Principe de Conti
Patrick Bouchitey Sr. Lejay
Isabelle Carré Rosine
Evelyne Bouix Sra. Vigée Lebrun
José Garcia Figaro
Michel Serrault Louis XV
Dominique Besnehard Louis XVI
Judith Godrèche Marie-Antoinette
Claire Nebout Cavaleiro d'Eon
Jacques Weber Duque de Chaulnes
André Oumansky Presidente do Parlamento
Dominic Gould Arthur Lee
Jean Yanne Louis Goezman
Pierre Gérard Conde de Provence
Axelle Laffont Mariette Lejay
Murray Head Lord Rochford
Martin Lamotte Conde de Blache
Florence Thomassin Marion Ménard
Marc Dudicourt Bartholo
Cecile Van Den Suzanne
Jeff Nuttall Benjamin Franklin
Niels Dubost Conde de Almaviva

Indicações

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Ator (Fabrice Luchini)

César de Melhor Design de Produção

César de Melhor Figurino

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Filho de um relojoeiro, inventor, homem de negócios pouco escrupuloso, político visionário mas interessado, grande amante das mulheres, o que lhe renderá um duelo com um rival, o Duque de Chaulnes, agente secreto do rei e vendedor de armas, Pierre-Augustin Caron de Beaumarchais se tornou um importante dramaturgo do século XVIII ao falar das injustiças sociais em suas peças.

Beaumarchais coloca a seu serviço o jovem Gudin de la Brenellerie, que se tornaria seu consultor, seu biógrafo e seu amigo.

O autor de 'O Barbeiro de Sevilha', entre outras obras, denunciava os mecanismos obscuros da monarquia francesa.  Com sua visão anti-corrupção, ganhou vários inimigos poderosos.  Não é de se estranhar, portanto, que passasse grande parte de sua vida atrás das grades.

Para obter perdão em uma de suas passagens pela Bastilha, Beaumarchais é obrigado a empreender uma missão secreta em Londres, onde se encontra com o abominável travestí Cavaleiro d'Eon. Lá, para onde foi mandado pelo próprio rei Luís XV, sua missão específica consistia em reaver um plano que, se caisse nas mãos dos ingleses, resultaria numa dispendiosa guerra entre a Inglaterra e a França.   

Após cumprir sua tarefa, é recompensado com a liberdade.  Em seguida, parte para a América, onde luta pela independência dos Estados Unidos.

imagem imagem imagem

Comentários

"Beaumarchais, o Insolente" é um bom filme sobre as múltiplas facetas de um homem versátil e amante da liberdade que viveu no século XVIII.  Realizado pelo cineasta  Edouard Molinaro, o filme acompanha os problemas vividos por Beaumarchais depois que ele critica a corrupção da Corte francesa, que ameaçava o direito dele encenar suas peças satíricas e incendiárias.

Molinaro soube criar uma atmosfera propícia a explorar os melhores feitos de Beaumarchais e a imprimir um ritmo adequado à narrativa.

Com uma perfeita reconstituição da época e um ótimo trabalho de Sylvie de Segonzac, responsável pelos figurinos, o filme tem ainda, no elenco, um dos seus pontos mais fortes.  Fabrice Luchini, no papel de Beaumarchais, está magnífico.  Coadjuvando, temos as presenças marcantes de Michel Piccoli, Michel Serrault, Jean Yanne, Sandrine Kiberlain e Jean-Claude Brialy.

CAA