Filmes por gênero

A CARGA DA BRIGADA LIGEIRA (1936)

The charge of the Light Brigade
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: La charge de la brigade légère (França, Bélgica)
La carica dei 600 (Itália)
La carga de la Brigada Ligera (Espanha, Argentina)
La carga de los 600 dragones (México)
Der Verrat des Surat Khan (Alemanha)
De tappra 600 (Suécia)
De charge der lichte brigade (Holanda)
Szarza lekkiej brygady (Polônia)
Атака легкой кавалерии (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Ação, Aventura, Romance, Guerra
Direção: Michael Curtiz
Roteiro: Michael Jacoby, Rowland Leigh
Produção: Hal B. Wallis, Jack L. Warner
Música Original: Max Steiner
Direção Musical: Leo F. Forbstein
Fotografia: Sol Polito
Edição: George Amy
Direção de Arte: John Hughes
Figurino: Milo Anderson
Guarda-Roupa: Mary Dery, Allan Taylor, Henry West
Maquiagem: Ray Romero, Robert J. Schiffer
Efeitos Sonoros: C.A. Riggs, Nathan Levinson
Efeitos Especiais: Hans F. Koenekamp, Fred Jackman
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1955

Elenco

Errol Flynn Major Geoffrey Vickers
Olivia de Havilland Elsa Campbell
Patric Knowles Capitão Perry Vickers
Henry Stephenson Sir Charles Macefield
Nigel Bruce Sir Benjamin Warrenton
Donald Crisp Coronel Campbell
David Niven Capitão James Randall
C. Henry Gordon Surat Khan
G.P. Huntley Major Jowett
Robert Barrat Conde Igor Volonoff
Spring Byington Lady Octavia Warrenton
E.E. Clive Sir Humphrey Harcourt
J. Carrol Naish Major Puran Singh
Walter Holbrook Corneteiro Charles Barclay
Charles Sedgwick Corneteiro Lawrence Pearson
George Regas Wazir
Helen Sanborn Sra. Jowett
Lumsden Hare Coronel Woodward
Georges Renavent General Canrobert
Gordon Hart Coronel Coventry
Crauford Kent Capitão Brown
Charles Croker-King Lord Cardigan
Brandon Hurst Lord Raglan
Scotty Beckett Prema Singh
Princess Baba Mãe de Prema

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Diretor Assistente (Jack Sullivan)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Trilha Sonora (Leo F. Forbstein)

Oscar de Melhor Gravação de Som (Nathan Levinson)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

O major Geoffrey Vickers, da 27ª Companhia dos Lanceiros de Bengala, e Sir Humphrey Harcourt, um diplomata inglês, visitam o amir Surat Khan do Suristão para dizer-lhe que os fundos previamente garantidos pelo governo britânico foram descontinuados. Geoffrey reconhece o descontentamento de Khan, mas ganha sua lealdade pessoal quando salva sua vida durante uma caçada de leopardos. Geoffrey se reporta à Calcutá, onde sua noiva, Elsa Campbell, se encontra com seu pai, o coronel Campbell.

Durante a ausência de Geoffrey, no entanto, Elsa se apaixona pelo seu irmão mais novo, o capitão Perry Vickers. Geoffrey se recusa a acreditar na revelação de Perry, e os dois irmãos brigam. Antes que eles possam resolver suas diferenças, Geoffrey é enviado para Tartar, onde bravamente ilude uma tribo de fronteira, e depois para Chukoti, onde o coronel Campbell e Elsa encontram-se estacionados.

Perry, por outro lado, é enviado à Lohara, onde Sir Benjamin Warrenton está no comando e desconhece que Surat Khan conseguiu reunir forças na fronteira. Quando ele ordena que as tropas de Campbell marchem para Lohara em manobras, ele deixa Chukoti vulnerável. Surat Khan ataca e saqueia o forte, massacrando os habitantes, incluindo o coronel Campbell. Elsa e Geoffrey conseguem escapar e ela finalmente o convence de que ama verdadeiramente seu irmão Perry. Geoffrey, galantemente, aceita sua derrota pessoal e protege Perry, enviando-o para longe da batalha que se seguiu.

Enquanto isso, Surat Kahn junta-se aos russos, e Sir Charles Macefield, comandante das forças britânicas na Crimeia, envia ordens para que Warrenton não ataque Surat Kahn. No entanto, Geoffrey, estimulado por sua ira contra o massacre de Chukoti, reescreve as ordens e lidera um ataque mortal contra o reduto de Surat Kahn, perto de Balaklava. Na batalha, Kahn atira mortalmente em Geoffrey, mas, antes de morrer, este o mata. O sacrifício de Geoffrey e de seus seiscentos lanceiros, no entanto, não é em vão. Macefield envia tropas para apoiar a luta e Sebastopol é tomada. Macefield, então, queima a carta em que Geoffrey admite sua culpa e assume a responsabilidade total pelas operações.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Michael Curtiz, a partir de um roteiro escrito por Michael Jacoby e Rowland Leigh, “A Carga da Brigada Ligeira” é um ótimo filme de ação produzido pela Warner Brothers Pictures, Inc. em 1936. Sua trama, inspirada num imortal poema de Alfred Lord Tennyson, recebeu inúmeras críticas pelo grande número de cavalos mortos durante as cenas de ação.

Na direção, Curtiz, demonstrando mais uma vez seu completo domínio da câmera, nos brinda com mais um belo trabalho, no que é ajudado pela bela fotografia a cargo de Sol Polito, e pela excelente trilha sonora a cargo do grande Max Steiner, em seu primeiro trabalho para a Warner Bros.

No elenco, Errol Flynn brilha no papel principal. Com atuações bastante convincentes, destacam-se Olivia de Havilland, Patric Knowles, David Niven e Donald Crisp.

CAA