Filmes por gênero

ARDIDA COMO PIMENTA (1953)

Calamity Jane
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Diabruras de Jane (Portugal)
La blonde du Far-West (França)
Non sparare baciami! (Itália)
Doris Day en el Oeste (Espanha)
Schwere colts in zarter hand (Alemanha)
Västerns vilda dotter (Suécia)
La terreur blonde (Bélgica)
Vestens vildkat (Dinamarca)
Джейн-катастрофа (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Faroeste, Musical
Direção: David Butler
Roteiro: James O'Hanlon
Produção: William Jacobs
Música Original: Sammy Fain, David Buttolph
Direção Musical: Ray Heindorf
Fotografia: Wilfred M. Cline
Edição: Irene Morra
Direção de Arte: John Beckman
Figurino: Howard Shoup
Maquiagem: Gordon Bau
Efeitos Sonoros: Charles David Forrest, Stanley Jones
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1954

Elenco

Doris Day Calamity Jane
Howard Keel Wild Bill Hickok
Allyn Ann McLerie Katie Brown
Philip Carey Tenente Danny Gilmartin
Dick Wesson Francis Fryer
Paul Harvey Henry Miller
Chubby Johnson Rattlesnake
Gale Robbins Adelaid Adams
Donald Kerr Beau
Bess Flowers Esposa do Oficial
Forrest Taylor MacPherson
Monte Montague Pete
Emmett Lynn Artista
Lee Shumway Barman
Stanley Blystone Cliente do Saloon
Joe Ploski Joe, cliente do Saloon
Zon Murray Colorado
Charles Soldani Ìndio
Budd Buster Garimpeiro
Lane Chandler Garimpeiro
Billy Bletcher Garimpeiro

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Canção Original (Sammy Fain, Paul Francis Webster)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Gravação de Som (William A. Mueller)

Oscar de Melhor Trilha Sonora de um Musical (Ray Heindorf)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Calamity Jane é uma bela garota que vive em Deadwood, Dakota do Sul, onde está sempre ocupada lutando contra índios e manejando um chicote para se preocupar com vestidos e perfumes  como todas as outras mulheres.

Ela tem um carinho especial por um oficial do exército, o tenente Danny Gilmartin, mas ele não parece considerá-la seu tipo de mulher.  Ela tem também uma permanente rivalidade amigável com Wild Bill Hickok, com quem vive brigando e se estranhando.

Calamity, que é também a maior contadora de lorotas da região, vive a contar vantagens, a se gabar de tudo, muito embora a maioria de seus esforços se transforme em pequenos desastres.  Assim, quando um grande número de amigos seus ficam desapontados quando, no lugar de uma atriz, surge uma 'drag queen' no 'saloon' da cidade, ela evita uma grande revolta prometendo ir à Chicago e trazer a famosa atriz e cantora Adelaid Adams para se apresentar em Deadwood.

Como prometeu, ela vai até Chicago e procura o teatro onde Adelaid está se apresentando.  No entanto, quando entra nos bastidores do teatro, ela confunde a criada de Adelaid, Katie Brown, com a própria atriz.  Katie, por outro lado, tem ambições de se tornar uma atriz e decide não dizer à Calamity quem realmente é.  Assim, Calamity acompanha a falsa Adelaid em sua volta para Deadwood.

Não demora muito até que o segredo de Katie venha à tona, mas, mesmo assim, o povo decide que ela fique e Wild Bill Hickok fica completamente encantado com ela.  Os problemas surgem quando Danny e Katie se apaixonam um pelo outro, enquanto Bill e Calamity são jogados para escanteio.

imagem

Comentários

"Ardida como Pimenta" é mais uma gostosa comédia musical da era dos grandes musicais de Hollywood, que não tem a pretensão de ser um filme digno de um Oscar, mas que se preocupa em ser um ótimo divertimento.

A bela e excelente cantora Doris Day tem uma atuação perfeita como Calamity Jane, talvez a que lhe tenha exigido mais em termos de ação.  O charmoso Howard Keel parece não ter sido a melhor escolha para o papel de Wild Bill Hickok.

Embora o filme tenha um roteiro simples, a ação nunca diminui até o final feliz.  Todas as canções são excepcionais  (não apenas "Secret Love", ganhadora do Oscar)  e são interpretadas com grande entusiasmo e garra.

CAA