Filmes por gênero

ANNA KARENINA (1997)

Anna Karenina
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Ana Karenina (Portugal)
Anna Karénine (França)
Leo Tolstoy's Anna Karenina (Reino Unino, Espanha)
Ana Karenjina (Sérvia)
Анна Каренина (Rússia, Bulgária)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Romance
Direção: Bernard Rose
Roteiro: Bernard Rose
Produção: Bruce Davey
Design Produção: John Myhre
Direção Musical: Georg Solti
Fotografia: Daryn Okada
Edição: Victor Du Bois
Direção de Arte: Sergei Shemyakin
Figurino: Maurizio Millenotti
Guarda-Roupa: Giovanni Casalnuovo, Deirdre N. Williams
Maquiagem: Lydia Milars
Efeitos Sonoros: Steve Kohler, Terry Porter, Peter Glossop e outros
Efeitos Especiais: Andy Williams, Kevin Draycott
Nota: 7.3
Filme Assistido em: 1998

Elenco

Sophie Marceau Anna Karenina
Sean Bean Vronsky
Alfred Molina Levin
Mia Kirshner Kitty
James Fox Karenin
Fiona Shaw Lydia
Danny Huston Stiva
Phyllida Law Vronskaya
David Schofield Nikolai
Saskia Wickham Dolly
Jennifer Hall Betsy
Anna Calder-Marshall Princesa Schcherbatksy
Valerie Braddell Esposa do Embaixador
Pyotr Sholokhov Kapitonich
Niall Buggy Médico
Vernon Dobtcheff Pestov
Stefan Gryff Korunsky
Barbara Horne Srta. Edwards
Larisa Kuznetsova Agatha
Jeremy Sheffield Boris
Justine Waddell Condessa Nordston
Nora Gryakalova Myagkaya
Oleg Kosminsky Titus
German maksimov Padre
Tatyana Zakharova Parteira
Leonty Varenstov Camponês
Victor Gurianov Camponês

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Na refinada São Petersburgo do século XIX, Anna Karenina desfruta de uma vida aristocrática ao lado do marido de meia-idade, o burocrata Aléxis Karenin, e do filho.  Quando vai a Moscou visitar o irmão, ela conhece o conde Vronsky, um jovem oficial de alta patente da Guarda Imperial.

Ao se conhecerem, surge uma paixão avassaladora entre ambos. Eles dançam juntos, ela se sente invadida pela coragem e audácia dele, ela toma o trem e ele consegue pará-lo no meio da noite para dizer~lhe que precisa tê-la.  Ainda que atormentados pela culpa e pelo remorso e desafiando todas as convenções, eles ficam juntos.  O marido dela a ameaça de nunca mais poder ver o filho do casal.  Ao mesmo tempo, ela se descobre grávida do amante.

O progresso da relação deles é contrastada com o romance e casamento de dois de seus amigos, Levin e Kitty, que a princípio não parece que vai dar certo, mas que, à medida que a relação se aprofunda, a felicidade e a realização vão se tornando cada vez mais evidentes.

Anna paga o preço da felicidade com a distância do filho, o vício do ópio e talvez, com a própria vida.

imagem

Comentários

Com exceção de James Fox, como o furioso marido de Anna, os outros personagens não passam a dramaticidade e o envolvimento que as situações dramáticas exigem.

A narrativa não tem o vigor necessário, dando a impressão de que a tesoura funcionou bastante na fase de edição.  Temos que reconhecer, entretanto, que colocar essa obra de Tolstoi em menos de duas horas de projeção, não é tarefa das mais fáceis.

O que o filme tem de bom para se ver, é o seu visual.  Sua fotografia é deslumbrante, enriquecida pela belíssima trilha sonora, com peças de Prokofiev, Rachmaninov e Tchaikovsky.  O figurino também se destaca ao longo de todo o filme.  Rodado na Rússia, com cenários autênticos de São Petersburgo, tal fato acrescenta uma aura especial quando percebemos que esses lugares realmente existiram.

CAA