Filmes por gênero

CASAMENTO POLONÊS (1998)

Polish wedding
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Casamento na família (Portugal)
Amori & segreti (Itália)
La boda polaca (La boda polaca)
Mariage à la polonaise (França)
Gestern war ich noch Jungfrau (Alemanha)
Valeneitsyt (Finlândia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia Dramática
Direção: Theresa Connelly
Roteiro: Theresa Connelly
Produção: Julia Chasman, Tom Rosenberg, Geoff Stier
Design Produção: Kara Lindstrom
Música Original: Luis Enríquez Bacalov
Fotografia: Guy Dufaux
Edição: Curtiss Clayton, Suzanne Fenn
Figurino: Donna Zakowska
Guarda-Roupa: Marci Shapiro, Alisa Lomax
Maquiagem: Michael Kriston, David Forrest, Gary Cooney
Efeitos Sonoros: Yann Delpuech, Ron Ayers, John Sisti e outros
Nota: 6.3
Filme Assistido em: 1999

Elenco

Claire Danes Hala Pzoniak
Jon Bradford Marinheiro
Lena Olin Jadzia Pzoniak
Gabriel Byrne Bolek
Rade Serbedzija Roman
Adam Trese Russell Schuster
Daniel Lapaine Ziggy
Ramsey Krull Kris
Mili Avital Sofie
Steven Petrarca Witek
Brian Hoyt Kaz
Christina Romana Lypeckyj Kaszia
Peter Carey Piotrusz
Jeffrey Nordling Padre Don
Mitchell Mandeberg Stanley Mislinski
Laurie V. Logan Helga
Joanna Woodcock Mulher na Padaria
Joseph Haynes Sr. Schuster
Judy Dery Sra. Schuster
Cassidy Cirka Bebê de Hala
Randy J. Goodwin Vizinho

Videoclipes

70 anos de cinema 70 anos de cinema

Sinopse

O filme conta a história de uma grande família polonesa que vive nos Estados Unidos, os Pzoniak.  Quem cuida de todos e se orgulha disso é a matriarca Jadzia.  Ela é casada com Bolek, um homem que trabalha numa padaria e possui cinco filhos:  seus quatro filhos homens não lhe dão qualquer problema, mas sua filha adolescente, Hala, é rebelde e independente.

Embora mantenha um casamento aparentemente feliz, Jadzia vive a dizer ao marido que participa de reuniões da comunidade quando, na realidade, vai se encontrar com seu amante, Roman, um homem de negócios da comunidade polaca de Detroit.  É com ele que ela supre sua carência de carinho e atenção.  Um dia, ela engravida e sua traição é descoberta.

A mimada, egoísta e rebelde Hala termina tendo uma experiência sexual com seu vizinho, Russell Schuster, e acaba grávida.  Para completar, ao ser convidada para liderar a procissão da Virgem Maria, Hala escandaliza toda a comunidade quando o padre descobre sua gravidez.

Embora relute em aceitar o compromisso, Russell é forçado a se casar com Hala, de modo que, um grande casamento polonês é então planejado.

imagem imagem imagem imagem imagem imagem

Comentários

"Casamento Polonês" é uma razoável comédia dramática que mistura sexo, religião e problemas familiares.  Dirigido por  Theresa Connelly, que também assina o roteiro, o filme procura mostrar que, numa época em que os valores familiares caem sob a pressão da vida moderna, ainda há quem considere como mais importantes os laços de sangue.

Connelly concentra-se nos Pzoniak, uma família de americanos-poloneses de classe média baixa, que vive em Detroit.  Como a maioria das pessoas, os Pzoniak mentem, cometem adultério, mas há duas palavras que não constam de seu vocabulário: divórcio e aborto.  Assim, uma mulher pode cometer adultério sem o medo de que possa vir a ser abandonada.  Por outro lado, quando uma jovem solteira fica grávida, não há chances dela procurar uma clínica de aborto, tendo que reparar o 'erro' através do casamento.

O maior problema do filme está em seu roteiro, inconsistente, não retratando com fidelidade a atmosfera de uma família polonesa.  O mesmo ocorre com a trilha sonora, ao não apresentar músicas ligadas a essa comunidade.

Lena Olin consegue transmitir a sensualidade e a arrogância de seu personagem.  Claire Danes parece muito velha para algumas cenas e muito nova para outras.  Gabriel Byrne está ótimo como o pai que encontra refúgio de sua família em seu trabalho na padaria.

CAA