Filmes por gênero

CÉU AZUL (1994)

Blue sky
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Sous le ciel du Nevada (Canadá)
Las cosas que nuncan mueren (Espanha)
Cielo azul (Peru)
Operation Blue Sky (Alemanha)
Blekit nieba (Polônia)
Sininen taivas (Finlândia)
Kék ég (Hungria)
Plavo nebo (Sérvia)
Голубое небо (Rússia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Romance
Direção: Tony Richardson
Roteiro: Arlene Sarner, Rama Laurie Stagner, Jerry Leichtling
Produção: Robert H. Solo
Design Produção: Timian Alsaker
Música Original: Jack Nitzsche
Direção Musical: Sharal Churchill, Jackie Krost
Coreografia: Greg Rosatti
Fotografia: Steve Yaconelli
Edição: Robert Lambert
Direção de Arte: Gary Constable
Figurino: Jane Robinson
Guarda-Roupa: JoAnn Lam e outros, Shari Gray, P. Kay Morris
Maquiagem: Dorothy Pearl, Bob Arrollo, Teresa Austin
Efeitos Sonoros: David Behle, Midge Costin, Jack Keller e outros
Efeitos Especiais: Mack Chapman, Cliff Wenger
Nota: 8.0
Filme Assistido em: 1995

Elenco

Jessica Lange Carly Marshall
Tommy Lee Jones Major Hank Marshall
Powers Boothe Coronel Vince Johnson
Carrie Snodgress Vera Johnson
Amy Locane Alex Marshall
Chris O'Donnell Glenn Johnson
Mitchell Ryan Ray Stevens
Dale Dye Coronel Mike Anwalt
Timothy Scott Ned Owens
Annie Ross Lydia
Anna Klemp Becky Marshall
Anthony René Jones Piloto do Helicóptero
Matt Battaglia Oficial da OTAN
Fred Scasso Oficial da OTAN
Victor Iemolo Oficial da OTAN
Bronson Page Oficial da OTAN
Raphael Rey Gomez Oficial da OTAN
Michael McClendon Ten. Coronel Jennings
Merlin Marston Ten. Coronel George Land
Dion Anderson General Derrick
Phyllis Timbes Esposa de Oficial
Clarinda Ross Esposa de Oficial
Richard Jones Jimmy
Gary Bullock Dr. Vankay
Sharlene Ross Enfermeira
Sean McGraw Repórter
Rod Masterson Repórter
Babs George Repórter
Geoff McKnight Engenheiro

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Atriz (Jessica Lange)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Atriz em um Drama (Jessica Lange)

Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles, EUA

Prêmio de Melhor Atriz (Jessica Lange)

Prêmios Sant Jordi de Barcelona

Prêmio de Melhor Atriz Estrangeira (Jessica Lange)

Indicações

Associação dos Críticos de Cinema de Chicago

Prêmio de Melhor Atriz (Jessica Lange)

Sociedade Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos

Prêmio de Melhor Atriz (Jessica Lange)

Prêmios para Jovens Artistas, EUA

Prêmio de Melhor Atriz Jovem em Papel Coadjuvante (Anna Klemp)

Prêmio de Melhor Atriz Jovem em Papel Coadjuvante (Amy Locane)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

O Major Hank Marshall, do exército americano, é transferido para a Base Militar de Matthews, no Alabama.  Instalados em sua  nova casa, dentro da Base, a Sra. Carly, mulher de Hank, recebe a visita da Sra. Vera Johnson, esposa do Comandante, Coronel Vince Johnson, que lhe dá as boas vindas e a convida para participar de um show anual organizado pelas esposas dos oficiais.

À noite, quando da realização de um baile no Clube dos Oficiais, o Cel. Johnson sente-se atraído por Carly e, ao tirá-la para dançar, começa a agarrá-la e a acariciá-la discretamente, sendo por ela correspondido.  A dança sensual dos dois deixa Hank e Vera constrangidos, além de ser notada por todos os presentes.

Para colocar Hank longe da mulher, Johnson o envia por duas semanas para a Área de Testes Nucleares, em Nevada.  Sentindo a jogada do comandante, ele comenta com Carly o trecho da Bíblia que fala da estratégia usada pelo Rei Davi para roubar Betsabá do marido.

Alex, filha de Hank, passa a se encontrar às escondidas com Glenn Johnson.  Numa de suas escapadas, ele a leva até uma área restrita onde ela, sem querer, detona uma antiga granada, provocando uma forte explosão e mobilizando a segurança da Base.  O Cel. Johnson, ao encontrar os dois, parece gostar de ver o filho conquistando a filha de Carly.

Em Nevada, pouco antes da detonação de um artefato nuclear, Hank, que assiste a tudo a bordo de um helicóptero, localiza dois civis a cavalo se aproximando da área proibida.  Pelo rádio, pede para que o teste seja abortado, mas não é atendido.  Já em terra, ele afirma que o exército cometeu um crime, sendo obrigado a se calar e a manter a imprensa afastada.

Na Base de Matthews, Glenn e Alex voltam à área restrita onde encontram seus pais, Johnson e Carly, em plena relação sexual.  Ao voltar pra casa, Alex obriga a mãe a telefonar para o pai e contar o ocorrido.  Hank volta à Base, exatamente no dia do show das esposas dos oficiais.  Ao entrar no Clube, dirige-se à mesa onde Johnson se encontra a quem pede para falar a sós.  Os dois se desentendem sobre o ocorrido em Nevada e sobre Carly.  Ao ser ameaçado de Corte Marcial, Hank responde com um soco, derrubando o comandante, sendo preso.

Carly visita o marido na prisão, quando lhe diz que Johnson a fez assinar uns papéis para interná-lo num hospital psiquiátrico por duas semanas, após o que tudo será atribuido ao stress.  Hank acha que se trata de mais uma armação do comandante, já que acredita ser a Corte Marcial sua única chance de poder contar toda a verdade.  Enviado ao hospital, é mantido permanentemente dopado.

Em casa, Carly descobre os relatórios confidenciais do marido, bem como, uma carta do piloto do helicóptero que se achava com ele em Nevada.  Na véspera de mais um teste nuclear, ela põe as duas filhas no carro e parte para uma viagem de dois dias, à procura dos fazendeiros que foram expostos aos efeitos da radioatividade.  Quando os localiza, eles se negam a denunciar o ocorrido  aos jornais.

Na madrugada seguinte, ela parte a cavalo para a zona proibida, onde será efetuado o novo teste, com o fim de chamar a atenção da imprensa.  Presa, diz que seu pai encontra-se com cópias de todos os relatórios confidenciais e que, se não receber notícias dela, fará com que os mesmos cheguem ao New York Times.  Os militares não acreditam nela.  Em comunicado transmitido pela televisão, o exército informa que uma mulher não identificada foi presa quando tentava impedir um teste militar em Nevada; que a mesma portava documentos que a ligam ao Partido Comunista e à uma seita fundamentalista.

Ao vê-la na televisão, Johnson telefona para o hospital e ordena a liberação imediata de Hank.  A seguir, vai até lá conversar pessoalmente com o médico-chefe, onde encontra o Tenente Coronel George Land.  Este comunica a Johnson que se acha cumprindo ordens do general para afastá-lo do comando da Base e libertar Hank.

Solto, o major resolve deixar o exército e ser professor universitário na Califórnia, acreditando que, ali, terá mais chances de fazer com que as novas gerações passem a pensar como ele.

imagem

Comentários

"Céu Azul" é um bom filme.  Realizado pelo cineasta Tony Richardson, o filme coloca juntos o melodrama de uma família em crise e uma mensagem anti-nuclear.  Assim, a trama fala de duas histórias.  Uma delas envolve a família do Major Hank Marshall, onde Carly, sua mulher, embora o ame, se comporta muitas vezes como se não o amasse.  Sua instabilidade leva suas filhas, Alex e Becky, a agirem como filhas e como mãe de Carly.  A segunda história diz respeito à contradição existente entre os princípios de Marshall e sua carreira.

A direção meticulosa de Richardson contribui para o êxito do filme, o mesmo não acontecendo com o trabalho dos roteiristas.  A fotografia de Steve Yaconelli é predominantemente boa, o que não ocorre com a edição a cargo de Robert Lambert.

No elenco, o grande destaque fica por conta da magnífica atuação de Jessica Lange, que lhe valeu um merecido Oscar de Melhor Atriz.  Lange esbanja sexualidade e vulnerabilidade, ao mesmo tempo.  Tommy Lee Jones está bem no papel de Marshall, o mesmo acontecendo com os principais atores coadjuvantes.

CAA