Filmes por gênero

A HORA DO DIABO (1961)

The devil at 4 o'clock
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: O diabo às 4 horas (Portugal)
Le diable à 4 heures (França)
Il diavolo alle quattro (Itália)
El diablo a las cuatro (Espanha, México)
Der Teufel kommt um vier (Alemanha, Austria)
Djävulen kommer kl 4 (Suécia)
Intet håb for de dømte (Dinamarca)
Дяволът на четири часа (Bulgária)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Suspense
Direção: Mervyn LeRoy
Roteiro: Liam O'Brien
Produção: Fred Kohlmar, Mervyn LeRoy
Design Produção: John Beckman
Música Original: George Duning
Fotografia: Joseph F. Biroc
Edição: Charles Nelson
Direção de Arte: John Beckman
Maquiagem: Ben Lane
Efeitos Sonoros: Josh Westmoreland, Charles J. Rice
Efeitos Especiais: Willis Cook, Lawrence W. Butler, Daniel Hays
Nota: 8.1
Filme Assistido em: 1963

Elenco

Spencer Tracy Padre Matthew Doonan
Frank Sinatra Harry
Kerwin Mathews Padre Joseph Perreau
Jean-Pierre Aumont Jacques
Grégoire Aslan Marcel
Alexander Scourby O Governador
Barbara Luna Camille
Cathy Lewis Inspetora
Bernie Hamilton Charlie
Martin Brandt Dr. Wexler
Louis Merrill Aristide Giraud
Marcel Dalio Gaston
Tom Middleton Paul, co-piloto
Ann Duggan Clarisse
Louis Mercier Soldado
Michele Montau Margot
Janine Grandel Mulher francesa
Jean Del Val Louis
Earl D'Eon Rádio-operador
Warren Hsieh Napoléon
Robert Luck Capt. Olsen
Robin Shimatsu Marianne
Moki Hana Sonia
William Keaulani Policial
Tony Maxwell Antoine

Indicações

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Ator em um Filme de Ação (Frank Sinatra)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Um hidroavião, conduzindo três prisioneiros que haviam fugido de uma penitenciária do Taiti, Harry, Charlie e Marcel, pousa na ilha francesa de Talua, a fim de desembarcar um jovem sacerdote, padre Joseph Perreau, que deverá substituir o velho padre Matthew Doonan.  A tripulação do hidroavião decide pernoitar na ilha e prosseguir viagem na manhã seguinte.

Ao ver os três prisioneiros, padre Doonan consegue adiar a viagem pois não quer perder a chance de utilizá-los, como mão-de-obra nos trabalhos de reforma da capela de um hospital para crianças leprosas, que fica na região montanhosa da ilha.

Uma vez lá, Harry sente-se atraído por uma bela mestiça cega, Camille.  Os dois são encontrados juntos por padre Doonan.  Enfurecido, este quase mata o prisioneiro.

Na manhã seguinte, ao se prepararem para voltar ao vilarejo, os padres Perreau e Doonan tomam conhecimento que os três prisioneiros desapareceram.  Mesmo assim, Doonan dá ordens para partirem imediatamente.  Durante a perigosa descida, eles encontram os fugitivos, ocasião em que estes aceitam subir no caminhão.

Logo depois, um forte cheiro de enxofre, seguido de tremores de terra, indicam que o vulcão existente na ilha está prestes a entrar em erupção.  A descida torna-se altamente perigosa e, ao chegarem finalmente ao vilarejo, abalos sísmicos mais fortes têm inicio.  A população local, atônita, assiste indefesa aos primeiros desabamentos, ocasião em que padre Perreau quebra uma de suas pernas.

Padre Doonan quer retornar ao hospital para tentar resgatar as crianças.  Embora tenha que evacuar a ilha, o governador concorda em aguardar o religioso, desde que este consiga alguns voluntários para ajudá-lo.  Ninguém do vilarejo aceita arriscar-se diante da situação, a não ser os três prisioneiros que esperam, se tiverem êxito, ver suas penas comutadas.  A idéia é a dos quatro sobrevoarem a região do hospital, quando saltarão de pára-quedas.

Antes de partirem, são avisados que uma escuna os aguardará até 4 horas do dia seguinte.  De acordo com o planejado, padre Doonan e os três prisioneiros chegam ao hospital, onde organizam a descida da montanha.  Na caminhada, fugindo da lava expelida pelo vulcão, o grupo enfrenta todo tipo de dificuldades.  Uma das crianças e Marcel morrem, enquanto o padre Doonan e Charlie não conseguem atravessar uma importante ponte, ficando presos na montanha.  O resto do grupo chega ao vilarejo a tempo de embarcar na escuna.

Harry, entretanto, decide pegar um caminhão e tentar alguma forma de salvar seu amigo e o padre Doonan.  Ele encontra Charlie morrendo, sendo assistido pelo sacerdote.  Os abalos se sucedem cada vez mais fortes e terminam com o vulcão explodindo toda a ilha, que afunda no oceano.  Ao longe, os que se acham na escuna, assistem à terrível catástrofe.

imagem imagem imagem

Comentários

Baseado no livro homônimo de Max Catto, "A Hora do Diabo" não é um grande filme, embora mereça ser visto por aqueles que apreciam filmes de aventuras ou que sejam fãs do excelente ator, Spencer Tracy.  Embora conte com dois ótimos atores coadjuvantes, Frank Sinatra e Grégoire Aslan, Tracy é quem carrega o filme nas costas.

Realizado pelo cineasta Mervyn LeRoy, que consegue manter um bom ritmo do início ao fim, sua trama é bastante interessante, ao falar de um padre que se acha em crise de fé, a ponto de estar para ser substituído e, que, ao enfrentar os problemas que se abatem sobre a ilha onde se encontra, consegue reavê-la.  Não se trata, portanto, de acompanhar seu trabalho missionário, mas de falar sobre a fé em Deus, sua perda e o processo para reconquistá-la.  Nessa mesma linha, o filme apresenta a história de três prisioneiros ateus que chegam à ilha e que terminam como os heróis que dão suas vidas para salvarem pessoas que nem conhecem, principalmente crianças.

A fotografia de Joseph Biroc e os efeitos especiais são outros pontos a destacar, especialmente nas seqüências que mostram a erupção vulcânica e suas catastróficas conseqüências.

CAA