Filmes por gênero

A SOMBRA DE UMA DÚVIDA (1943)

Shadow of a doubt
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Mentira (Portugal)
L'ombre d'un doute (França, Bélgica, Canadá)
L'ombra del dubbio (Itália)
La sombra de una duda (Espanha, Argentina, México)
Im Schatten des Zweifels (Alemanha, Austria)
Skuggan av ett tvivel (Suécia)
Een schijn van twijfel (Holanda)
I tvivlens skygge (Dinamarca)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Filme Noir, Suspense
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Alma Reville, Sally Benson, Thornton Wilder
Produção: Jack H. Skirball
Música Original: Dimitri Tiomkin
Música Não Original: Franz Lehár
Direção Musical: Charles Previn
Fotografia: Joseph A. Valentine
Edição: Milton Carruth
Direção de Arte: John B. Goodman
Figurino: Vera West
Guarda-Roupa: Adrian
Efeitos Sonoros: Bernard B. Brown, Robert Pritchard
Efeitos Visuais: John P. Fulton
Nota: 9.0
Filme Assistido em: 1962

Elenco

Teresa Wright Charlie
Joseph Cotten Charles Oakley
Macdonald Carey Det. Jack Graham
Henry Travers Joseph Newton
Patricia Collinge Emma Newton
Hume Cronyn Herbie Hawkins
Wallace Ford Det. Fred Saunders
Edna May Wonacott Ann Newton
Charles Bates Roger Newton
Janet Shaw Louise
Estelle Jewell Catherine
Clarence Muse Pullman Porter
Frances Carson Sra. Potter
Vaughan Glaser Dr. Phillips
Virginia Brissac Sra. Phillips
Grandon Rhodes Rev. MacCurdy
Ruth Lee Sra. MacCurdy
Earle S. Dewey Sr. Norton
Edward Fielding Médico no trem
Sarah Edwards Esposa do Médico no trem
Edwin Stanley Sr. Green, presidente do Banco
Isabel Randolph Sra. Margaret Green
Eily Malyon Sra. Cochran, bibliotecária
Constance Purdy Sra. Martin
Minerva Urecal Sra. Henderson, funcionária do Telégrafo
John McGuire Detetive
Shirley Mills Shirley
Alfred Hitchcock Homem no trem, jogando cartas

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor História Original (Gordon McDonell)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

 Charles Oakley é um criminoso psicopata que se caracteriza por seduzir e assassinar viúvas ricas.  Na Filadélfia, ao se sentir perseguido por dois detetives, telegrafa para sua irmã mais velha, Emma Newton, que mora com o marido e três filhos na pequena cidade de Santa Rosa, na Califórnia, avisando-a que decidiu passar algum tempo com eles.

A chegada de Charles à Santa Rosa é bastante comemorada por todos os familiares, principalmente pela jovem Charlie, cujo nome lhe foi dado em homenagem ao tio, e por quem tem uma verdadeira adoração.

Durante uma refeição, demonstrando bastante nervosismo, ele derrama sobre a mesa um copo de vinho quando Charlie se refere ao nome de uma certa valsa.  No dia seguinte, ao chegar o jornal, Charles o apanha e, ao ver algo que pode lhe comprometer, arranca uma de suas páginas, o que é visto pela sobrinha.  Ato contínuo, ele a chama e lhe dá uma desculpa pelo seu ato.  Depois do café, Charlie o acompanha até o Banco onde seu pai trabalha, pois ele quer abrir uma conta no valor de US$ 40.000.

À cidade, chegam os detetives Jack Graham e Fred Saunders.  Os dois vão até a casa dos Newton, onde se apresentam como pesquisadores do Governo.  À Sra. Emma, dizem que a família dela foi escolhida para ser por eles entrevistada, como sendo uma típica família americana.  Ela lhes diz que seria melhor que voltassem mais tarde, quando seu marido já tivesse retornado do Banco onde trabalha.  Após concordarem com seu argumento, os detetives dizem que, mesmo assim, poderiam começar tirando algumas fotos da casa e a fazer algumas perguntas àqueles que se encontrarem presentes.  Assim, eles começam 'seu trabalho'.  A certa altura, quando Charlie os acompanha ao andar superior, Saunders aproveita uma oportunidade para tirar uma fotografia, tendo ao fundo seu verdadeiro alvo, Charles.  Este, enfurecido, exige que lhe seja entregue o filme, sendo atendido pelo detetive.  Charlie estranha a atitude do tio.

No dia seguinte, Jack pede à Charlie que, se possível, gostaria que ela lhe mostrasse a cidade.  Ela concorda e, enquanto caminham, ele lhe faz uma série de perguntas.  Desconfiada, ela lhe diz que ele está agindo como se fosse um detetive e não um pesquisador.  Ele lhe pede desculpas, confessa ser realmente um detetive, assim como Saunders, e lhe diz que vieram à Santa Rosa à procura de um criminoso que pode vir a ser seu tio.  Ela se irrita com as insinuações mas termina dizendo que está tranqüila porque seu tio é um homem de bem.

Já em casa, começa a se lembrar de algumas atitudes estranhas do tio, principalmente a do jornal rasgado e a do filme que exigiu lhe fosse entregue por Saunders.  Decide, então, dar um pulo na Biblioteca da cidade e procurar pelo tal jornal.  Ao encontrá-lo, toma conhecimento que a polícia caça, em todo o país, o estrangulador de três mulheres ricas, conhecido como o "Assassino das Viúvas Alegres".  O que mais chama sua atenção é o fato de uma das vítimas ter as mesmas iniciais gravadas num caríssimo anel recebido de presente do tio.  Abalada, volta pra casa e mal consegue dormir.

No dia seguinte, ela começa a tratá-lo de forma diferente, fazendo com que ele perceba que ela sabe alguma coisa a seu respeito.  Pressionada por ele, coloca simplesmente o anel sobre a mesa.  Não tendo saída, ele lhe pede que não o denuncie, pois seria seu fim na cadeira elétrica, bem como, lhe afirma que deixará a cidade dentro de poucos dias.

Achando, entretanto, que a sobrinha sabe demais a seu respeito, Charles tenta matá-la por duas vezes mas, por sorte, ela se salva e o ameaça de morte, caso ele não deixe a cidade o mais rapidamente possível.  Charles comunica a todos que deixará Santa Rosa no primeiro trem do dia seguinte.

Na hora da partida, a pedido de seus dois irmãos pequenos, Charlie sobe com eles no trem por alguns minutos.  A poucos segundos do vagão em que se encontram começar a se deslocar, as duas crianças descem para a plataforma, mas Charlie é impedida pelo tio.  Agarrando-a pelo braço, ele lhe diz que vai ser obrigado a matá-la.  Os dois lutam, o trem ganha velocidade e, quando tudo parece estar perdido para ela, Charles tropeça e cai na linha férrea, tendo morte instantânea.

imagem imagem imagem

Comentários

"A Sombra de uma Dúvida" é um dos mais brilhantes suspenses do mestre Alfred Hitchcock.  A história escrita por Gordon McDonell foi indicada ao Oscar.

Partindo de um roteiro cuidadosamente construído, Hitchcock dirige o foco de sua câmera para a jovem Charlie e seu relacionamento com o tio.  Aos 25 anos de idade, Teresa Wright está magnífica no papel de uma jovem de 19 anos.  Por outro lado, Joseph Cotten nos brinda com uma de suas melhores atuações de sua carreira.  No elenco, merecem ainda atenção os trabalhos apresentados por Hume Cronyn, Patricia Collinge, Henry Travers e Macdonald Carey.

Enfim, "A Sombra de uma Dúvida" é imperdível para os amantes dos filmes de suspense e, em particular, para os fãs do mestre Hitchcock.

CAA