Filmes por gênero

A TORTURA DO SILÊNCIO (1953)

I confess
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Confesso! (Portugal)
La loi du silence (França, Bélgica, Canadá francês)
Io confesso (Itália)
Yo confieso (Espanha)
Mi secreto me condena (Argentina)
Mi pecado me condena (México)
Ich beichte (Alemanha, Áustria)
Jag bekänner (Suécia)
Я исповедуюсь (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Suspense, Filme Noir
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: George Tabori, William Archibald
Produção: Alfred Hitchcock
Música Original: Dimitri Tiomkin
Direção Musical: Ray Heindorf
Fotografia: Robert Burks
Edição: Rudi Fehr
Direção de Arte: Ted Haworth
Guarda-Roupa: Orry-Kelly
Maquiagem: Gordon Bau
Efeitos Sonoros: Oliver Garretson
Nota: 8.6
Filme Assistido em: 1954

Elenco

Montgomery Clift Padre Michael William Logan
Anne Baxter Ruth Grandfort
Karl Malden Inspetor Larrue
Brian Aherne Willy Robertson
O. E. Hasse Otto Keller
Roger Dann Pierre Grandfort
Dolly Haas Alma Keller
Charles Andre Padre Millars
Alfred Hitchcock Homem cruzando o topo de uma escada
Judson Prat Detetive Murphy
Henry Corden Detetive Sgt. Farouche
Ovila Légaré Sr. Villette
Gilles Pelletier Padre Benoît
Carmen Gingras Jovem francesa
Renée Hudon Jovem francesa
Albert Godderis Vigia noturno

Indicações

Festival Internacional de Cannes, França

Grand Prix do Festival (Alfred Hitchcock)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em Quebec, Otto Keller, um refugiado alemão e sua mulher, Alma, conseguem trabalho em uma igreja católica.  Um dia, após cometer um assassinato, Otto volta para a igreja e, imediatamente, confessa o crime ao Padre Michael William Logan.  Este o aconselha a confessar toda a história para a polícia, muito embora não possa forçá-lo a fazê-lo.

As circunstâncias levam o Inspetor Larrue, responsável pelas investigações, até a Igreja, a fim de tentar obter algumas informações.  Lá, ele faz algumas perguntas ao Padre Logan, que responde dizendo apenas: "Eu não posso responder a essa pergunta".  Explicar que a razão de não poder responder às perguntas prende-se ao fato de se tratar de 'segredo de confissão', poderia colocar a polícia na direção certa, e assim, de alguma forma, estaria contrariando sua responsabilidade como padre.

Em flashback, vê-se que Logan, logo após retornar da 2ª Guerra Mundial e antes de se tornar padre, encontrou-se com Ruth, uma antiga namorada (que não lhe diz estar agora casada com um influente político), e presos por uma tempestade, passam a noite num pequeno abrigo.  Embora não se envolvam em qualquer ato que os comprometa, na manhã seguinte são descobertos por um homem que os ameaça e passa a chantageá-los.

Por outro lado, as investigações de Larrue o levam a descobrir que o Padre Logan tinha tido algum tipo de conexão com a vítima, colocando-o como o principal suspeito.  As suspeitas crescem, Padre Logan é acusado de ter cometido o assassinato, sua carreira como sacerdote é arruinada.

Assim, ele se vê diante de um grande dilema:  deverá ir para a prisão, onde provavelmente será executado por um crime que não cometera, ou deverá revelar o que sabe, quebrando os votos sagrados do silêncio?

imagem

Comentários

Baseado numa peça de Paul Anthelme, "A Tortura do Silêncio" é mais um grande filme do mestre do suspense, Alfred Hitchcock.  Como em vários filmes de sua carreira como diretor, Hitchcock tem, em sua trama, um homem falsamente acusado de ter cometido um crime.

Além do ótimo trabalho de direção, conta com um excelente roteiro e com ótimas atuações por parte de Anne Baxter, Karl Malden e Montgomery Clift, nos papéis principais.  Com o fotógrafo Robert Burks, consegue fazer um excelente uso dos cenários de Quebec.

O clima de suspense consegue prender a atenção do espectador até o fim, principalmente por colocar em jogo o inviolável 'segredo de confissão'.
 
CAA