Filmes por gênero

CONFIDÊNCIAS À MEIA-NOITE (1959)

Pillow talk
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Conversa de travesseiro (Portugal)
Confidences sur l'oreiller (França)
Il letto racconta (Itália)
Confidencias de medianoche (Espanha)
Problemas de alcoba (Chile, Colômbia, México)
Bettgeflüster (Alemanha)
Jag hatar dig, älskling (Suécia)
Телефон пополам (Rússia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia Romântica
Direção: Michael Gordon
Roteiro: Stanley Shapiro, Maurice Richlin
Produção: Martin Melcher, Ross Hunter
Música Original: Frank De Vol
Direção Musical: Joseph Gershenson
Fotografia: Arthur E. Arling
Edição: Milton Carruth
Direção de Arte: Richard Riedel
Figurino: Bill Thomas
Guarda-Roupa: Jean Louis, Marie Pickering
Maquiagem: Bud Westmore
Efeitos Sonoros: Leslie Carey, Robert Pritchard
Efeitos Especiais: Roswell Hoffmann, Clifford Stine
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 1961

Elenco

Doris Day Jan Morrow
Rock Hudson Brad Allen / Rex Stetson
Tony Randall Jonathan Forbes
Thelma Ritter Alma
Nick Adams Tony Walters
Julia Meade Marie
Allen Jenkins Harry
Marcel Dalio Sr. Pierot
Lee Patrick Sra. Walters
Mary McCarty Enfermeira Resnick
Alex Gerry Dr. Maxwell
Hayden Rorke Sr. Conrad
Valerie Allen Eileen
Jacqueline Beer Yvette
Arlen Stuart Tilda
Robert Williams Detetive Graham
Lois Rayman Secretária do Sr. Jonathan
Perry Blackwell Perry
Karen Norris Srta. Dickenson
Don Beddoe Sr. Walters

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Roteiro Original (Stanley Shapiro, Maurice Richlin)

Prêmios Bambi, Alemanha

Prêmio Bambi de Melhor Ator Internacional (Rock Hudson)

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Comédia

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Atriz em uma Comédia (Doris Day)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Atriz (Doris Day)

Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante (Thelma Ritter)

Oscar de Melhor Direção de Arte - Decoração de Cenários (Richard H. Riedel, Russell A. Gausman, Ruby R. Levitt)

Oscar de Melhor Trilha Sonora de uma Comédia ou Drama (Frank De Vol)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme - Musical ou Comédia

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Tony Randall)

Prêmio de Melhor Atriz em um Musical ou Comédia (Doris Day)

Prêmios Bambi, Alemanha

Prêmio Bambi de Melhor Atriz Internacional (Doris Day)

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Ator em uma Comédia (Rock Hudson)

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Atriz Coadjuvante (Thelma Ritter)

Grêmio dos Roteiristas da América

Prêmio de Melhor Roteiro de uma Comédia Americana (Stanley Shapiro, Maurice Richlin)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Brad Allen é um compositor de músicas para shows da Broadway e famoso playboy.  Morando num apartamento em Nova York, divide uma linha telefônica com Jan Morrow, uma jovem decoradora de interiores.  Freqüentemente, ela ouve conversas telefônicas entre Brad e diversas mulheres, sempre elas confidenciando que não vão esquecer a noite anterior, principalmente a canção por ele composta para elas.  Na realidade, a canção é sempre a mesma, alterando apenas o nome da mulher com quem ele esteve: Eileen, Yvette, etc.

As longas conversas telefônicas de Brad prejudicam a vida de Jan, a ponto desta procurar a Cia. Telefônica para formalizar uma reclamação contra o abuso praticado pelo playboy. A Cia. envia uma fiscal ao apto. de Brad, mas este a seduz, fazendo com que seu relatório conclua por uma reclamação infundada.

Enquanto isso, Jonathan Forbes, um rico produtor de shows e principal cliente de Brad, pede Jan em casamento, mas ela não aceita por não amá-lo.

Incomodado com a reclamação feita por Jan, Brad lhe telefona para pedir satisfações, mas ela lhe responde ser indispensável o estabelecimento de normas para uso do telefone, de modo que nenhum dos dois sinta-se prejudicado.

Preocupado com o fato de que as músicas encomendadas para seu novo show acham-se atrasadas, um investimento da ordem de US$ 200 mil, Jonathan vai ao apto. de Brad saber o motivo de tal atraso.  Lá, comenta sobre seu amor não correspondido por uma bela jovem, Jan Morrow, que infelizmente divide uma linha telefônica com um idiota.  Brad percebe, imediatamente, que está se referindo à sua vizinha, que ele não conhece pessoalmente, mas que passa a ficar interessado em colocá-la no rol de suas namoradas.

À noite, Jan vai a um restaurante em companhia do filho de uma de suas clientes. Por coincidência, senta-se ao lado da mesa onde Brad se encontra com uma de suas namoradas.  Lá pelas tantas, o jovem, a essa altura embriagado, pronuncia o seu nome, o que logo chama a atenção de Brad.  Ao vê-la, sente-se maravilhado com sua beleza.  Quando o jovem torna-se inconveniente, ele a ajuda a tirá-lo dali e, fazendo-se passar por um turista texano de nome Rex Stetson, se oferece para levá-la até seu apartamento.  No dia seguinte, passando-se ainda por Rex, ele a convida para um jantar, que ela aceita, já que se sente atraída por ele.

Ao tomar conhecimento que Jan acha-se apaixonada por um texano, Jonathan contrata os serviços de um detetive para descobrir tudo sobre o forasteiro.  Quando o tal detetive retorna, apresenta a Jonathan uma fotografia de Brad, como sendo a do homem com quem Jan está saindo.  Segundo o mesmo, os dois se encontram, naquele momento, no bar "The Hidden Door".

Jonathan corre até lá, onde encontra Brad aguardando Jan, que fora ao toalete retocar o batom.  Ao playboy, ele diz que vai dar dois minutos para que ele ponha a jovem num táxi e que, em seguida, ele vai ter que arrumar as malas para passar o fim-de-semana em sua casa de verão, em Connecticut, a fim de concluir as músicas encomendadas para o show.

Quando ela volta, Brad lhe diz que vai ter que passar dois dias numa casa emprestada por um amigo e lhe convida para acompanhá-lo.  Assim, os dois partem para a casa de verão de Jonathan.  Por outro lado, o empresário tenta falar diversas vezes com Jan, por telefone, sem sucesso.  Resolve, então, ir até o apartamento dela, onde o porteiro lhe informa que ela acaba de viajar para Connecticut.

Ao chegar à casa de verão e encontrar uma partitura no paletó de Brad, Jan descobre que todo esse tempo vem saindo com seu vizinho Brad Allen, e não com o texano Rex Stetson.  Logo a seguir, Jonathan chega ao local, oportunidade em que ela lhe pede que a leve de volta à Nova York.

Ao retornar da viagem com as músicas concluídas, Brad tenta se desculpar com ela, mas Jan mantém-se irredutível, sem querer voltar a vê-lo.  É quando, desesperado, ele recorre à Alma, empregada de confiança de Jan.  Esta lhe aconselha, como primeiro passo, contratar seus serviços profissionais de decoradora, não diretamente mas através do chefe dela.

Assim, Jan se sente obrigada a executar o serviço contratado, realizando uma mudança radical na decoração do apartamento do playboy, ao fim do qual, os dois terminam se entendendo.

imagem imagem imagem

Comentários

"Confidências à Meia-Noite" é mais uma excelente comédia com a magnífica cantora e atriz, Doris Day.  Produzido por Martin Melcher, marido de Doris na vida real, e dirigido por Michael Gordon, o filme mostra, mais uma vez, a perfeita química entre Doris, Rock Hudson e Tony Randall, o que pode ser conferido em "Volta Meu Amor" e "Não Me Mandem Flores".

O filme teve 5 indicações ao Oscar, tendo sido agraciado com a estatueta de Melhor Roteiro Original.  A trilha sonora é um outro ponto forte, onde se destaca a canção-título, "Pillow Talk", composta por Buddy Pepper e Inez James.

No elenco, o trio principal, juntamente com Thelma Ritter, que está sensacional no papel de Alma, a empregada de Jan Morrow, é o grande destaque.

CAA