Filmes por gênero

PALAVRAS AO VENTO (1956)

Written on the wind
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Escrito no vento (Portugal
Ecrit sur du vent (França)
Come le foglie al vento (Itália)
Escrito sobre el viento (Espanha)
Palabras al viento (Chile)
In den wind geschrieben (Alemanha, Austria)
För alla vindar (Suécia)
Duistere driften (Holanda)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Romance
Direção: Douglas Sirk
Roteiro: George Zuckerman
Produção: Albert Zugsmith
Música Original: Frank Skinner
Direção Musical: Joseph Gershenson
Fotografia: Russell Metty
Edição: Russell F. Schongarth
Direção de Arte: Alexander Golitzen, Robert Clatworthy
Figurino: Bill Thomas
Maquiagem: Bud Westmore
Efeitos Sonoros: Leslie I. Carey, Robert Pritchard
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1957

Elenco

Rock Hudson Mitch Wayne
Lauren Bacall Lucy Moore Hadley
Robert Stack Kyle Hadley
Dorothy Malone Marylee Hadley
Robert Keith Jasper Hadley
Grant Williams Biff Miley
Robert J. Wilke Dan Willis
Edward Platt Dr. Paul Cochrane
Harry Shannon Hoak Wayne
John Larch Roy Carter
Joseph Granby R. J. Courtney
Roy Glenn Sam, o mordomo
Maidie Norman Bertha, a empregada
William Schallert Jack Williams, repórter
Joanne Jordan Morena
Dani Crayne Loura
Dorothy Porter Secretária
Hal Taggart Advogado da equipe do Promotor
Chuck Hamilton Policial
Robert Brubaker Gerente do Hotel
Robert Malcolm Proprietário do Hotel
Carl Christian Ben
Cynthia Patrick Garçonete
Bess Flowers Cliente no Restaurante

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante (Dorothy Malone)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Ator Coadjuvante (Robert Stack)

Oscar de Melhor Canção Original (Written on the Wind)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Dorothy Malone)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Kyle Hadley, filho playboy de um magnata do petróleo, e Mitch Wayne e são grandes amigos desde a infância.  A irmã de Kyle, Marylee, sempre manteve a esperança de, um dia, casar-se com Mitch, mas este sempre a tratou como se ela fosse uma irmã.

Mitch e Kyle apaixonam-se pela mesma jovem, Lucy Moore, mas esta termina casando-se com Kyle, antes mesmo de Mitch expressar seus sentimentos para com ela.

Após o casamento, Kyle, que sempre bebeu muito, consegue passar um ano sem tocar em bebida e a se comportar de forma mais responsável, até descobrir que ele pode ser estéril.  Maliciosamente, Marylee sugere-lhe que Lucy e Mitch são amantes, e quando Lucy aparece grávida, o bêbado Kyle acusa Mitch de ser o pai da criança.

Perturbado, corre até seu Bar preferido para se embebedar mais uma vez.  Embriagado, retorna à sua mansão, onde, depois de acusar sua esposa de ter engravidado de seu melhor amigo, a espanca com violência.  Em seguida, desce até a biblioteca onde começa a destruir tudo.

Mitch socorre Lucy e telefona para o Dr. Paul Cochrane, informando-lhe o ocorrido.  Este chega em seguida, examina Lucy e constata que ela acabara de sofrer um aborto espontâneo.

Mitch vai até a biblioteca tentar convencer Kyle de que nunca encostou um dedo em sua esposa.  Este, embriagado, não acredita no velho amigo de infância e saca um revólver.  Quando vai atingi-lo, sua irmã, Marylee, se atraca com ele e, acidentalmente, a arma dispara, ferindo-o mortalmente.

Marylee tenta chantagear Mitch, alegando que pode testemunhar contra ele, a não ser que aceite se casar com ela.  Ele rejeita a ameaça e lhe pede para que desista de ter qualquer tipo de esperança em relação a ele, que tem por ela um amor de irmão.

O caso da morte de Kyle vai a julgamento, tendo Mitch como principal suspeito.  Depois de serem ouvidas várias testemunhas, chega a vez de Marylee ser inquirida.  Ao contrário das ameaças feitas a Mitch, Marylee conta exatamente o que de fato ocorreu.

Livre da acusação, Mitch deixa a mansão dos Hadley em companhia de Lucy.

imagem imagem imagem

Comentários

Baseado no livro de Robert Wilder, "Palavras ao Vento" é um dos ótimos dramas dos anos 50.  Realizado pelo grande cineasta Douglas Sirk, o filme fala de temas como alcoolismo, impotência e ninfomania dentro de uma abastada família do ramo do petróleo.

A direção de Sirk é consistentemente muito boa.  A fotografia de Russell Metty e a música de Victor Young são dois pontos altos do filme.

No elenco, o maior destaque fica por conta da atuação de Dorothy Malone, no papel de uma jovem ninfomaníaca, por ter sido rejeitada pelo seu grande amor de infância.  Robert Stack também apresenta uma ótima interpretação no papel de um rico playboy que vive a se embebedar.

CAA