Filmes por gênero

PAPAI É DO CONTRA (1954)

Hobson's choice
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: As filhas do Sr. Hobson (Portugal)
Chaussure à son pied (França)
Coeur de cuir (Bélgica)
Hobson il tiranno (Itália)
El déspota (Espanha)
En mi casa mando yo (México)
Der Herr im Haus bin ich (Alemanha)
Vad kvinnan vill (Suécia)
De baas in eigen huis (Holanda)
Выбор Хобсона (União Soviética)
Pais: Reino Unido
Gênero: Comédia, Melodrama
Direção: David Lean
Roteiro: David Lean, Norman Spencer, Wynyard Browne
Produção: David Lean
Design Produção: Wilfred Shingleton
Música Original: Malcolm Arnold
Direção Musical: Muir Mathieson
Fotografia: Jack Hildyard
Edição: Peter Taylor
Figurino: John Armstrong
Guarda-Roupa: Julia Squire
Maquiagem: George Partleton, Tony Sforzini
Efeitos Sonoros: Buster Ambler, John Cox, Red Law
Efeitos Visuais: Wally Veevers
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1955

Elenco

Charles Laughton Henry Horatio Hobson
John Mills Willie Mossop
Brenda De Banzie Maggie Hobson
Daphne Anderson Alice Hobson
Prunella Scales Vicky Hobson
Richard Wattis Albert Prosser
Derek Blomfield Freddy Beenstock
Helen Haye Sra. Hepworth
Joseph Tomelty Jim Heeler
Julien Mitchell Sam Minns
Philip Stainton Denton
Dorothy Gordon Ada Figgins
John Laurie Dr. MacFarlane
Raymond Huntley Nathaniel Beenstock
Madge Brindley Sra. Figgins
Jack Howarth Tubby Wadlow
Herbert C. Walton Impressor

Prêmios

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme Britânico

Festival Internacional de Berlim, Alemanha

Prêmio Urso de Ouro (David Lean)

Indicações

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Ator Britânico (John Mills)

Prêmio de Melhor Atriz Britânica (Brenda De Banzie)

Prêmio de Melhor Roteiro Britânico (David Lean, Norman Spencer, Wynyard Browne)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Durante a era Vitoriana, em Salford, Henry Horatio Hobson tem uma pequena Oficina onde fabrica sapatos e, principalmente, botas.  Além dos sapateiros que trabalham para ele, Hobson conta ainda com a ajuda de suas três filhas solteiras, Maggie, Alice e Vicky.  A todos, ele trata com arrogância e de forma autoritária.  Sua vontade é que Alice e Vicky consigam bons maridos e que, Maggie, a mais velha, continue solteira para poder cuidar dele.  Quanto aos casamentos das mais jovens, o único senão diz respeito a um eventual dote que ele seja obrigado a pagar.

Maggie, cansada da forma como é por ele tratada, decide se rebelar e procurar um marido.  Quando seu pai lhe diz que já está velha para se casar, ela não perde tempo e põe os olhos sobre Willie Mossop, o mais competente sapateiro da região.  Alegando não amá-la e já ser comprometido com Ada Figgins, Willie reage à idéia.  Obstinada, Maggie vai à casa de Ada, faz com que o compromisso existente seja rompido e, em pouco tempo, casa-se com o humilde sapateiro.

Juntos, Willie e Maggie abrem uma loja concorrente da de Hobson e, em relativamente pouco tempo, passam a ter uma vida tranqüila.  Hobson, por outro lado, passa a beber cada vez mais e, certa noite, embriagado, termina entrando e dormindo no porão dos Beenstock.

No dia seguinte, recebe uma notificação de que foi acusado de invasão de propriedade.  Ele vai, então, à casa de Maggie e Willie para lhes falar de sua preocupação em ter que enfrentar um tribunal.  Maggie lhe diz que acredita numa solução negociada e que, ao tomar conhecimento do ocorrido, tomou a liberdade de convocar os interessados a comparecerem à sua casa.  Na sala ao lado, ela chama Albert Prosser e Freddy Beenstock, representando os queixosos.  Beenstock pede £1000 para retirar a queixa, mas Maggie consegue fechar um acordo por £500.  Quando Hobson, inconformado, diz que tal quantia vai fazer falta à família, Maggie responde que a mesma não vai sair da família, já que corresponderá aos dotes a serem pagos a Prosser e Beenstock por se casarem com Alice e Vicky.

A bebida faz com que a saúde de Hobson se deteriore e seus negócios comecem a cair.  Finalmente, ele se vê obrigado a se unir a Willie para, juntos, formarem a empresa 'Mossop & Hobson'.

imagem

Comentários

"Papai é do Contra" é uma deliciosa comédia inglesa.  Adaptação da peça "Hobson's Choice" de Harold Brighouse, o filme foi produzido e dirigido pelo grande cineasta David Lean.

Além do ótimo trabalho realizado por Lean, essa comédia parte de um roteiro muito bem construído e, contando com uma bela fotografia em preto-e-branco e interpretações magníficas, torna-se um entretenimento imperdível.

Charles Laughton está perfeito no papel do viúvo Hobson, pai de três moças que ele pensa controlar.  Brenda De Banzie está magnífica no papel da determinada Maggie, uma jovem, a frente de seu tempo, com sua postura de mulher liberada.  John Mills, como o humilde sapateiro Willie, revela sua vocação para comediante.

"Papai é do Contra" apresenta ótimos momentos de humor, como a seqüência em que Hobson, embriagado ao sair de um 'Pub', fica procurando entender o reflexo da lua numa poça d'água, ou aquela em que Willie se complica todo ao se preparar para sua noite de núpcias.

CAA