Filmes por gênero

PARA GILLIAN NO SEU ANIVERSÁRIO (1996)

To Gillian on her 37th birthday
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: A magia de Gillian (Portugal)
Par amour pour Gillian (França)
À Gillian pour son 37e anniversaire (Canadá francês)
A Gillian, per il suo compleanno (Itália)
Gillian (Argentina)
Feliz cumpleaños, amor mío (Espanha)
A Gillian en su cumpleaños (México)
Schatten einer liebe (Alemanha)
Till Gillian på hennes 37-årsdag (Suécia)
Джиллиан на день рождения (Rússia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Fantasia, Romance
Direção: Michael Pressman
Roteiro: David E. Kelley
Produção: Marykay Powell, David E. Kelley
Design Produção: Linda Pearl
Música Original: James Horner
Direção Musical: Pilar McCurry, Happy Walters
Fotografia: Tim Suhrstedt
Edição: William S. Scharf
Direção de Arte: Michael Atwell
Figurino: Deborah Lynn Scott
Guarda-Roupa: Leigh Leverett, Jennifer Morrison, D. Newhall, Lisa A. Doyle
Maquiagem: John R. Bayless, Bonita DeHaven, Ronnie Specter
Efeitos Sonoros: Dessie Markovsky, Mark Johnston, Emile Razpopov e outros
Efeitos Especiais: Vincent Montefusco, Shirley Montefusco, Beecher Tomlinson
Efeitos Visuais: Alan Hook
Nota: 7.6
Filme Assistido em: 1997

Elenco

Peter Gallagher David Lewis
Michelle Pfeiffer Gillian Lewis
Claire Danes Rachel Lewis
Wendy Crewson Kevin Dollof
Bruce Altman Paul Wheeler
Kathy Baker Esther Wheeler
Laurie Fortier Cindy Bayles
Freddie Prinze Jr. Joey Bost
Rachel Seidman-Lockamy Megan Weeks
Lorielle New Loura na praia
Seth Green Danny
Todd Haven Paramédico
Danny Crook Salva-vidas
Matt Mosher Salva-vidas
J Schaefer Homem na praia

Prêmios

Prêmios para Jovens Artistas, EUA

Prêmio de Melhor Atriz Jovem (Claire Danes)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

David Lewis vive com sua filha Rachel em uma boa casa de praia, situada num ponto isolado de uma pequena ilha.  Sua mulher, Gillian, morreu ao se acidentar no barco da família, exatamente no dia em que completava 35 anos.  A rotina de David, na ilha, inclui passar noites acordadas à beira mar, onde conversa longamente com a esposa morta, falando das novidades e ouvindo suas opiniões.

Dois anos depois, na data que marcaria o 37º aniversário de Gillian, sua irmã, Esther acompanhada do marido, Paul Wheeler, e de uma amiga, Kevin Dollof, chega de balsa à ilha para juntos passarem um fim-de-semana.

Como a morte de Gillian fez com que David deixasse a Escola onde era professor, decidindo-se por uma vida reclusa, Esther tem dois objetivos em mente:  tentar levar a sobrinha para morar com ela, a fim de lhe proporcionar um ambiente mais adequado a uma jovem adolescente de 16 anos; e tentar fazer com que David se interesse por Kevin, e assim recomece sua vida de forma saudável.

Ao perceber as intenções da cunhada, ele rechaça qualquer possibilidade de ter um caso com Kevin, além de censurá-la pela insensibilidade de trazer alguém pra ilha exatamente na data de aniversário de Gillian.  O fim-de-semana se passa e, mesmo com a casa cheia, ele não larga o ritual de ter suas conversas com Gillian, o que faz com que Esther insista na necessidade dele se submeter a um tratamento.

Na noite anterior à partida dos visitantes, Rachel tem um pesadelo com a mãe e resolve aceitar o convite para morar com os tios, alegando saber que o pai não se acha bem e que isso está interferindo no comportamento dela.

A hora da partida se aproxima e todos vão para o cais onde se encontra a balsa.  No momento das despedidas, Rachel muda de idéia e diz que vai ficar com o pai.  Este, entretanto, insiste na ida da filha, ao mesmo tempo em que comunica que, no dia seguinte, ele também estará indo para voltar a dar aulas e procurar um bom psiquiatra.

imagem

Comentários

"Para Gillian no seu Aniversário" é um filme mediano sobre um homem que, dois anos após a morte violenta de sua mulher, continua sem admitir o ocorrido, recluso em uma ilha, onde passa as noites conversando à beira-mar com a esposa morta.

A trama, escrita pelo roteirista David Kelley, baseou-se na peça de teatro homônima, de Michael Brady.  A direção de Michael Pressman apresenta altos e baixos, mais altos que baixos.

O elenco está, de uma maneira geral, muito bem.  Peter Gallagher, num dos poucos papéis em que não atua como coadjuvante, sai-se muito bem no papel do confuso viúvo.  Michelle Pfeiffer, como sempre, tem uma boa presença em cena, mas é Claire Danes, fazendo a filha adolescene do casal, a mais agradável surpresa.  Wendy Crewson tem uma atuação inexpressiva e Kathy Baker não está em seus melhores dias.

CAA