Filmes por gênero

A VIUVINHA INDOMÁVEL (1959)

It happened to Jane
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Train, amour et crustacés (França)
Attenti alle vedove (Itália)
La indómita y el millonario (Espanha)
Mit mir nicht, meine Herren (Alemanha)
Skinn på näsan (Suécia)
Han, hun og ham (Dinamarca)
Vonat, szerelem és homár (Hungria)
Hummerityttö (Finlândia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia
Direção: Richard Quine
Roteiro: Norman Katkov
Produção: Richard Quine
Música Original: George Duning
Direção Musical: Morris Stoloff
Fotografia: Charles Lawton Jr.
Edição: Charles Nelson
Direção de Arte: Cary Odell
Maquiagem: Clay Campbell
Efeitos Sonoros: Harry Mills, John P. Livadary
Nota: 7.6
Filme Assistido em: 1960

Elenco

Doris Day Jane Osgood
Jack Lemmon George Denham
Ernie Kovacs Harry Foster Malone
Steve Forrest Lawrence Clay 'Larry' Hall
Teddy Rooney Billy Osgood
Russ Brown Tio Otis
Walter Greaza Crawford Sloan
Parker Fennelly Homer Bean
Mary Wickes Matilda Runyon
Philip Coolidge Xerife Wilbur Peterson
Max Showalter Selwyn Harris
John Cecil Holm Aaron Caldwell
Gina Gillespie Betty Osgood
Dick Crockett Clarence Runyon
Napoleon Whiting Eugene, o garçom
Jack Carter Estenógrafo
Michael Pollard Lloyd
Steve McCormick Repórter de TV
Elaine Edwards Laura Beardsley
Michael J. Pollard Lloyd
Robert Paige Bob Paige
Garry Moore Garry Moore
Bill Cullen Bill Cullen
Jayne Meadows Jayne Meadows
Betsy Palmer Betsy Palmer

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em Cape Anne, Maine, a jovem viúva Jane Osgood, que trabalha no ramo de suprimento de lagostas para restaurantes, vê seu meio de subsistência ameaçado quando a Ferrovia E&P deixa de entregar um de seus carregamentos no prazo contratual, causando a perda total dos crustáceos.  Culpando a ferrovia por seu infortúnio, Jane pede a seu amigo de infância, advogado George Denham, que entre com um processo contra a E&P, ocasião em que ele lhe assegura que a ferrovia será obrigada a indenizá-la por todas as suas perdas.

Em Nova York, Harry Foster Malone, novo proprietário da E&P, encontra-se saboreando uma lagosta quando é aconselhado pelo advogado da ferrovia, Crawford Sloan, a aprovar um cheque de reembolso em favor de Jane.  Segundo Sloan, a ferrovia é a única responsável pelo ocorrido, além desse seu gesto representar uma importante peça de publicidade para a Empresa.

Em companhia de Selwyn Harris, membro do Conselho Administrativo da E&P, Sloan viaja até Cape Anne a fim de entregar o cheque de US$ 700 à Jane, valor do carregamento perdido.  Esta, entretanto, não o aceita, alegando que seu prejuízo foi muito maior, já que o incidente abalou sua reputação como comerciante e ameaçou sua sobrevivência.

George chega à casa de Jane e lhe diz que ela deveria ter aceito o cheque.  Esta, no entanto, lamenta a falta de bom senso dele, afirmando que, embora ele tenha se oposto por muitos anos a Aaron Caldwell, o líder corrupto do Conselho da Cidade, nunca demonstrou garra suficiente para derrotá-lo nas urnas.  Assim, disposta a lutar até o fim contra a E&P, ela recorre à justiça, que decide por um acordo amigável no valor de US$ 2.500.  Quando Harris se recusa a pagar tal valor, Jane consegue um mandado de execução contra a ferrovia.

O trem conhecido como "Old 97" é apreendido judicialmente para cobrir o valor da indenização devida.  Matilda Runyon, operadora telefônica da cidade e aspirante a repórter, vê no mandado sua grande oportunidade de conseguir um furo jornalístico, de modo que informa o ocorrido a um jornal de Nova York, que envia o repórter Larry Hall para cobrir a história de "David vs. Golias".  Este, ao entrevistar Jane, sente-se por ela atraído, provocando ciúmes em George.

Em Nova York, ao ler as manchetes dos jornais, Malone decide cobrar de Jane US$ 250/dia para que o "Old 97" use os trilhos da ferrovia.  Para levantar o dinheiro, Larry sugere que Jane aceite os convites de diversas estações de TV de Nova York para que ela apareça em seus programas.  George sente-se ofendido quando Jane deixa os filhos Billy e Betty aos seus cuidados, a fim de viajar para Nova York com Larry.

Ao assistir a um show pela televisão, Malone vê quando Jane o chama de 'o maior pão duro' da face da terra.  Ato contínuo, liga para a emissora e declara que está cancelando o aluguel dos trilhos.  À noite, Larry propõe casamento à Jane, que lhe pede um tempo para pensar.

Logo depois, em Cape Anne, Caldwell anuncia que Malone acaba de cancelar todos os serviços prestados pela ferrovia e culpa Jane pela situação.  Esta pede desculpas a todos e se retira do local.  Caldwell convoca o Conselho para que seja eleito um novo 1º Conselheiro da cidade.  Agora revigorado pelas palavras de Jane, George faz um vigoroso discurso sobre o tratamento insensível e cruel que a cidade está tendo para com Jane.  Ao final do escrutínio, George é o grande vencedor.

Percebendo que o "Old 97" pode ser usado para transportar as lagostas de Jane, George convoca seu tio Otis, um engenheiro aposentado da ferrovia, para acionar o velho trem.  Por outro lado, as pessoas da cidade se juntam num esforço para conseguir o carvão necessário à alimentação da locomotiva.

Enquanto a história de Jane se espalha, repórteres assediam os escritórios da E&P, ocasião em que Sloan adverte Malone que ele está solapando a credibilidade da ferrovia ao atacar a jovem viúva.

À bordo do trem e informada de que Larry estará esperando sua resposta em Marshalton, a próxima estação, ela vai até a locomotiva, onde George se acha alimentando a fornalha.  Lá, o incita a pedi-la em casamento, ao dizer-lhe que está pensando em se casar com Larry.  A artimanha funciona e os dois se tornam formalmente comprometidos.

Antes de chegarem à Marshalton, entretanto, o estoque de carvão se acaba.  Por outro lado, seguindo os conselhos de Sloan, Malone voa até o local onde se encontra o trem, a fim de se desculpar junto à Jane e oferecer-lhe ajuda.  Depois de resolvido o problema da falta de carvão, Jane insiste para que ele os acompanhe à bordo, onde vendo quão exausto George se encontra, Malone assume o trabalho de alimentar a locomotiva.

Quando o trem pára em Marshalton, Larry encontra-se na plataforma e vê, conformado, quando George beija publicamente Jane.  Algum tempo depois, em Cape Anne, durante a cerimônia de juramento de George, as atenções da cidade são voltadas para a chegada de um novo carro de bombeiros doado por Malone.  Quando a multidão o descobre espreitando por trás de um edifício, corre até ele para agradecer-lhe, mas este entra em sua limusine e desaparece.

imagem imagem imagem

Comentários

"A Viuvinha Indomável" é mais um exemplo do gênero no qual a atriz e cantora Doris Day conseguiu amealhar um sucesso após outro durante as décadas de 50 e 60.  Ela interpreta, mais uma vez, o papel de uma mulher enérgica que vai até as últimas conseqüências na defesa de seus direitos.

Produzida e dirigida pelo cineasta Richard Quine, além de uma direção consistentemente boa, esta comédia romântica nos brinda com a admirável fotografia em tecnicólor de Charles Lawton Jr., com um elenco de primeira linha e belas locações.

Doris Day e Jack Lemmon, dois comediantes com estilos próprios, se complementam ao mostrarem uma genuína química quando se acham juntos em cena.  O trabalho dos dois, por si só, já justifica a ida ao cinema.  Como atores coadjuvantes, embora todos se apresentem bem, merecem ser destacadas as atuações de Ernie Kovacs e Mary Wickes.

CAA