Filmes por gênero

REDE DE INTRIGAS (1976)

Network
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Escândalo na TV (Portugal)
Main basse sur la TV (França, Canadá)
Quinto potere (Itália)
Un mundo implacable (Espanha)
Poder que mata (Argentina, México, Peru, Venezuela)
Siec (Polônia)
Hálózat (Hungria)
Nettet (Dinamarca)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama
Direção: Sidney Lumet
Roteiro: Paddy Chayefsky
Produção: Howard Gottfried
Design Produção: Philip Rosenberg
Música Original: Elliot Lawrence
Fotografia: Owen Roizman
Edição: Alan Heim
Figurino: Theoni V. Aldredge
Guarda-Roupa: Marilyn Putnam, George Newman
Maquiagem: Lee Harman, John Alese
Efeitos Sonoros: James Sabat, Marc Laub, Dick Vorisek, Sanford Rackow
Nota: 9.3
Filme Assistido em: 1977

Elenco

William Holden Max Schumacher
Faye Dunaway Diana Christensen
Peter Finch Howard Beale
Robert Duvall Frank Hackett
Wesley Addy Nelson Chaney
Ned Beatty Arthur Jensen
Arthur Burghardt Ahmed Kahn
Bill Burrows Diretor da TV
John Carpenter George Bosch
Jordan Charney Harry Hunter
Kathy Cronkite Mary Ann Gifford
Michael Lombard Willie Stein
Lane Smith Robert McDonough
Darryl Hickman Bill Herron
Ed Crowley Joe Donnelly
Jerome Dempsey Walter Amundsen
Conchata Ferrell Barbara Schlesinger
Gene Gross Milton Steinman
Cindy Grover Caroline Schumacher
Mitchell Jason Arthur Zangwill
Beatrice Straight Louise Schumacher
Marlene Warfield Laureen Hobbs
Stanley Grover Jack Snowden
Ken Kercheval Merrill Grant
Carolyn Krigbaum Secretária de Max
Bernard Pollock Lou

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Ator (Peter Finch)

Oscar de Melhor Roteiro Original (Paddy Chayefsky)

Oscar de Melhor Atriz (Faye Dunaway)

Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante (Beatrice Straight)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Ator (Peter Finch)

Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles, EUA

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Roteiro (Paddy Chayefsky)

Prêmio de Melhor Direção (Sidney Lumet)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Direção (Sidney Lumet)

Prêmio de Melhor Roteiro (Paddy Chayefsky)

Prêmio de Melhor Ator em um Drama (Peter Finch)

Prêmio de Melhor Atriz em um Drama (Faye Dunaway)

Prêmios David di Donatello, Itália

David de Melhor Atriz Estrangeira (Faye Dunaway)

Círculo dos Críticos de Cinema de Kansas City, USA

Prêmio de Melhor Atriz (Faye Dunaway)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Roteiro (Paddy Chayefsky )

Grêmio dos Roteiristas da América

Prêmio de Melhor Drama escrito diretamente para o cinema (Paddy Chayefsky)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme (Howard Gottfried )

Oscar de Melhor Fotografia (Owen Roizman)

Oscar de Melhor Direção (Sidney Lumet)

Oscar de Melhor Edição (Alan Heim)

Oscar de Melhor Ator (William Holden)

Oscar de Melhor Ator Coadjuvante (Ned Beatty)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhores Efeitos Sonoros (Jack Fitzstephens, Marc Laub, Sanford Rackow, James Sabat, Dick Vorisek )

Prêmio de Melhor Edição (Alan Heim )

Prêmio de Melhor Roteiro (Paddy Chayefsky)

Prêmio de Melhor Direção (Sidney Lumet)

Prêmio de Melhor Ator (William Holden)

Prêmio de Melhor Atriz (Faye Dunaway)

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Robert Duvall)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme - Drama

Academia de Filmes de Ficção Científica, Fantasia e Horror, USA

Prêmio de Melhor Filme de Ficção Científica

Grêmio dos Diretores da América

Prêmio por Direção Excepcional (Sidney Lumet)

Sociedade Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos

Prêmio de Melhor Roteiro (Paddy Chayefsky )

Preêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Robert Duvall)

Prêmio de Melhor Atriz (Faye Dunaway)

Prêmio de Melhor Ator (William Holden)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Atriz (Faye Dunaway)

Academia Japonesa de Cinema, Japão

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Howard Beale, um veterano âncora de um programa de notícias da rede TV UBS, no passado fora responsável pelos altos índices de audiência da Emissora.  Agora, com os índices caindo a cada dia, ele é informado que seu programa de muitos anos só continuará no ar por mais duas semanas.

Um dia, durante seu programa, comunica sua saída da emissora em quinze dias, face aos baixos índices de audiência que o mesmo vem obtendo, e avisa que, como ele era a única coisa boa de sua vida,  está disposto a se matar na próxima semana, quando o programa estiver no ar.  Os assistentes de produção e o diretor não acreditam no que ouviram e correm para tirar a emissora do ar.

Frank Hackett, executivo sênior da Rede, que se acha numa festa, segue imediatamente até os escritórios da UBS a fim de lidar com a crise que acaba de se instalar.  Max Schumacher, o chefe e melhor amigo de Beale, explica como, a seu ver, a crise pode ser contornada, mas Hackett não aceita a idéia.

O afastamento de Beale faz com que o público passe a exigir sua volta e, como a Rede se acha com sérios problemas de audiência, resolve chamá-lo de volta.  A decisão é anunciada pelo novo Chefe da Divisão de Notícias e Beale retorna agora com o "The Howard Beale Show".  A partir de então, ele passa a encarnar o 'profeta louco', mas mesmo tendo um comportamento insano, a recepção do público é altamente positiva.

Durante uma Convenção das Afiliadas da UBS, num dos maiores hotéis de Los Angeles, Nelson Chaney, Presidente da Rede, declara orgulhosamente, referindo-se ao "The Howard Beale Show", que eles têm agora o show nº 1 da Televisão americana.

Simultaneamente, Frank Hackett fala ao telefone com um executivo da Costa Leste, perturbado com as críticas de Beale, feitas em seu programa, sobre o crescente poder econômico dos árabes na economia americana.  A situação torna-se bastante incômoda pelo fato do conglomerado ao qual pertence a Rede UBS, estar intimamente ligado aos interesses árabes.

Assim, embora o programa continue um sucesso de público, dois homens da platéia são contratados para assassinar Beale.  O crime é cometido e, logo a seguir, um novo apresentador anuncia:  "Hoje, ao iniciar o seu programa, Howard Beale foi assassinado por dois militantes do Exército de Libertação Ecumênico, fato presenciado por milhões de telespectadores".

imagem imagem imagem

Comentários

"Rede de Intrigas" é um ótimo filme, que procura mostrar a desumanidade da indústria televisiva e de outras Corporações, sedentas por dinheiro, via índices de audiência.  Realizado pelo cineasta Sidney Lumet, o filme trata de corrupção, de verdades distorcidas, da loucura humana.

Lumet parte do excelente roteiro de Paddy Chayefsky e realiza um grande trabalho.  Conta, sem dúvida alguma, com um elenco de primeiríssima grandeza e suas magníficas interpretações.  Para se ter uma melhor idéia, cinco atores foram indicados ao Oscar, dos quais três receberam a estatueta:  Peter Finch, Beatrice Straight e Faye Dunaway.  Os outros dois indicados foram o grande William Holden e Ned Beatty.  Há, ainda, Robert Duvall, indicado ao Prêmio de Melhor Ator pela Academia Britânica de Cinema.

"Rede de Intrigas" conta, ainda, com a bela fotografia de Owen Roizman e uma ótima trilha sonora.

CAA