Filmes por gênero

ZORBA, O GREGO (1964)

Alexis Zorbas
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Zorba, the greek (US, UK)
Zorba le grec (França, Canadá)
Zorba il greco (Itália)
Zorba, el griego (Espanha, Argentina, México)
Alexis Sorbas (Alemanha / Áustria)
Zorba (Suécia)
Zorba, grækeren (Dinamarca)
Grek Zorba (Polônia)
Pais: Grécia, Estados Unidos
Gênero: Drama, Aventura
Direção: Mihalis Kakogiannis
Roteiro: Mihalis Kakogiannis
Produção: Mihalis Kakogiannis, Anthony Quinn
Música Original: Mikis Theodorakis
Coreografia: Giorgos Provias
Fotografia: Walter Lassally
Edição: Mihalis Kakogiannis
Direção de Arte: Vassilis Photopoulos
Guarda-Roupa: Anna Stavropoulou
Maquiagem: Monique Archambault
Efeitos Sonoros: Mikes Damalas
Nota: 9.6
Filme Assistido em: 1965

Elenco

Anthony Quinn Alexis Zorba
Irene Papas Viúva
Alan Bates Basil
Lila Kedrova Madame Hortense
Sotiris Moustakas Mimithos
Anna Kyriakou Soul
Eleni Anousaki Lola
Yorgo Voyagis Pavlo
Takis Emmanuel Manolakas
George Foundas Mavrandoni

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante (Lila Kedrova)

Oscar de Melhor Fotografia em Preto e Branco (Walter Lassally )

Oscar de Melhor Direção de Arte - Decoração de Cenários (Vassilis Photopoulos )

Prêmios David di Donatello, Itália

Prêmio Golden Plate (Mihalis Kakogiannis)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme (Mihalis Kakogiannis )

Oscar de Melhor Direção (Mihalis Kakogiannis )

Oscar de Melhor Roteiro Adaptado (Mihalis Kakogiannis )

Oscar de Melhor Ator (Anthony Quinn)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme (Mihalis Kakogiannis )

Prêmio de Melhor Ator Estrangeiro (Anthony Quinn)

Prêmio de Melhor Atriz Estrangeira (Lila Kedrova)

Prêmio Nações Unidas (Mihalis Kakogiannis )

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme - Drama

Prêmio de Melhor Direção (Mihalis Kakogiannis )

Prêmio de Melhor Ator em um Drama (Anthony Quinn)

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Lila Kedrova)

Prêmio de Melhor Trilha Sonora Original (Mikis Theodorakis)

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Atriz Coadjuvante (Lila Kedrova)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Um escritor inglês chega a Grécia e pega um navio, pois vai até Creta para trabalhar em uma mina que herdou do pai.  Logo, ele conhece Alexis Zorba, um determinado camponês grego que também quer trabalhar na mina.

Os dois acabam indo se hospedar em um pequeno hotel administrado por uma velha prostituta francesa que é cortejada por Zorba e que encoraja seu amigo escritor a dar atenção a uma bela viúva, que é muito desejada pelos homens do local.

A mina necessita de alguns reparos, mas Zorba convence um grupo de monges que permita remover um pouco da madeira de uma floresta deles, que fica em uma montanha próxima, e inventa um meio de transportá-la para a mina.

Quando Zorba e seu patrão retornam à cidade, a velha prostituta ajuda o inglês a superar sua timidez.  Assim, ele toma coragem e vai visitar a viúva e os dois acabam fazendo amor.  Mas rumores começam a percorrer a ilha após o escritor ter sido visto entrando na casa dela e um dos muitos admiradores da viúva é tomado pelo desespero e se suicida.

Em virtude desse acontecimento, os aldeões começam a apedrejá-la e o escritor, testemunhando tudo aquilo, manda chamar Zorba.  Quando ela está prestes a ser esfaqueada, Zorba chega e interfere, fazendo o agressor soltar a arma, mas quando tudo parecia contornado, ela, em um momento de descuido, é apunhalada pelo pai do jovem que se matara.

Sentindo que a prostituta estava prestes a morrer, Zorba bondosamente concorda em se casar com ela e, enquanto trabalha na mina, fica sabendo que a saúde dela piorou.  Ele volta rápido e ela morre em seus braços mas, apesar das mortes, o trabalho não pode parar e a vida continua com todo seu esplendor, não importando o que aconteça.

imagem imagem imagem

Comentários

"Zorba, o Grego" é, sem dúvida, um dos filmes inesquecíveis dos anos 60, principalmente pela magistral interpretação de Anthony Quinn, pela maravilhosa trilha sonora de Mikis Theodorakis e pelos magníficos cenários, ajudados pelas belezas das ilhas gregas.

A cena em que Quinn dança na praia é antológica.  Embora forte, uma outra grande passagem do filme é aquela em que a bela viúva, interpretada por Irene Papas, é caçada e assassinada.  Lila Kedrova, no papel de Madame Hortense, está também fabulosa.  Finalmente, vale a pena ainda destacar a direção de Cocoyannis.

CAA