Filmes por gênero

ANGIE (1994)

Angie
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Angie, uma mulher só (Portugal)
Angie - una donna tutta sola (Itália)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia Dramática
Direção: Martha Coolidge
Roteiro: Todd Graff
Produção: Larry Brezner, Patrick McCormick
Design Produção: Mel Bourne
Música Original: Jerry Goldsmith
Fotografia: Johnny E. Jensen
Edição: Steven Cohen
Direção de Arte: Gae S. Buckley
Figurino: Jane Robinson
Guarda-Roupa: Timothy Alberts, P. Kay Morris, Marie Boller
Maquiagem: Richard Dean, Susan A. Cabral
Efeitos Sonoros: Ed Novicke, Philip Rogers, David Parker e outros
Nota: 7.4
Filme Assistido em: 1995

Elenco

Geena Davis Angie Scacciapensieri
Stephen Rea Noel Riordan
James Gandolfini Vinnie
Aida Turturro Tina
Philip Bosco Frank Scacciapensieri
Jenny O'Hara Kathy
Michael Rispoli Jerry
Betty Miller Joanne
Susan Jaffe Dançarina
Jeremy Collins Amante
Robert Conn Morte
Ray Xifo Dr. Gould
Rosemary De Angelis Tia Vicky
Rae Allen Tia Violetta
Ida Bernardini Tia Louisa
Frank Pellegrino Tio Marty
Michael Laskin Cirurgião
Jean Marie Barnwell Angie, quando jovem
Elaine Kagan Tia Jean
Olga Merediz Roz
Marin Hinkle Joanne, quando jovem
Mike Jefferson Tony
Adam LeFevre Guarda do Museu
Bibi Osterwald Enfermeira
Nancy Giles Enfermeira
Joanne Baron Enfermeira
Roseanne Tucci Bernadette
Maria Venusio Denise
Lauren Cona Donna
Marie Coluccio Nicole
Marya Delia Javier Alba

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Angie Scacciapensieri é uma jovem mulher irreverente e irresistível que cresceu no Brooklyn, Nova York. Desde a infância, considera Tina como sua melhor amiga. Ela trabalha em Manhattan e sonha com uma vida melhor. Por um longo tempo, manteve um relacionamento afetivo com Vinnie, mas por algum motivo nunca chegaram a se casar. Ao descobrir que se acha grávida, ela decide ter o filho, mas não tendo Vinnie como marido.

Certo dia, no Metropolitan Museum of Art, ela conhece um advogado irlandês, Noel Riordan, que se mostra atencioso e compreensivo, ao contrário de Vinnie, sempre arrogante e possessivo. Nele, ela vê a possibilidade de uma vida melhor, aquela com que tanto sonhou.

Assim, os dois vão morar na casa que ela divide com o pai, Frank, e com a madrasta, Kathy, com quem não tem uma boa relação. Sua mãe largou a família quando ela tinha apenas três anos de idade. Os vizinhos lembram vagamente que ela amava dançar sobre a neve.

Durante as festas do Natal, Angie entra em trabalho de parto e é levada às pressas para o hospital por Tina e Noel, ocasião em que este último desaparece. Pouco depois, ela dá à luz um garotinho com o braço esquerdo deformado. Muito embora o médico lhe assegure que ela não tem a menor responsabilidade pela deformação do filho, ela se sente culpada, fato agravado quando ele rejeita seu peito.

Após receber alta e voltar para casa, Angie procura Noel, ocasião em que este lhe confessa que não pode continuar com a relação por ser um homem casado. Mais tarde, naquela noite, ao voltar para casa e encontrar Kathy amamentando a criança, Angie desaba, fica farta.

Desesperada, compra uma passagem e embarca num ônibus da Greyhound com destino ao Texas, à procura da mãe, abandonando seu filho recém-nascido.

No passado uma bela mulher de espírito livre, a mãe de Angie mostra-se bastante envelhecida, fortemente medicada por conta de uma esquizofrenia, incapaz de sair do quarto, cujas paredes acham-se cobertas de fotografias suas, todas enviadas pelo pai ao longo dos anos. Ansiosa para não cometer o mesmo erro da mãe, Angie retorna à Nova York, onde descobre que seu pequeno filho havia contraído pneumonia e que se acha inconsciente no hospital há dois dias. Ao lado de seu berço, ela pacientemente aguarda o seu despertar, ocasião em que lhe promete nunca mais deixá-lo.

imagem

Comentários

Baseada num romance de Avra Wing e realizada pela cineasta americana Martha Coolidge, “Angie” é uma razoável comédia dramática. Sua trama gira em torno de uma jovem e sonhadora mulher do Brooklyn que, finalmente, ao ficar grávida do namorado, escolhe seu destino.

A direção de Coolidge tem seus altos e baixos, assim como o roteiro assinado por Todd Graff. Por outro lado, a escolha do elenco merece elogios, a começar pela de Geena Davis, no papel principal, e a de Aida Turturro como sua melhor amiga de infância.

CAA