Filmes por gênero

ASAS DO AMOR (1997)

The wings of the Dove
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: As asas do amor (Portugal)
Les ailes de la colombe (França, Canadá)
Le ali dell'amore (Itália)
Las alas de la paloma (Espanha, Argentina, México)
Die flügel der taube (Alemanha)
Duvans vingslag (Suécia)
Milosc i smierc w Wenecji (Polônia)
Крылья голубки (Rússia)
Pais: Estados Unidos, Reino Unido
Gênero: Drama, Romance
Direção: Iain Softley
Roteiro: Hossein Amini
Produção: David Parfitt, Stephen Evans
Design Produção: John Beard
Música Original: Ed Shearmur
Direção Musical: Maggie Rodford, Ed Shearmur
Coreografia: Stuart Hopps
Fotografia: Eduardo Serra
Edição: Tariq Anwar
Direção de Arte: Andrew Sanders, Martyn John
Figurino: Sandy Powell
Guarda-Roupa: Clare Spragge, Luca Critofoli, Alba Alzetta, Peter Lewis
Maquiagem: Sallie Jaye, Daniel Phillips, Kerin Parfitt
Efeitos Sonoros: Nigel Mills, Ed Colyer, Nick Lowe, Matt Grimes e outros
Efeitos Especiais: Dominic Tuohy, Steven Warner
Efeitos Visuais: Paul Round
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 1998

Elenco

Helena Bonham Carter Kate Croy
Linus Roache Merton Densher
Alex Jennings Lord Mark
Charlotte Rampling Tia Maude
Michael Gambon Lionel Croy, pai de Kate
Alexander John Mordomo
Alison Elliott Millie Theale
Elizabeth McGovern Susan 'Susie' Stringham
Ben Miles Jornalista
Philip Wright Jornalista
Georgio Serafini Eugenio
Diana Kent Mulher na festa de Merton
Rachele Crisafulli Porteira
Royston Munt Condutor do coche
Gary Condes Homem na fila do Barco
Shirley Chantrell .

Prêmios

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Fotografia (Eduardo Serra)

Prêmio de Melhor Maquiagem (Sallie Jaye)

Sociedade dos Críticos de Cinema de Boston

Prêmio de Melhor Atriz (Helena Bonham Carter)

Prêmios Chlotrudis - Massachusetts, USA

Prêmio Chlotrudis de Melhor Atriz (Helena Bonham Carter)

Associação dos Críticos de Cinema de Dallas-Fort Worth - USA

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Alison Elliott)

Prêmio de Melhor Atriz (Helena Bonham Carter)

Círculo dos Críticos de Cinema de Kansas City, USA

Prêmio de Melhor Atriz (Helena Bonham Carter)

Sociedade dos Críticos de Cinema de Las Vegas

Prêmio Sierra de Melhor Atriz Coadjuvante (Alison Elliott)

Prêmio Sierra de Melhor Atriz (Helena Bonham Carter)

Círculo de Críticos de Cinema de Londres, Inglaterra

Prêmio Atriz Britânica do Ano (Helena Bonham Carter)

Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles, EUA

Prêmio de Melhor Atriz (Helena Bonham Carter)

Associação dos Críticos de Cinema de Toronto, Canadá

Prêmio de Melhor Atriz (Helena Bonham Carter)

Sociedade dos Críticos de Cinema do Texas, EUA

Prêmio de Melhor Atriz (Helena Bonham Carter)

Associação dos Críticos de Cinema do Sudeste, Estados Unidos

Prêmio de Melhor Atriz (Helena Bonham Carter)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Atriz (Helena Bonham Carter)

Oscar de Melhor Roteiro Adaptado (Hossein Amini)

Oscar de Melhor Fotografia (Eduardo Serra)

Oscar de Melhor Figurino (Sandy Powell )

Oscar de Melhor Figurino (Sandy Powell )

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Atriz em um Drama (Helena Bonham Carter)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Atriz (Helena Bonham Carter)

Prêmio de Melhor Roteiro Adaptado (Hossein Amini)

Prêmio de Melhor Figurino (Sandy Powell)

Sociedade dos Críticos de Cinema de Boston

Prêmio de Melhor Fotografia (Eduardo Serra)

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Alison Elliott)

Associação dos Críticos de Cinema de Chicago

Prêmio de Melhor Atriz (Helena Bonham Carter)

Festival Internacional de Cinema de Chicago

Prêmio Gold Hugo de Melhor Filme (Iain Softley)

Associação dos Críticos de Cinema de Dallas-Fort Worth - USA

Prêmio de Melhor Filme

Sociedade Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos

Prêmio de Melhor Atriz (Helena Bonham Carter)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Atriz (Helena Bonham Carter)

Prêmios Satellite, Los Angeles

Prêmio Golden Satellite de Melhor Atriz em um Drama (Helena Bonham Carter)

Prêmio Golden Satellite de Melhor Roteiro Adaptado (Hossein Amini)

Prêmio Golden Satellite de Melhor Direção de Arte/Design de Produção (John F. Beard )

Prêmio Golden Satellite de Melhor Figurino (Sandy Powell)

Associação dos Críticos de Cinema do Sudeste, Estados Unidos

Prêmio de Melhor Filme

Grêmio dos Roteiristas da América

Prêmio de Melhor Roteiro baseado em material previamente publicado (Hossein Amini )

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

No início do século XX em Londres, Kate Croy vive sob o olhar cuidadoso de sua dominadora tia Maude, que está determinada a fazer com que a jovem não siga o caminho de sua mãe recentemente falecida, cujo marido, Lionel, desperdiçou toda sua riqueza para sustentar seu vício pelo ópio. Maude quer que Kate se case com Lord Mark, um homem que, além de suas propriedades, ostenta o título de Lord, apesar do fato de sua sobrinha não amá-lo. Kate é dependente da boa vontade da tia, fato que se torna ainda mais grave quando se lembra que seu pai também vive à mercê da mesma. Seu namorado, o jornalista Merton Densher, quer se casar com ela, mas é cético em relação às intenções de Kate, apesar de seus apelos para que ele aguarde enquanto ela tenta encontrar uma saída para seu dilema.

Certo dia, Kate é apresentada por Mark a uma jovem herdeira de uma abastada família americana, Millie Theale, que se acha em viagem pela Europa em companhia de sua melhor amiga, Susan Stringham, ocasião em que Kate se sente cativada pela beleza de Millie, bem como, pela forma como ela encara as convenções da sociedade. As duas se tornam amigas e Kate é convidada para se juntar à Millie e Susan numa viagem até Veneza, na Itália. Antes da sua partida, Millie conhece Merton, com quem fica encantada, e a quem pede para que se junte ao grupo.

Lord Mark revela secretamente à Kate que, embora a deseje, vai ter que se casar com Millie, uma vez que esta se encontra com uma doença terminal e que ele precisa evitar a perda de suas propriedades. Sabendo que Millie repele o modo de agir de Mark, Kate decide persuadir Merton a namorar a jovem americana, na esperança de que a generosa Millie o inclua em seu testamento, tornando-o um homem suficientemente rico para satisfazer a sua tia e permitir que eles se casem no futuro. Embora não concorde com o seu esquema, Merton não resiste à oportunidade de estar em Veneza com Kate.

Nos dias que se seguem, Kate se torna cada vez mais ciumenta em relação ao afeto genuíno que começa a crescer entre Merton e Millie, a ponto de fazer com que a jovem vá embora sem avisar a Merton.

Meses depois, após a morte de Millie em Veneza, Kate vai ao apartamento de Merton. Lá, ela lhe pergunta por que ele não a procurou, e encontra uma carta pela qual é comunicado a Merton que Millie havia deixado parte de seus bens para ele. Este diz à Kate que não pretende receber a tal herança e que ela terá que aceitar essa sua decisão se quiser casar-se com ele. Ela concorda com sua proposta e os dois fazem amor. Mas logo depois, ela lhe pede para que diga que não se encontra mais apaixonado por Millie. Como reação, Merton retorna à Veneza,,, sozinho.

imagem

Comentários

Baseado no romance homônimo de Henry James, “Asas do Amor” é um ótimo filme. A partir de um excelente roteiro, escrito por Hossein Amini, Iain Softley realiza um belo trabalho de direção, no que é ajudado pelas excelentes atuações de Alison Elliott, Linus Roache e, principalmente, de Helena Bonham Carter, no papel da jovem Kate Croy. Indicada ao Oscar de Melhor Atriz, Bonham Carter perdeu a estatueta para Helen Hunt por seu trabalho em “Melhor é Impossível”. Para mim, no entanto, sua atuação foi bem superior à de Helen.

Na área técnica, merecem ainda ser destacados os excelentes trabalhos de fotografia, figurino, maquiagem e trilha sonora.

“Asas do Amor” é, sem a menor dúvida, um filme imperdível.

CAA