Filmes por gênero

PERDIDA DE AMOR (1950)

Never a dull moment
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Convite ao amor (Portugal)
Mon cow-boy adoré (França)
Che vita con un cow boy! (Itália)
¡Qué vida ésta! (Espanha)
Mi vida con un vaquero (Venezuela)
Aldrig en lugn stund (Suécia)
Kærlighed og kildevand (Dinamarca)
Verdensdame vandrer vest (Noruega)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia Romântica, Faroeste
Direção: George Marshall
Roteiro: Lou Breslow, Doris Anderson
Produção: Harriet Parsons
Música Original: Friedrich Hollaender
Direção Musical: C. Bakaleinikoff
Fotografia: Joseph Walker
Edição: Robert Swink
Direção de Arte: Albert S. D'Agostino, Walter E. Keller
Figurino: Travis Banton
Maquiagem: Mel Berns
Efeitos Sonoros: Phil Brigandi, Clem Portman
Efeitos Visuais: Clifford Stine
Nota: 7.1
Filme Assistido em: 1952

Elenco

Irene Dunne Kay Kingsley Heyward
Fred MacMurray Chris Heyward
William Demarest Mears
Andy Devine Orvie
Gigi Perreau Christina 'Tina' Hayward
Natalie Wood Nancy 'Nan' Heyward
Philip Ober Jed
Jack Kirkwood Pap Dude
Ann Doran Jean Morrow
Irving Bacon Tunk Johnson
Lela Bliss Mama Dude
Chester Conklin Albert
Jacqueline deWit Myra Van Elson
Janine Perreau A pequena Dude
George Leigh Fred Van Elson
Anne O'Neal Julia Craddock
Harry Tyler Sr. Klinger

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Quando o vaqueiro viúvo Chris Heyward vê a sofisticada compositora da Broadway, Kay Kingsley, durante um rodeio beneficente em Nova York, ele se sente imediatamente atraído por ela. Amigo e companheiro de rodeio de Chris, Orvie,  o incentiva a ir em frente e, depois de um curto e repentino romance, Chris e Kay se casam. Os recém-casados, em seguida, se dirigem ao rancho Rock Cougar, em Wyoming, de propriedade de Chris, onde são recebidos por suas filhas Christina e Nancy, de 9 e 12 anos. Eles também encontram Mears, um próspero e rabugento vizinho que controla os direitos de água do rancho.

Quando o casal se prepara para se deitar, um grupo de amigos chega para comemorar o acontecimento, inclusive Jean Morrow, uma fazendeira viúva que tinha um certo interesse em Chris. Tudo corre bem até que Kay persuade Mears a dançar com ela. Dançarino inexperiente, Mears escorrega e cai em cima de um pedaço de torta, deixando a festa humilhado.

Mais tarde, depois de apenas duas horas de sono, o casal é despertado por amigos de Chris, que insistem que o noivo se junte a eles em uma caçada de onça parda. Às cinco da manhã, Kay tem novamente seu sono interrompido por Christina e Nancy. As jovens, cautelosas com sua nova madrasta, a informam sobre as tarefas do rancho. Sem experiência nesse tipo de trabalho, Kay tem dificuldades em realizar suas tarefas, mas sua perseverança conquista as enteadas. No entanto, quando Chris retorna com um puma morto e lhe pede para prepará-lo para o jantar que oferecerá aos amigos, ela cai em lágrimas.

Quatro meses depois, Kay ainda está lutando com seus afazeres domésticos quando uma tempestade atinge o rancho, ameaçando o interior de sua casa. No meio do caos, Jed, seu antigo colaborador, a procura para oferecer-lhe a oportunidade de escrever um novo show com ele em Nova York. Tentada pela promessa de dinheiro fácil, ela aceita o convite na esperança de poder comprar um novo rancho, rico em água. Quando Chris retorna naquela noite, exausto pelo duro trabalho que enfrentara naquele dia, Kay se mostra incapaz de lhe dar a notícia e informa a Jed que mudou de ideia. Logo depois, Chris descobre que a única fonte d´água do rancho secou e se dispõe a confrontar Mears sobre o assunto. Antes que ele o faça, Kay procura Mears e ameaça vender o Rock Cougar a um vizinho indesejável, caso ele não concorde em fornecer-lhes mais água..

Sem saber o que sua esposa fez, Chris faz exigências a Mears e se espanta quando ele se compromete a atendê-lo sem qualquer discussão. Exaltado por sua aparente vitória, ele convida Kay a se juntar ao seu grupo de caça naquela noite, mas a abandona no campo na manhã seguinte. Ao preparar, irritada, uma pequena refeição para os homens, Kay ouve o que lhe parece ser um puma entre os arbustos. Sem pensar duas vezes, ela pega uma arma e dispara naquela direção. Para consternação dela e de Chris, seu alvo era na verdade o touro premiado de Mears. O erro por ela cometido custa a água do rancho e, em seguida, ela e o marido discutem o futuro deles juntos.

Quando ele se recusa a permitir que Kay compre um novo rancho com o dinheiro que lhe foi oferecido para que ela componha para um novo show da Broadway, ela viaja para Nova York por conta própria. Dias depois, quando Chris vai até lá para participar de um novo rodeio beneficente, ele a encontra trabalhando com Jed para o novo show. Finalmente, Orvie, Christina e Nancy forçam Chris a procurar Kay e admitir que ainda a ama e que precisa dela ao seu lado. Depois que ela admite o mesmo, os dois voltam felizes para o rancho.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta George Marshall, a partir de um roteiro escrito por Lou Breslow e Doris Anderson, “Perdida de Amor” é um razoável filme norte-americano produzido pela RKO Radio Pictures em 1950. Sua trama, baseada num livro de Kay Swift, é marcada por um bom ritmo.

A direção de Marshall se mostra apenas razoável, em parte pelo fato do roteiro não ser seu ponto forte. No elenco, com uma atuação bastante convincente, destaca-se a atriz Irene Dunne, principalmente quando ela contracena com as adolescentes Gigi Perreau e Natalie Wood.

CAA