Filmes por gênero

O CASAMENTO DE MURIEL (1994)

Muriel's wedding
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Muriel (França, Canadá)
Le nozze di Muriel (Itália)
La boda de Muriel (Espanha, México)
Muriels Hochzeit (Alemanha)
Muriels bröllop (Suécia)
Muriels bryllup (Dinamarca)
Wesele Muriel (Polônia)
Свадьба Мюриэл (Rússia)
Pais: Austrália, França
Gênero: Comédia Romântica, Drama
Direção: P.J. Hogan
Roteiro: P.J. Hogan
Produção: Lynda House, Jocelyn Moorhouse
Design Produção: Paddy Reardon
Música Original: Peter Best
Direção Musical: Chris Gough
Fotografia: Martin McGrath
Edição: Jill Bilcock
Direção de Arte: Hugh Bateup
Figurino: Terry Ryan
Guarda-Roupa: Michelle Leonard, Mandy Sedawie, Suzanne Head
Maquiagem: Margaret Archman, Carolyn Nott, Noreen Wilkie
Efeitos Sonoros: Roger Savage , David Lee, Glenn Newnham, Livia Ruzic
Efeitos Especiais: Ray Fowler
Efeitos Visuais: Roger Cowland
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1995

Elenco

Toni Collette Muriel Heslop / Mariel Heslop-Van Arckle
Rachel Griffiths Rhonda Epinstalk
Bill Hunter Bill Heslop
Jeanie Drynan Betty Heslop
Daniel Lapaine David Van Arckle
Sophie Lee Tania Degano
Roz Hammond Cheryl
Annie Byron Mãe de Rhonda
Daniel Wyllie Perry Heslop
Gabby Millgate Joanie Heslop
Katie Saunders Penelope Heslop
Dene Kermond Malcolm Heslop
Diane Smith Fisioterapeuta
Belinda Jarrett Janine
Pippa Grandison Nicole
Gennie Nevinson Deidre Chambers
Matt Day Brice Nobes
Chris Haywood Ken Blundell
Nathan Kaye Peter 'Chook' Vernell
Cecily Polson Mãe de Tania
Rob Steele Leo Higgins
Geneviève Picot Dyan
Richard Carter Policial Federal

Prêmios

Instituto Australiano de Cinema

Prêmio de Melhor Filme (Lynda House, Jocelyn Moorhouse)

Prêmio de Melhor Atriz (Toni Collette)

Prêmio de Melhor Som (David Lee, Glenn Newnham, Livia Ruzic, Roger Savage )

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Rachel Griffiths)

Festival Internacional de Cinema de Chicago

Prêmio do Público (P.J. Hogan)

Círculo de Críticos de Cinema da Austrália

Prêmio de Melhor Atriz (Toni Collette)

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Rachel Griffiths)

Indicações

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Roteiro Original (P.J. Hogan)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Atriz em um Musical ou Comédia (Toni Collette)

Instituto Australiano de Cinema

Prêmio de Melhor Direção (P.J. Hogan)

Prêmio de Melhor Roteiro Original (P.J. Hogan)

Prêmio de Melhor Design de Produção (Paddy Reardon)

Prêmio de Melhor Figurino (Terry Ryan)

Prêmio de Melhor Edição (Jill Bilcock )

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Bill Hunter)

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Jeanie Drynan)

Associação dos Críticos de Cinema de Chicago

Prêmio de Melhor Revelação Feminina (Toni Collette)

Grêmio dos Roteiristas da América

Prêmio de Melhor Roteiro escrito diretamente para o cinema (P.J. Hogan)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Muriel Heslop vive em uma pequena cidade australiana chamada Porpoise Spit, repleta de centros comerciais e parques aquáticos. Acha sua vida muito chata e passa os dias a ouvir músicas do ABBA, o famoso conjunto de rock sueco, e a sonhar com o dia de seu casamento. O problema é que ela nunca teve um amigo que pudesse ser considerado um pretendente.

Certo dia, ela consegue seu primeiro emprego como vendedora de cosméticos, ocasião em que pede à mãe dinheiro para comprar o material necessário à realização de seu trabalho. Sua mãe lhe entrega um cheque em branco e ela saca 12.000 dólares. Com esse dinheiro, no entanto, ela viaja para se encontrar com algumas amigas na Ilha de Hybiscus, no extremo oeste da Austrália. Uma vez lá, ela revê Rhonda Epinstalk, uma velha amiga de infância, e muda seu nome de Muriel para Mariel.

Ao voltar para Porpoise Spit, seus pais descobrem que ela gastou seu dinheiro com viagens, o que a leva a fugir de casa, a se instalar no apartamento de Rhonda e a trabalhar como balconista numa loja de vídeos. Em seu tempo livre, ela visita lojas especializadas em vestidos de casamento, tira fotos experimentando os vestidos e confecciona um álbum com suas fotos.

Quando Rhonda fica inválida por causa de um tumor na coluna vertebral, Muriel passa a procurar, através de colunas especializadas de jornais, um homem à procura de uma jovem para se casar. Ao conhecer um pretendente, ela descobre que se trata de um nadador sul-africano, David Van Arckle, que está em busca de uma jovem para se casar e conseguir cidadania australiana, a fim de poder participar dos jogos olímpicos. Muriel aceita sua proposta e, assim, vê seu sonho virar realidade: casar-se de branco.

No hotel, ela recebe a notícia de que sua mãe se suicidou depois que seu pai a deixou por outra mulher. David conforta Mariel e os dois consumam seu casamento. Em seu luto, no entanto, Mariel percebe que ela pode superar seus problemas de família de origem, que suas ações têm conseqüências, e que suas escolhas importam. Assim, na manhã seguinte, ela pede o divórcio a David e, ao deixar o hotel onde se encontram, deseja-lhe boa sorte nos jogos olímpicos.

Em seguida, ela vai até Porpoise Spit para rever a família, mas quando seu pai lhe pede para ficar a fim de ajudá-lo a criar seus irmãos mais novos, ela rejeita a idéia e retorna para Sydney. Antes de partir, entrega ao pai 5.000 dólares dos 12.000 que havia sacado, prometendo-lhe devolver os 7.000 dólares restantes quando conseguir trabalho.

Mariel visita Rhonda na casa da mãe dela e se oferece para cuidar da amiga, em Sydney. Rhonda aceita a proposta.

imagem

Comentários

Escrito e dirigido pelo cineasta australiano P.J. Hogan, “O Casamento de Muriel” é uma deliciosa comédia de meados dos anos 1990. Sua trama fala de amizade, amor, felicidade, tristeza e tantos outros sentimentos.

Na direção, Hogan nos brinda com um bom trabalho, no que é ajudado pelas canções do grupo ABBA, que formam a espinha dorsal da trilha sonora assinada por Peter Best. No elenco, sobressaem-se as atuações de Toni Collette e Rachel Griffiths.

Enfim, “O Casamento de Muriel” é um filme altamente recomendável.

CAA