Filmes por gênero

OS COMANDOS ATACAM DE MADRUGADA (1942)

Commandos strike at dawn
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Os Comandos atacam ao amanhecer (Portugal)
Le Commando frappe à l'aube (França)
Uragano all'alba (Itália)
Ataque al amanecer (Argentina, Espanha)
Los comandos (México)
Commandos (Suécia, Dinamarca)
Zij kwamen... bij dageraad (Holanda)
Komandosi atakuja o swicie (Polônia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, 2ª Guerra Mundial
Direção: John Farrow
Roteiro: Irwin Shaw
Produção: Lester Cowan
Música Original: Louis Gruenberg
Fotografia: William C. Mellor
Edição: Anne Bauchens
Direção de Arte: Edward C. Jewell
Efeitos Sonoros: Jack A. Goodrich
Efeitos Especiais: Barney Wolff
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1948

Elenco

Paul Muni Erik Toresen
Anna Lee Judith Bowen
Lillian Gish Sra. Bergesen
Cedric Hardwicke Almirante Bowen
Ray Collins Johan Bergesen
Robert Coote Robert Bowen
Louis Jean Heydt Karl Arnesen
Rosemary DeCamp Hilma Arnesen
Ann Carter Solveig Toresen
Elisabeth Fraser Anna Korstad
Richard Derr Gunnar Korstad
Erville Alderson Johan Garme
Barbara Everest Sra. Olav
John Arthur Stockton Alfred Korstad
Elsa Janssen Sra. Korstad
George Macready Professor
Rod Cameron Pastor
Arthur Margetson Coronel alemão
Alexander Knox Capitão alemão
Eddie Hall Soldado alemão
Lloyd Bridges Soldado alemão
C.M. Cree Comandante britânico
V.S. Godfrey Capitão britânico
Gus Sivertz Major britânico
L.E. Kemp Sargento britânico
Mickey Miquelon Sargento britânico

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Trilha Sonora de uma Comédia ou Drama (Louis Gruenberg, Morris Stoloff)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em 1939, os moradores de uma pacífica vila de pescadores noruegueses se reúnem para celebrar o casamento de Anna e Gunner Korstad. Naquela noite, enquanto o viúvo Eric Toresen dança com Judith Bowen, a filha de um almirante britânico, Johan Bergesen, o pessimista da cidade, preocupa-se com as forças de invasão alemãs. Depois de terminarem a sua dança, Eric apresenta Judith, que deverá partir para a Inglaterra no dia seguinte com o pai e o irmão, Robert, à sua jovem filha Solveig.

Logo depois que Eric se despede de Judith, Hitler inicia sua marcha sobre a Noruega. Após ocupar o governo norueguês, os alemães proclamam que qualquer tipo de resistência será castigada com a morte. Adicionalmente, serão impostos toques de recolher e rígidas restrições aos moradores da vila dos pescadores.

Quando Bergesen questiona suas ações, os alemães o prendem e o submetem a um rígido interrogatório. Depois de içarem a bandeira nazista sobre a vila, os alemães iniciam uma rigorosa queima de livros censuráveis, confiscam o abastecimento dos moradores e doutrinam seus filhos. Certo dia, quando Solveig volta da escola e recita a lição sobre a superioridade alemã, que lhe foi ensinada por um oficial nazista, Eric protesta junto ao professor. Em resposta, o professor fala melancolicamente de entrar para o movimento de resistência norueguês na Inglaterra.

Logo depois, Bergesen, após sua experiência com os nazistas, retorna para casa. Indignado com a barbárie dos nazistas, Eric sugere aos aldeões que se unam e formem um grupo de resistência. Anna, temendo por sua vida e pela de seu marido Gunner, sugere que deixem os outros lutarem por eles. Gunner, no entanto, junta-se à resistência e um dia é preso e executado por suas atividades.

Em retaliação, Eric apunhala o oficial alemão que ordenou a sua execução e, em seguida, procura segurança para sua filha e a leva para a cabana da Sra. Olav nas colinas acima da vila. Exausto, ele cai no sono lá e é despertado na manhã seguinte com o som dos caminhões alemães. Eric e Solveig se escondem em um poço, e depois de procurarem na casa, os alemães informam a Sra. Olav que fizeram cinco aldeões reféns, entre eles, o neto dela, e que eles serão executados se Eric não se entregar em dois dias.

Confiando Solveig aos cuidados da Sra. Olav, Eric vai para a floresta, onde ouve alguns soldados alemães discutindo a construção de uma secreta pista de pouso. Sentindo a necessidade de avisar os britânicos a respeito de sua descoberta, ele pede a Johan Garme que o leve até a Inglaterra em seu barco de pesca. Quando Garme comenta que os reféns foram mortos, Eric pensa em se entregar, mas o amigo o convence de que sua missão é crucial para os noruegueses.

Após concordar em transportar Eric e outros homens até a Inglaterra, Garme pede a Karl Arnesen que se junte a eles. Depois de aceitar a oferta, Karl informa os alemães sobre o plano, recebendo um apito para avisá-los quando se der o embarque no barco de pesca. Naquela noite, quando os homens se reúnem na floresta para se encontrarem com Garme, a esposa de Karl, Hilma, adverte Eric sobre a traição do marido. Assim, no momento em que o barco se prepara para partir, Eric agarra o apito de Karl e o empurra para a morte.

Dias depois, o pequeno barco chega à Inglaterra e Eric viaja até Londres para falar com o Almirante Bowen sobre a secreta pista de pouso. Depois de concordar em liderar uma tropa de comandos britânicos até o local da tal pista, Eric reencontra Judith. Quando ele recebe ordens para voar imediatamente com Robert, agora um soldado, até a Escócia, Judith os acompanha. Na véspera de sua missão, Eric propõe à Judith, e depois que ela aceita, ele embarca com os comandos.

Sob orientação de Eric, o navio britânico navega através do Mar do Norte e, em seguida, através de um rio que o levará à área prevista para construção da pista de pouso. Quando os comandos desembarcam, Robert envia dois homens para localizarem Solveig. Enquanto isso, os comandos iniciam uma prolongada batalha contra os alemães, destroem a área prevista para o tal campo de pouso e, em seguida, voltam para seu navio.

Quando os dois homens que haviam sido enviados para localizarem Solveig relatam que ela e a Sra. Olav estão sendo mantidas prisioneiras, Robert e Eric lideram as tropas para as libertarem.

Solveig e outros moradores da vila embarcam em segurança para a Inglaterra na esperança de voltarem um dia para a Noruega.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta John Farrow, a partir de um roteiro escrito por Irwin Shaw, “Os Comandos Atacam de Madrugada” é um bom filme norte-americano produzido pela Columbia Pictures em 1942. Sua trama, baseada num livro de C.S. Forester, conta o drama vivido pelos moradores de uma pacífica vila de pescadores noruegueses, quando o País é ocupado por forças nazistas durante a 2ª Guerra Mundial.

Na direção, Farrow realiza um bom trabalho, com magníficas cenas de ação, no que é ajudado pela brilhante edição a cargo de Anne Bauchens, bem como, pela fotografia de William C. Mellor. Por outro lado, a trilha sonora, assinada por Louis Gruenberg, foi indicada ao Oscar.

No elenco, o maior destaque é Paul Muni, que nos brinda com uma excelente atuação.

CAA