Filmes por gênero

COPYCAT: A VIDA IMITA A MORTE (1995)

Copycat
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Cópia mortal (Portugal)
L'imitateur (Canadá)
Copycat - Omicidi in serie (Itália)
El imitador (México, Venezuela)
Copycat - El imitador (Argentina)
Copykill (Alemanha)
Psychopata (Polônia)
Имитатор (Rússia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Crime, Drama, Suspense, Mistério
Direção: Jon Amiel
Roteiro: Ann Biderman, David Madsen
Produção: Arnon Milchan, Mark Tarlov
Design Produção: Jim Clay
Música Original: Christopher Young
Direção Musical: Pete Anthony
Fotografia: László Kovács
Edição: Jim Clark, Alan Heim
Direção de Arte: Chris Seagers
Figurino: Claudia Brown
Guarda-Roupa: Susan Kistler, Nancy Foreman, Andrea Cooper, Nancy Collini
Maquiagem: Mark Walas, Scott Wheeler, Timothy Huizing e outros
Efeitos Sonoros: Eddy Joseph, Dominic Lester, C. Newman, Nigel Mills e outros
Efeitos Especiais: R. Bruce Steinheimer, Tom Barone, Tom Sindicich, Geoff Heron
Efeitos Visuais: Cara Latzel, Gregory McMurry, John Wash, Rhonda Gunner e outros
Nota: 8.0
Filme Assistido em: 1996

Elenco

Sigourney Weaver Dra. Helen Hudson
Holly Hunter M.J. Monahan
Dermot Mulroney Reuben Goetz
William McNamara Peter Foley
Harry Connick Jr. Daryll Lee Cullum
.E. Freeman Tenente Quinn
Will Patton Nicoletti
John Rothman Andy
Shannon O'Hurley Susan Schiffer
Bob Greene Pachulski
Tony Haney Kerby
Danny Kovacs Kostas
Tahmus Rounds Landis
Scott DeVenney Policial
David Michael Silverman Mike
Diane Amos Gigi
Richard Conti Harvey
Nick Scoggin Conrad
Bert Kinyon Burt
Rob Nilsson Comandante da SWAT
Charles Branklyn Doc
Rebecca Klingler Mulher de Peter
Kathleen Stefano Mãe de Peter
Hansford Prince Fred
Don West Advogado
Jay Jacobus Juiz
Johnetta Shearer Paramédica
Kelvin Han Yee Detetive chinês
James Cunningham Hal
Ron Kaell Mac

Prêmios

Festival Cognac do Cinema Policial, Cognac, França

Prêmio do Público (Jon Amiel)

Menção Especial (Sigourney Weaver, Holly Hunter)

Indicações

Academia de Filmes de Ficção Científica, Fantasia e Horror, USA

Prêmio Saturn de Melhor Música (Christopher Young )

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Depois de dar uma palestra sobre psicologia criminal em uma universidade local, a Dra. Helen Hudson, especialista respeitada no campo dos assassinatos em série, é encurralada em um banheiro por um criminoso, Daryll Lee Cullum, que mata um policial e brutalmente a ataca. Como consequência, ela se torna severamente agorafóbica, sem sair de seu moderno apartamento e conduzindo toda sua vida por trás de uma tela de computador, assistida por um amigo, Andy.

Quando uma nova série de assassinatos se espalha por toda a cidade de San Francisco, a inspetora M.J. Monahan e seu parceiro Reuben Goetz a procuram para pedir-lhe sua ajuda. Relutante em princípio, ela termina atendendo ao pedido dos policiais.

Como os assassinatos continuam a ocorrer, a Dra. Helen percebe que o criminoso se inspira em notórios assassinos em série, tais como Albert DeSalvo, The Hillside Strangler, David Ber Kowitz, Jeffrey Dahmer e Ted Bundy. Quando o assassino começa a entrar em contato e até mesmo perseguir a Dra. Helen, ela e Monahan pedem a ajuda de Cullum, que lhes diz o que sabe sobre o ele.

Helen logo percebe que o criminoso Copycat vem seguindo a lista de assassinos em série, na mesma ordem que ela havia apresentado em sua palestra na Universidade. Assim, elas procuram descobrir onde e quando ocorrerá o novo ataque do criminoso. Infelizmente, Reuben é morto em um tiroteio ocorrido na Delegacia de Polícia, deixando apenas Monahan para continuar a busca pelo assassino em série.

Depois que Andy é morto, de modo a lembrar o estilo do criminoso Jeffrey Dahmer, Monahan deduz que o assassino é Peter Foley. Após uma tentativa de pegá-lo em sua casa, Monahan descobre que ele raptou a Dra. Helen e que a levou para o banheiro da Universidade, conforme fizera Daryll Lee Cullum. Ao chegar lá, ela a encontra amarrada e amordaçada. O criminoso atira e fere a Dra. Helen. Em seguida, quando ele se prepara para enfrentar Monahan, Helen tenta simular seu próprio enforcamento, como uma forma de mudar a cena do crime. Entrando em pânico, o criminoso corta as cordas que a prendiam e ela consegue fugir para o telhado do edifício. Uma vez lá, acometida novamente por sua agorafobia, ela decide enfrentar o assassino. No confronto que se segue, quando Foley está prestes a matá-la, Monahan atira em seu nervo braquial, dando-lhe uma oportunidade de se render. No entanto, ele ainda tenta assassinar Helen que, mais rápida, o mata com um tiro.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Jon Amiel, “Copycat: A Vida Imita a Morte” é um bom filme do cinema americano de meados dos anos 1990. Partindo de um roteiro bem escrito, Amiel realiza um bom trabalho ao manter uma atmosfera de tensão ao longo de toda a projeção. A trama é ainda marcada por inesperadas reviravoltas.

No elenco, Sigourney Weaver nos brinda com uma ótima atuação no papel de uma psiquiatra criminal.

CAA