Filmes por gênero

AS AVENTURAS DE SHERLOCK HOLMES (1939)

The adventures of Sherlock Holmes
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Les aventures de Sherlock Holmes (França)
Le avventure di Sherlock Holmes (Itália)
Sherlock Holmes contra Moriarty (Espanha)
Die abenteuer des Sherlock Holmes (Alemanha)
Sherlock Holmes - Professor Moriartys sista strid (Suécia)
Sherlock Holmes (Dinamarca)
Przygody Sherlocka Holmesa (Polônia)
Приключения Шерлока Холмса (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Suspense, Policial
Direção: Alfred L. Werker
Roteiro: Edwin Blum, William A. Drake
Produção: Darryl F. Zanuck
Música Original: Walter Scharf, David Raksin
Direção Musical: Cyril J. Mockridge
Fotografia: Leon Shamroy
Edição: Robert Bischoff
Direção de Arte: Richard Day, Hans Peters
Figurino: Gwen Wakeling
Guarda-Roupa: Sam Benson
Efeitos Sonoros: Roger Heman Sr., W.D. Flick
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1948

Elenco

Basil Rathbone Sherlock Holmes
Nigel Bruce Dr. Watson
Ida Lupino Ann Brandon
George Zucco Professor Moriarty
Alan Marshal Jerrold Hunter
Terry Kilburn Billy
Henry Stephenson Sir Ronald Ramsgate
E.E. Clive Inspetor Bristol
Arthur Hohl Bassick
May Beatty Empregada de Brandon
Mary Gordon Mrs. Hudson
Mary Forbes Lady Conyngham
Herbert Evans Agente da Scotland Yard
George Regas Mateo
Boyd Irwin Bobby
C. Montague Shaw Capitão Mannering
Denis Green Sargento da Guarda
Peter Willes Lloyd Brandon
Robert Cory Sentinela da Torre de Londres
David Dunbar Agente da Scotland Yard
Anthony Kemble-Cooper Tony

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em Londres, Moriarty e Holmes discutem verbalmente na escadaria que dá acesso a Old Bailey, onde Moriarty acaba de ser absolvido de uma acusação de assassinato devido à falta de provas. Holmes observa: "Você tem um magnífico cérebro, Moriarty. Eu admiro isso. Eu admiro tanto que gostaria de apresentá-lo, conservado em álcool, à London Medical Society". "Não faria uma exposição impressionante", responde Moriarty.

Mais tarde, Holmes e Watson são visitados em Baker Street por Ann Brandon. Ela diz a eles que seu irmão Lloyd recebeu uma nota estranha: o desenho de um homem com um albatroz pendurado no pescoço, idêntico a um recebido por seu pai pouco antes de seu assassinato brutal dez anos antes. Holmes deduz que a nota é um aviso e corre para encontrar Lloyd Brandon. No entanto, ele chega tarde demais, após Lloyd ter sido assassinado por estrangulamento e tendo seu crânio esmagado.

Holmes passa a investigar o caso, ocasião em que comparece a uma festa disfarçado como um artista de music-hall, onde ele corretamente considera a possibilidade de uma tentativa de atentado contra a vida de Ann. Ao ouvir os gritos dela vindo de um parque próximo, Holmes prende seu agressor, que acaba por ser Gabriel Mateo, filho de um homem que, no passado, fora assassinado pelo pai de Ann em uma disputa pela posse de uma mina sul-americana. Uma vez preso, Mateo revela que fora Moriarty quem lhe sugeriu a vingança.

Holmes percebe que Moriarty está usando o caso como uma forma de desviar a atenção de seu verdadeiro crime, um crime que vai agitar o Império: uma tentativa de roubar as jóias da Coroa Britânica. Preocupado, ele corre para a Torre de Londres a fim de evitar o crime. Durante uma luta, Moriarty cai, presumivelmente para a morte.

No final, Ann se casa e Holmes tenta enxotar uma mosca tocando seu violino, só para ver Watson esmagá-la com seu jornal, observando: "Elementar, meu caro Holmes, elementar."

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Alfred L. Werker, a partir de um roteiro escrito por Edwin Blum e William A. Drake, “As Aventuras de Sherlock Holmes” é um bom filme norte-americano do final dos anos 1930. Sua trama, baseada numa peça de William Gillette, é bem desenvolvida, conseguindo manter o interesse do espectador do início ao fim.

Na direção, Werker apresenta um bom trabalho marcado por um ritmo linear e ótimos enquadramentos. Os cenários formam um outro quesito que merece elogios e, no elenco, destacam-se as ótimas atuações de Basil Rathbone e Nigel Bruce.

CAA