Filmes por gênero

AS FÉRIAS DO SR. HULOT (1953)

Les vacances de Monsieur Hulot
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Mr. Hulot's holiday ( Estados Unidos, Austrália)
Le vacanze di Monsieur Hulot (Itália)
Las vacaciones del señor Hulot (Espanha)
Die ferien des Herrn Hulot (Alemanha, Austria)
Semestersabotören (Suécia)
Wakacje pana Hulot (Polônia)
Hr. Hulots ferie (Dinamarca)
Каникулы господина Юло (União Soviética)
Pais: França
Gênero: Comédia
Direção: Jacques Tati
Roteiro: Jacques Tati, Henri Marquet
Produção: Jacques Tati, Fred Orain
Design Produção: Henri Schmitt, Roger Briaucourt
Música Original: Alain Romans
Fotografia: Jacques Mercanton, Jean Mousselle
Edição: Suzanne Baron, Jacques Grassi
Efeitos Sonoros: Jacques Carrère, Roger Cosson, Guy Michel-Ange
Nota: 9.0
Filme Assistido em: 1955

Elenco

Jacques Tati Sr. Hulot
Louis Perrault Fred
Valentine Camax A inglesa
André Dubois Comandante
Suzy Willy Esposa do Comandante
Lucien Frégis Proprietário do Hotel
Raymond Carl Garçom
Nathalie Pascaud Martine
Micheline Rolla A tia de Martine
Michèle Brabo Veranista excêntrica
Marguerite Gérard Mulher que gosta de caminhar
René Lacourt Homem que gosta de caminhar
Georges Adlin Sul americano
Édouard Francomme .

Prêmios

Prêmios Louis Delluc, França

Prêmio Louis Delluc (Jacques Tati)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor História e Roteiro (Jacques Tati, Henri Marquet)

Festival Internacional de Cannes, França

Grand Prix do Festival (Jacques Tati)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro (França)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

O Sr. Hulot sai de férias... A bordo de seu barulhento carro, ele se lança na estrada onde um grande número de outros turistas toma o caminho que leva ao balneário de Saint-Marc-sur-Mer. A maneira muito pessoal de conduzir seu veículo às vezes semeia pânico, mas ele passa imperturbável.

Ao chegar ao balneário, ele se instala em um hotel como tantos outros especializados em receberem grupos de pessoas que vêm passar uma temporada de férias com suas respectivas famílias. Defronte ao hotel, encontram-se o mar, os banhistas e as crianças que brincam com seus baldes de areia. Nas mesmas horas, as mesmas pessoas se encontram em volta das mesmas mesas: a bela loura Martine, sua tia, o homem de negócios que não larga o telefone, o intelectual e seus discursos, a inglesa e seu tricô, a mulher que gosta de caminhar e seu companheiro, as crianças com seus jogos.

A chegada do Sr. Hulot, no entanto, faz com que uma desordem generalizada se instale nesse hotel tranquilo. Parece que ele tem o dom de provocar catástrofes. Em torno dele, as coisas parecem destinadas ao fracasso, suas melhores intenções se transformam em desastres que só o seu otimismo natural consegue suportar alegremente.

O Sr. Hulot torna-se o riso das crianças, o terror dos hóspedes em férias e dos funcionários do hotel, mas a alegria da inglesa. Sua passagem por ali tem sua apoteose por ocasião de um inesperado lançamento de fogos de artifício.

No dia de sua despedida, o Sr. Hulot deixa o hotel ao volante de seu pequeno carro e a maioria dos hóspedes descobre que, graças a ele, tiveram umas divertidas férias como jamais tinham conhecido.


imagem

Comentários

Realizada pelo fabuloso ator e cineasta Jacques Tati, ‘’As Férias do Sr. Hulot’’ é uma excelente e inesquecível comédia do cinema francês do início dos anos 1950.

O que mais impressiona nessa obra é a genialidade, a imaginação criativa de Tati ao produzir um filme desprovido de qualquer trama narrativa, contentando-se a mostrar detalhes insignificantes do quotidiano de um grupo de veranistas em uma estação balneária francesa. E, como resultado, nós os espectadores somos agraciados com uma deliciosa e hilariante comédia, uma verdadeira e imperdível obra-prima.

CAA