Filmes por gênero

FRENCH CAN CAN (1955)

French Cancan
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Only the French Can (Estados Unidos)
Fröjdernas gata (Suécia)
Fransk Cancan (Dinamarca)
Ranskalainen Can-Can (Finlândia)
Mulató a Montmartre-on (Hungria)
Французский канкан (União Soviética)
Pais: França, Itália
Gênero: Comédia Musical
Direção: Jean Renoir
Roteiro: Jean Renoir
Produção: Louis Wipf
Design Produção: Max Douy
Música Original: Georges Van Parys
Coreografia: Claude Grandjean
Fotografia: Michel Kelber
Edição: Borys Lewin
Figurino: Rosine Delamare
Maquiagem: Yvonne Fortuna, Huguette LaLaurette
Efeitos Sonoros: Antoine Petitjean
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1956

Elenco

Jean Gabin Henri Danglard
Françoise Arnoul Nini
María Félix Lola de Castro, "La Belle Abbesse"
Michel Piccoli Capitão Valorgueil
Anna Amendola Esther Georges
Jean-Roger Caussimon Barão Adrien Walter
Dora Doll Genisse
Giani Esposito Príncipe Alexandre
Gaston Gabaroche Oscar, o pianista
Jacques Jouanneau Bidon
Jean Parédès Coudrier
Philippe Clay Casimir
Franco Pastorino Paulo, o padeiro
Michèle Philippe Eleonore
Albert Rémy Barjolin
Jean-Marc Tennberg Savate
Valentine Tessier Mme. Olympe, mãe de Nini
Édith Piaf Eugénie Buffet
Patachou Yvette Guilbert
André Claveau Paul Delmet
René-Jean Chauffard Inspetor de Polícia
Geneviève Bujold
Annik Morice Thérèse

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Na Paris de 1890, Henri Danglard é o proprietário do Café Le Paravent, que apresenta sua amante, Lola de Castro, como bailarina da dança do ventre. Como o negócio não vem se mostrando rentável, ele decide explorar a nova mania na área da dança, “o cancan”, inaugurando um novo estabelecimento, o “Moulin Rouge”, e com isso atrair uma clientela burguesa.

Ao recrutar um grupo de dançarinos, ele conhece e se apaixona por Nini, uma bela jovem que trabalha como lavadeira. Tal fato faz com que surja uma grande rivalidade entre Lola e Nini, criando uma série de problemas nos dias que antecedem a estreia do espetáculo. Quando, finalmente, chega o grande dia, na plateia encontra-se o Príncipe Alexandre, herdeiro de um pequeno país dos Balcãs, que logo se sente atraído por Nini.

Terminado o show, o príncipe procura fazer-lhe a corte, mas ela é sincera e lhe diz que não pode retribuir seu gesto. Atormentado, num momento de desespero, ele tenta o suicídio, disparando uma pistola. No entanto, ele felizmente sobrevive e, uma vez restabelecido, decide ir embora de Paris. Antes de fazê-lo, no entanto, ele presenteia Nini com uma preciosa joia.  

imagem

Comentários

Escrito e dirigido pelo cineasta Jean Renoir, “French Can Can” é um bom filme franco-italiano produzido pelas empresas Franco London Films e Jolly Film em 1955. Sua trama é uma verdadeira homenagem ao show, à história, à vida, ao amor.

Partindo de um roteiro bastante original e inteligente por ele escrito, Renoir nos brinda com um belo trabalho de direção. Por outro lado, muito bem fotografado, o filme apresenta cenários muito bem trabalhados. Na área técnica, merece ainda ser citado o belo figurino assinado por Rosine Delamare.

No elenco, Jean Gabin brilha no papel de Henri Danglard, seguido pelas ótimas atuações de Françoise Arnoul e Maria Félix.

CAA