Filmes por gênero

O HOMEM DE TERNO BRANCO (1951)

The man in the white suit
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: O homem de fato claro (Portugal)
L'homme au complet blanc (França, Bélgica)
Lo scandalo del vestito bianco (Itália)
El hombre vestido de blanco (Espanha)
El hombre del traje blanco (Argentina)
Der Mann im weißen anzug (Alemanha)
Mannen i vita kostymen (Suécia)
Manden i det hvide tøj (Dinamarca)
Een man in een wit pak (Holanda)
Чeловек в белом костюме (União Soviética)
Pais: Reino Unido
Gênero: Comédia, Ficção Científica
Direção: Alexander Mackendrick
Roteiro: Alexander Mackendrick, John Dighton, Roger MacDougall
Produção: Michael Balcon
Música Original: Benjamin Frankel
Fotografia: Douglas Slocombe
Edição: Bernard Gribble
Direção de Arte: Jim Morahan
Figurino: Anthony Mendleson
Guarda-Roupa: Ron Beck, Ernie Farrer
Maquiagem: Harry Frampton, Ernest Taylor, Barbara Barnard
Efeitos Sonoros: Stephen Dalby, Arthur Bradburn
Efeitos Especiais: Sydney Pearson, Geoffrey Dickinson
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1953

Elenco

Alec Guinness Sidney Stratton
Joan Greenwood Daphne Birnley
Cecil Parker Alan Birnley
Michael Gough Michael Corland
Ernest Thesiger Sir John Kierlaw
Howard Marion-Crawford Cranford
Henry Mollison Hoskins
Vida Hope Bertha
Patric Doonan Frank
Duncan Lamont Harry
Harold Goodwin Wilkins
Colin Gordon Hill
Joan Harben Srta. Johnson
Stuart Latham Harrison
Miles Malleson Alfaiate
Edie Martin Sra. Watson
Mandy Miller Gladdie
Olaf Olsen Knudsen
John Rudling Wilson
Charles Saynor Pete
Russell Waters Davidson
Brian Worth Rei
Arthur Howard Roberts
Judith Furse Enfermeira

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Roteiro (Roger MacDougall, Alexander Mackendrick, John Dighton)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Filme Britânico

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Sidney Stratton, um brilhante jovem pesquisador químico e ex-bolsista da Universidade de Cambridge, foi demitido de várias fábricas têxteis, no norte da Inglaterra, por causa de suas demandas por instalações caras e sua obsessão visando  a invenção de uma fibra eterna.

Ao trabalhar para o Moinho Birnley, ele acidentalmente se torna um pesquisador não remunerado e inventa uma fibra incrivelmente forte que repele a sujeira e nunca se desgasta. A partir desse tecido, é feito um terno que é branco brilhante, porque não pode absorver corante, além de ser ligeiramente luminoso porque inclui elementos radioativos.

Stratton é elogiado como um gênio até que a gerência e os sindicatos percebem a conseqüência de sua invenção: uma vez que os consumidores tenham comprado uma boa quantidade do tecido, a demanda vai cair verticalmente e colocar a indústria têxtil sem condições de sobrevivência. Preocupados, os gerentes tentam enganar e subornar Stratton para que ele assine os direitos de sua invenção, mas ele se recusa.

O climax se dá quando ele caminha pelas ruas, à noite, com seu terno branco brilhante, sendo perseguido por gerentes e empregados. À medida que a multidão avança, seu terno começa a cair aos pedaços. A multidão, percebendo a falha no processo, rasga pedaços de seu terno em triunfo, até que ele é deixado apenas com sua roupa interior. Apenas Daphne Birnley, a filha do dono do moinho, e Bertha, uma trabalhadora, têm simpatia por ele.

No dia seguinte, Stratton é demitido de seu trabalho e parte com a esperança de tentar novamente em outro lugar.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Alexander Mackendrick, a partir de um roteiro por ele escrito juntamente com Roger MacDougall e John Dighton, “O Homem de Terno Branco” é uma divertida comédia britânica produzida pela Ealing Studios Production e a J. Arthur Rank Organisation em 1951. Sua trama, baseada numa peça de MacDougall, é marcada por diálogos inteligentes, o que faz despertar o interesse do espectador.

Na direção, Mackendrick, demonstrando mais uma vez seu completo domínio da câmera, nos brinda com mais um belo trabalho. Na área técnica, merece ainda ser destacada a fotografia a cargo de Douglas Slocombe.

No elenco, Alec Guinness brilha no papel de Sidney Stratton, seguido pelas ótimas atuações de Cecil Parker, Michael Gough e Joan Greenwood.

CAA