Filmes por gênero

UMA AVENTURA NA NOITE (1946)

Somewhere in the night
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Quelque part dans la nuit (França)
Il bandito senza nome (Itália)
Solo en la noche (Espanha)
Irgendwo in der nacht (Alemanha)
Jagad i natten (Suécia)
Ergens in het duister (Holanda)
Et sted i mørket (Dinamarca)
Где-то в ночи (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Filme Noir, Crime, Drama
Direção: Joseph L. Mankiewicz
Roteiro: Joseph L. Mankiewicz, Howard Dimsdale
Produção: Anderson Lawler
Música Original: David Buttolph
Direção Musical: Emil Newman
Fotografia: Norbert Brodine
Direção de Arte: James Basevi, Maurice Ransford
Figurino: Kay Nelson
Maquiagem: Ben Nye
Efeitos Sonoros: Eugene Grossman, Harry M. Leonard
Efeitos Visuais: Fred Sersen
Nota: 8.2
Filme Assistido em: 1949

Elenco

John Hodiak George W. Taylor
Nancy Guild Christy Smith
Lloyd Nolan Tenente da Polícia Donald Kendall
Richard Conte Mel Phillips
Josephine Hutchinson Elizabeth Conroy
Fritz Kortner Anzelmo
Margo Woode Phyllis
Sheldon Leonard Sam
Houseley Stevenson Michael Conroy
Lou Nova Hubert
Whit Bissell John
Fred Aldrich Detetive da Polícia
John Russell Capitão da Marinha
Richard Benedict Sargento da Marinha
Philip Van Zandt Médico da Marinha
Jack Davis Dr. Grant
Clancy Cooper Tom, enfermeiro
Polly Rose Enfermeira
Paula Reid Enfermeira
Mary Currier Srta. Jones
Milton Kibbee Herman

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Depois de três anos, o soldado George W. Taylor volta da Segunda Guerra Mundial após ficar bastante ferido por uma explosão de granada. Como consequência, ele se acha com amnésia, mas prefere esconder isso dos médicos que lhe assistem.

Examinando suas cartas e documentos pessoais, ele toma conhecimento de que um amigo, chamado Larry Cravat, havia depositado cinco mil dólares para ele em um banco. Ao tentar sacar o dinheiro, no entanto, ele desconfia das atitudes dos atendentes e foge.

Pouco tempo depois, ao conseguir uma pista de uma boate em Los Angeles, que seria frequentada por Larry, George começa a ser perseguido por bandidos. Aos poucos, ele desvenda uma trama que envolve uma grande quantidade de dinheiro nazista enviada ilegalmente ao país e toma conhecimento de vários assassinatos que foram cometidos por pessoas que queriam roubar esse dinheiro. Ele descobre ainda que tanto ele quanto Larry são suspeitos da autoria desses crimes.

Em seu esforço para encontrar Larry, ele conhece a cantora de uma casa noturna, Christy Smith, com quem faz amizade. Depois que ele lhe conta sua história, ela lhe diz que sua melhor amiga era noiva de Larry e que, abandonada no altar por ele não ter comparecido, morreu ao atravessar uma rua.

Logo em seguida, o Sr. Mel Phillips, proprietário da casa noturna, chega com a notícia de que seu barman fora encontrado morto em um terreno baldio. Ao saber das intenções de George, ele diz que um policial amigo, o Tenente Donald Kendall, pode ajudá-lo. O tenente revela que Larry era um detetive particular e que, na época de seu desaparecimento, ele se encontrava com US$ 2.000.000 que haviam sido contrabandeados da Alemanha nazista.

Ao receber um bilhete anônimo, que o leva ao terminal marítimo, George encontra-se com Anzelmo e Phyllis. Na ocasião, Anzelmo o informa que Larry é procurado pela polícia por conta de um assassinato ocorrido três anos antes no cáis do porto. Em seguida, ele continua dizendo que pode conseguir provas que o inocentariam em troca de uma considerável quantia em dinheiro.

Horas depois, Christy comenta com Phillips que George foi ver Michael Conroy, uma testemunha do crime do cáis do porto, acrescentando que se acha doida por ele. Elizabeth, filha de Conroy, diz a George que seu pai sofreu um acidente há três anos e que, desde então, ele se acha internado no Sanatório Lambert.

Ao deixar Elizabeth, George quase é atropelado por um caminhão e, ao chegar ao Sanatório, encontra Conroy que acabara de ser apunhalado. Antes de morrer, no entanto, ele lhe diz que um dos criminosos deixou cair uma maleta que ele, Conroy, escondeu num determinado ponto do cáis.

Christy e George recuperam a maleta contendo US$ 2.000.000 e uma peça de vestuário com uma etiqueta indicando que a tal peça teria sido feita para Larry por George Taylor. Tal descoberta faz com que ele passe a acreditar que ele seja Larry e que, por conta de sua amnésia, teria assumido o nome de George. Christy duvida de sua teoria, mas quando ele lhe pede para ler a carta encontrada em sua carteira quando se achava hospitalizado, ela reconhece a letra de sua melhor amiga, aquela que foi noiva de Larry.

Os dois são surpreendidos por alguém que tenta matá-los, mas conseguem escapar e fazer com que a maleta seja entregue ao Tenente Kendall. Em seguida, eles procuram Anzelmo, ocasião em que George tenta convencê-lo, e à Phyllis, de que ele é Larry e que sua face ficou modificada por conta de ferimentos de guerra.

Phillips aparece e fica surpreso ao tomar conhecimento de que George é Larry. Quando Anzelmo tenta incriminar Phyllis no assassinato do cáis do porto, ela puxa uma arma, mas a situação é controlada por Phillips. Em seguida, este, juntamente com Christy e George, vão para a casa noturna, onde ele finalmente revela ser o assassino.

No final, na Delegacia de Polícia, o Tenente Kendall congratula-se com George por ter ajudado a solucionar o crime. Com seu passado restabelecido, ele e Christy deixam o local juntos.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Joseph L. Mankiewicz a partir de um roteiro por ele escrito, juntamente com Howard Dimsdale, “Uma Aventura na Noite” é um ótimo filme ‘noir’ produzido pela Twentieth Century Fox Film Corporation em 1946. Sua trama, baseada numa história de Marvin Borowsky, é marcada por uma boa dose de suspense.

Na direção, Mankiewicz impõe uma boa dose de tensão, notadamente na segunda parte do filme, beneficiada pela bela fotografia em preto e branco de Norbert Brodine.

No elenco, embora não se mostrem em seus melhores momentos, John Hodiak e Richard Conte se saem bem, seguidos pelas boas atuações de Fritz Kortner e Nancy Guild.

CAA