Filmes por gênero

A DÁLIA AZUL (1946)

The blue Dahlia
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Le Dahlia bleu (França)
La Dalia azzurra (Itália)
La dalia azul (Argentina, Espanha, México)
Die blaue dahlie (Alemanha, Austria)
Blå dahlian (Suécia)
Blekitna dalia (Polônia)
Mysteerio sininen dahlia (Finlândia)
Синий георгин (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Filme Noir, Suspense
Direção: George Marshall
Roteiro: Raymond Chandler
Produção: John Houseman
Música Original: Victor Young
Direção Musical: Victor Young
Fotografia: Lionel Lindon
Edição: Arthur P. Schmidt
Direção de Arte: Hans Dreier, Walter H. Tyler
Figurino: Edith Head
Maquiagem: Wally Westmore
Efeitos Sonoros: Joel Moss, Gene Merritt
Efeitos Especiais: Barney Wolff
Efeitos Visuais: Farciot Edouart
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1949

Elenco

Alan Ladd Johnny Morrison
Veronica Lake Joyce Harwood
William Bendix Buzz Wanchek
Howard Da Silva Eddie Harwood
Doris Dowling Helen Morrison
Tom Powers Capitão Hendrickson
Hugh Beaumont George Copeland
Howard Freeman Corelli, operador do Motel
Don Costello Leo
Will Wright 'Dad' Newell
Walter Sande Heath, gângster
Mae Busch Jenny, a empregada
George Barton Motorista de táxi
Charles Anthony Hughes Detetive Tenente Lloyd
Harry Hayden Sr. Hughes
James Millican Fotógrafo
George Sorel Paul
Dick Winslow Dick, pianista
Douglas Carter Motorista de Ônibus
Carmen Clifford Carmen
Nina Borget Garçonete mexicana
Charles Mayon Charlie

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Roteiro Original (Raymond Chandler)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Três oficiais da marinha dos Estados Unidos, Johnny Morrison, Buzz Wanchek e George Copeland, retornam da guerra e se dirigem à Hollywood, na Califórnia. Todos os três voaram juntos no Pacífico Sul como membros de uma mesma tripulação. Enquanto George e Buzz decidem morar juntos, Johnny surpreende sua esposa Helen em seu antigo apartamento, que é observado por um detetive, Newell. Johnny descobre que Helen está tendo um caso com Eddie Harwood, proprietário da Boate Blue Dahlia, na Sunset Strip.

Bêbada, Helen confessa para Johnny que seu filho Dickie, que ele acreditava ter morrido de difteria, na verdade morreu em um acidente de carro ocorrido porque ela estava dirigindo embriagada. Newell vê Johnny e Helen discutindo. Mais tarde, Johnny aponta uma arma para Helen, mas termina indo embora. Ela fala para Buzz sobre a briga que tivera com o marido.    
 
Johnny e Joyce Harwood, que se acha separada de Eddie, encontram-se sob uma forte chuva e, sem revelarem seus nomes, passam a noite em quartos separados de uma pousada em Malibu. Na manhã seguinte, após o café, ele decide dar uma nova chance a seu casamento. Pouco depois, no entanto, ouve uma rádio anunciar que Helen foi assassinada e que ele é um dos suspeitos. A polícia ouve os depoimentos de Newell, Harwood, Buzz e George.

Depois que Johnny dá entrada em um hotel barato com outro nome, Corelli, o gerente, descobre uma foto dele com Dick e tenta chantageá-lo. Johnny bate em Corelli e descobre que, no verso da foto, Helen havia revelado que Eddie é, na verdade, Bauer, um assassino procurado em New Jersey. Enquanto isso, Corelli vende informações sobre a identidade de Johnny a um gângster, chamado Leo, que o sequestra.

Johnny escapa dos capangas de Leo quando Eddie chega e o obriga a admitir que, quinze anos antes, estava envolvido no tiroteio de um mensageiro do banco. Leo tenta atirar em Johnny, mas termina ferindo Eddie. Johnny consegue fugir para o Blue Dahlia, onde a polícia está tentando forçar um confuso Buzz a admitir que matou Helen.

Ao entrar na boate, Johnny sugere à Joyce que aumente o volume da música. Por outro lado, ao concluir que Buzz é inocente em relação ao assassinato de Helen, o Capitão Hendrickson confronta Newell com a acusação de que ele tentou chantagear Helen sobre seu caso, e quando ela reagiu, foi por ele morta. Newell tenta escapar, mas é baleado por Hendrickson.

Mais tarde, Buzz e George decidem sair para beberem alguma coisa, deixando Johnny e Joyce juntos.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta George Marshall, a partir de um roteiro escrito por Raymond Chandler, “A Dália Azul” é um bom filme noir produzido pela Paramount Pictures em 1946.

Na direção, Marshall realiza um bom trabalho, no que é ajudado pelo excelente roteiro escrito por Chandler. A fotografia em preto e branco, a cargo de Lionel Lindon, é outro ponto que merece elogios.

No elenco, embora não se mostrem em seus melhores momentos, Alan Ladd e Veronica Lake se saem bem, seguidos pelas boas atuações de William Bendix e Howard Da Silva.

CAA