Filmes por gênero

AS TRÊS NOITES DE EVA (1941)

The lady Eve
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Un coeur pris au piège (França)
Lady Eva (Itália)
Las tres noches de Eva (Espanha, México, Argentina)
Die Falschspielerin (Alemanha, Austria)
Kvinnan Eva (Suécia)
En moderne Eva (Dinamarca)
Nainen Eeva (Finlândia)
Леди Ева (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia Romântica
Direção: Preston Sturges
Roteiro: Preston Sturges
Produção: Paul Jones
Música Original: Charles Bradshaw, Sigmund Krumgold e outros
Direção Musical: Sigmund Krumgold
Fotografia: Victor Milner
Edição: Stuart Gilmore
Direção de Arte: Hans Dreier, Ernst Fegté
Figurino: Edith Head
Maquiagem: Wally Westmore
Efeitos Sonoros: Harry Lindgren, Don Johnson
Nota: 8.6
Filme Assistido em: 1949

Elenco

Barbara Stanwyck Jean Harrington
Henry Fonda Charles Pike
Charles Coburn 'Coronel' Harrington
Eugene Pallette Horace Pike
William Demarest Muggsy
Eric Blore Sir Alfred McGlennan Keith
Melville Cooper Gerald
Martha O'Driscoll Martha
Janet Beecher Janet Pike
Robert Greig Burrows
Dora Clement Gertrude
Luis Alberni Emile, chefe de Pike
Robert Warwick Passageiro
Eddie Hall Motorista
Bess Flowers Convidada na festa
Torben Meyer Sr. Clink
Arthur Hoyt Advogado
Harry A. Bailey Advogado
Ambrose Barker Mac
Ray Flynn Advogado
Jack W. Johnston Advogado

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor História Original (Monckton Hoffe)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Herdeiro de uma fortuna, o ofiólogo Charles Pike retorna da Amazônia, onde passara um ano em pesquisas, acompanhado de seu camareiro Muggsy. A bordo do navio, ele conhece a bela Jean Harrington. Ambos se apaixonam, porém Charles a rejeita após descobrir que ela não passa de uma vigarista que vive às custas dos golpes aplicados.

Quando desembarcam em Nova Iorque, uma rancorosa Jean prepara a vingança: com o auxílio de outro vigarista, Pearly, que se apresenta como Sir Alfred McGlennan Keith,  ela finge ser a aristocrática Lady Eve Sidwich, sua sobrinha inglesa. Ao vê-la, Charles fica impressionado com a semelhança entre ela e Jean, e, apesar de Muggsy tentar abrir-lhe os olhos, ele acaba por perder-se de amores e a pede em casamento. Na noite de núpcias, ela confidencia a Charles que teve um passado tórrido, com vários amantes. Horrorizado, ele foge.

Consumada a vingança, Jean / Lady Eve descobre que ainda ama o marido. Agora, precisa reconquistá-lo e, para isso, compra uma passagem no mesmo navio em que Charles vai estar. Quando a vê novamente na pele de Jean, Charles, que pensa tratar-se de pessoas diferentes, declara-se a ela e, quando procura explicar-lhe que é um homem casado, ela lhe assegura que também é casada.

imagem

Comentários

Escrita e dirigida pelo cineasta Preston Sturges, “As Três Noites de Eva” é uma deliciosa e cativante comédia romântica produzida pela Paramount Pictures em 1941.

A direção de Sturges é consistentemente boa, apresentando um ótimo ritmo do início ao fim. Os diálogos são inteligentes, dentro de um roteiro muito bem estruturado. Merece ainda ser destacada a bela fotografia a cargo de Victor Milner.

No elenco, o maior destaque é, sem dúvida alguma, Barbara Stanwyck, que nos brinda com uma excelente atuação, seguida por Henry Fonda. Os melhores momentos do filme pertencem a ela.

Enfim, “As Três Noites de Eva” é um filme imperdível.

CAA