Filmes por gênero

ROTA SANGRENTA (1955)

Blood Alley
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Aldeia em fuga (Portugal)
L'Allée sanglante (França)
Oceano rosso (Itália)
Callejón sangriento (Espanha)
Der gelbe strom (Austria, Alemanha)
Det blodiga sundet (Suécia)
Chinski szlak (Polônia)
Det blodige sund (Dinamarca)
Кровавая аллея (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Ação, Aventura
Direção: William A. Wellman
Roteiro: Albert Sidney Fleischman
Produção: John Wayne
Design Produção: Alfred Ybarra
Música Original: Roy Webb
Fotografia: William H. Clothier
Edição: Fred MacDowell
Figurino: Gwen Wakeling
Guarda-Roupa: Carl Walker
Maquiagem: Web Overlander, Norman Pringle
Efeitos Sonoros: Earl Crain Sr.
Efeitos Especiais: Daniel Hays
Nota: 7.5
Filme Assistido em: 1957

Elenco

John Wayne Capitão Tom Wilder
Lauren Bacall Cathy Grainger
Paul Fix Sr. Tso
Berry Kroeger Feng
W.T. Chang Sr. Han
Anita Ekberg Wei Ling
Mike Mazurki Big Han
Joy Kim Susu, empregada de Cathy
George Chan Sr. Sing
Henry Nakamura Tack, engenheiro
Lowell Gilmore Oficial britânico
Victor Sen Yung Cabo Wang
Chester Gan Comandante do Ferry Boat
Eddie Luke Sobrinho de Feng
Walter Soo Hoo Sobrinho de Feng
James Hong Soldado comunista

Indicações

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Revelação Feminina (Anita Ekberg)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em uma cela de prisão da China comunista, o capitão Tom Wilder se manteve saudável por dois anos falando com uma mulher imaginária que ele chama "Baby". Quando lhe é oferecido um meio de escapar, ele aceita a oferta e um nativo, Big Han, o leva em um barco até a pequena aldeia de Chiku Shan, onde ele é acolhido na casa de uma americana, Cathy Grainger. Os comunistas, que necessitam do conhecimento médico ocidental, detiveram o pai dela, um médico que veio para o país, vários anos antes. Tom se encontra com os anciãos da aldeia, liderados pelo Sr. Tso, que explica que um grupo de pessoas passou um ano planejando uma fuga para Hong Kong.

Na ocasião, Tom descobre que 180 moradores financiaram o suborno pago pela sua fuga, porque eles precisam de um experiente piloto para levar um barco através das trezentas milhas do Estreito de Formosa, conhecidas como "Blood Alley". Para a viagem, eles planejam roubar um barco antiquado, que está sendo usado como um ferryboat. Inicialmente, terão que fugir de um barco de patrulha e, em seguida, navegar à noite através da neblina para iludir canhoneiras chinesas localizadas no Estreito. Embora os aldeões trabalhem cuidadosamente todos os detalhes da fuga, há outros problemas. Como uma família da aldeia, chefiada pelo ardente colaborador comunista, o velho Feng, não está a par dos planos, ela seria considerada culpada e executada pelo desaparecimento do resto dos aldeões e, por consequência, seus membros terão que ser raptados e levados contra sua vontade.

Inicialmente, Tom considera o esquema proposto impossível de ter êxito, mas depois de pensar melhor, se mostra intrigado com o desafio de libertar os aldeões do comunismo. Quando soldados procuram pelo capitão, o Sr. Tso o esconde em um caixão. Ao se lembrar de um mapa por ele desenhado de memória, que deixou na casa de Cathy e, temendo que o mesmo possa alertar os soldados para o plano de fuga, ele vai até lá, onde mata um policial que está tentando estuprá-la. Emocionada, Cathy lhe agradece e admite que poderia ter sentimentos para com ele. Embora sinta-se fisicamente atraído por ela, ele lhe diz para não agir como uma criança. Mais tarde, sem conhecimento de Cathy, sua criada, Susu, sugere a Tom que sua patroa seria uma boa esposa.

Como parte do plano de fuga, Tack, sobrinho do Sr. Tso educado na América e engenheiro-chefe do ferryboat, intencionalmente arruína a caldeira do antiquado barco, a fim de que as autoridades instalem uma nova. Na véspera do dia em que planejam roubar o barco a vapor, o Sr. Tso informa que Dr. Grainger havia sido condenado à morte após o falecimento de um de seus pacientes. Na ocasião, ele pede que Tom avise Cathy, mas ele se mostra indeciso.

No dia seguinte, Tom, Tack e Big Han usam bombas de fumaça e uma réplica da chaminé do barco a vapor para criar a ilusão de que o mesmo foi destruído em um incêndio. Em seguida, Tom leva o barco até a aldeia onde, após ser carregado, as pessoas embarcam. Quando Cathy insiste em ficar para trás com seu pai, Tom lhe dá um tapa e lhe diz que ele foi assassinado. Em seguida, eles atraem um barco de patrulha para uma armadilha e iniciam sua viagem. Ao entrarem no Estreito, eles encontram várias canhoneiras chinesas, mas os marinheiros riem do barco antiquado e o deixam passar. Embora Tom sinta dificuldade em resistir à Cathy, ele discute quando ela fala de seus planos de desembarcar na Baía de Honghn para confirmar a morte do pai.

Depois que os aldeões descobrem que membros da família Feng envenenaram a comida, o alimento contaminado é descartado e Tom dá ordens estritas de racionamento. Além disso, a água fresca e lenha para a caldeira precisam igualmente ser controladas. Durante uma tempestade, um dos Fengs ataca Tom em sua cabine. Na luta que se segue, Tom nocauteia seu agressor, mas sofre várias contusões. Cathy cuida de seus ferimentos e, na manhã seguinte, declara que o ama. Tom responde grosseiramente que, em Hong Kong, não vai querer que ela fique ao seu redor.

Na Baía de Honghn, os viajantes reúnem madeira das ruínas de navios naufragados, juntamente com água doce e peixes. Quando eles estão prontos para partir, Tom expulsa os Fengs, mas depois lhes oferece uma escolha entre continuar a viagem ou permanecer ao lado do velho Feng, um criador de casos que tem instigado a desordem a bordo. A família, por unanimidade, decide abandonar o velho, que é morto quando canhoneiras inesperadamente os atacam. Após resgatar Cathy, que confirmou a morte do pai, Tom escapa das canhoneiras ao esconder o barco em água rasa, desligado e coberto de folhagem. Na noite seguinte, após levar o barco para o porto de Hong Kong, Tom diz adeus à “Baby” e confessa à Cathy que a quer ao seu lado.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta William A. Wellman, a partir de um roteiro escrito por Albert Sidney Fleischman, “Rota Sangrenta” é um filme norte-americano produzido pelas empresas Warner Bros. Pictures  e  Batjac Production em 1955. Sua trama, baseada num livro de Albert Fleischman, é marcada por momentos de humor e drama, intercalados com sequências de ação espetaculares.

Embora não possa ser considerado entre os melhores filmes de Wellman, “Rota Sangrenta” não deixa de ser interessante. Rodado em CinemaScope, merece ainda ser destacada a bela fotografia de William Clothier. No elenco, com atuações bastante convincentes, destacam-se John Wayne e Paul Fix, seguidos por Anita Ekberg e Lauren Bacall.

CAA