Filmes por gênero

SÓCIOS NO AMOR (1933)

Design for living
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Uma mulher para dois (Portugal)
Sérénade à trois (França)
Una mujer para dos (Espanha)
Partita a quattro (Itália)
Serenade zu dritt (Alemanha)
Oss gentlemän emellan (Suécia)
Sztuka zycia (Polônia)
Meidän herrojen kesken (Finlândia)
Серенада трех сердец (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia Romântica
Direção: Ernst Lubitsch
Roteiro: Ben Hecht
Produção: Ernst Lubitsch
Música Original: John Leipold
Direção Musical: Nat W. Finston
Fotografia: Victor Milner
Edição: Frances Marsh
Direção de Arte: Hans Dreier
Figurino: Travis Banton
Efeitos Sonoros: M.M. Paggi
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1951

Elenco

Fredric March Thomas B. 'Tom' Chambers
Gary Cooper George Curtis
Miriam Hopkins Gilda Farrell
Edward Everett Horton Max Plunkett
Franklin Pangborn Sr. Douglas, produtor teatral
Isabel Jewell Estenógrafa de Plunkett
Jane Darwell Empregada de Curtis
Mary Gordon Empregada do teatro
Adrienne D'Ambricourt Proprietária do Café
Wyndham Standing Mordomo de Max
Nora Cecil Secretária de Tom
Harry Dunkinson Sr. Egelbauer
Helena Phillips Evans Sra. Egelbauer
Armand Kaliz Sr. Burton
Mrs. Treboal Senhoria de Gilda
Rolfe Sedan Vendedor de camas
Olaf Hytten Inglês no trem
Emile Chautard Condutor do trem

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

O dramaturgo Thomas B. Chambers e o artista plástico George Curtis dividem um apartamento no boêmio bairro de Paris. Quando conhecem Gilda, outra americana que mora na cidade e trabalha para o agente de publicidade Max Plunkett, eles se apaixonam por ela. Gilda, contudo, não consegue decidir-se por nenhum deles e lhes propõe morar com ambos, numa relação puramente platônica, em que ela seria apenas uma amiga e crítica.

Todavia, quando Tom vai à Londres por cinco semanas para cuidar da encenação de uma de suas peças, George e Gilda tornam-se amantes. Alertado por Max, o empresário e patrão de Gilda, Tom retorna à capital francesa e descobre que o casal mudou-se para uma cobertura.

Quando George vai à Nice pintar um retrato, Tom e Gilda envolvem-se romanticamente. O choque entre os dois amigos é inevitável e Gilda, cansada de tudo aquilo, resolve aceitar a proposta de casamento de Max. Porém, ela logo descobre que ele é mortalmente tedioso e se recusa a consumar o matrimônio.

Para sua alegria, Tom e George invadem uma das festas patrocinadas por seu marido e se escondem em seu quarto. Ao descobrir os três conversando em sua cama, Max a ameaça com um divórcio. Prontamente, Gilda deixa-o e volta para Paris com os dois amigos, onde retomam seu singular relacionamento.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Ernst Lubitsch, a partir de um roteiro escrito por Ben Hecht, “Sócios no Amor” é uma ótima comédia romântica baseada numa peça de Noël Coward e produzida pela Twentieth Century Fox Film Corporation em 1933. Sua trama aborda, de maneira leve, temas como paixão, ciúme, relação platônica, espírito livre, coabitação.

Na direção, Lubitsch realiza um belo trabalho, no que é ajudado pela ótima fotografia em preto e branco a cargo de Victor Milner.

No elenco, Miriam Hopkins brilha no papel de Gilda Farrell, seguida pelas ótimas atuações de Fredric March e Gary Cooper.

CAA