Filmes por gênero

A PISCINA (1969)

La piscine
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: The sinners (Reino Unido)
The swimming pool (Estados Unidos)
La piscina (Espanha, Itália, México, Argentina)
Der swimmingpool (Alemanha)
Bassängen (Suécia)
A medence (Hungria)
Vaarallinen loma (Finlândia)
Basen (Polônia)
Pais: França, Itália
Gênero: Drama, Crime
Direção: Jacques Deray
Roteiro: Jean-Claude Carrière, Jacques Deray
Produção: Gérard Beytout
Design Produção: Paul Laffargue
Música Original: Michel Legrand
Fotografia: Jean-Jacques Tarbès
Edição: Paul Cayatte
Figurino: André Courrèges
Maquiagem: Fernande Hugi
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 1971

Elenco

Alain Delon Jean-Paul Leroy
Romy Schneider Marianne
Maurice Ronet Harry Lannier
Jane Birkin Pénélope Lannier
Paul Crauchet Inspetor Lévêque
Steve Eckhardt Fred
Maddly Bamy Mulata que dança
Suzie Jaspard Emilie
Thierry Chabert Amigo
Stéphanie Fugain Amiga

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Jean-Paul Leroy, agente publicitário, e Marianne, vivem felizes há dois anos e meio. Passando as férias de verão em uma magnífica Vila de Saint-Tropez, eles adoram se amar à beira de uma piscina sob o sol da Côte d’Azur.

Harry Lannier, amigo de Jean-Paul e antigo amante de Marianne, os informa que, juntamente com sua filha Pénélope de 18 anos, está saindo de Paris para lhes fazer uma visita. Quando eles chegam à Vila, Marianne os convida para ficarem por alguns dias, o que não agrada nada a Jean-Paul. Juntos, eles fazem um passeio de carro, mas Jean-Paul lamenta por ter sua intimidade destruída.

À noite, Harry vai à cidade e volta em seguida com um grupo de festeiros. Jean-Paul se vê assim obrigado a concordar com uma festa que lhe é imposta. Ao ver Marianne dançar ostensivamente com Harry, Jean-Paul se aproxima de Pénélope, que se sente completamente deslocada na festa.

Na manhã seguinte, todos os quatro se encontram mais ou menos insatisfeitos. Marianne preocupa-se com o relacionamento nascente entre o marido e Pénélope. Por outro lado, quando ela decide sair de carro com Harry, provoca um certo ciúme em Jean-Paul. Enquanto se acham sozinhos, Pénélope comenta que não ama o pai, que ele a obriga a se passar por sua amante como uma forma de se sentir mais jovem. Ela comenta ainda que seu pai declara ter cedido Marianne para ele, mas que poderá tê-la de volta quando assim o desejar.

Enquanto Harry e Marianne fazem compras juntos, Jean-Paul e Pénélope passam longos momentos à beira-mar.

Ao se aproximar o dia de sua volta para Paris, Harry decide fazer uma visita a um amigo. Em casa, Marianne faz uma cena por acreditar que o marido se acha apaixonado pela jovem Pénélope. Harry retorna à Vila meio embriagado, tarde da noite. Jean-Paul, que se afastara da bebida há algum tempo, volta a beber em companhia dele. Este o chama de uma pessoa frustrada e o repreende por tentar se vingar dele ao procurar seduzir sua filha. Num determinado momento, tenta dar um soco em Jean-Paul, mas perde o equilíbrio e termina caindo na piscina. Ao invés de ajudá-lo a sair da piscina, Jean-Paul mantém a cabeça dele debaixo d’água até constatar sua morte por afogamento. Em seguida, manobra para que a morte de Harry seja vista como acidental.

O Inspetor Lévèque, de Marseille, chega para investigar o caso. Marianne ajuda o marido a se desfazer das provas do crime. Embora, com sua experiência, descubra a verdade, Lévèque não pode fazer nada contra Jean-Paul por falta de provas concretas.

Depois de conduzirem Pénélope ao aeroporto, Jean-Paul coloca suas malas no carro e espera que Marianne faça o mesmo, já que as férias de verão acabaram. No entanto, ela prefere tomar um trem. Quando ela procura pedir um taxi por telefone, Jean-Paul interrompe a ligação e os dois se abraçam, como um sinal de que decidiram viver juntos o inferno que se abateu sobre eles.

imagem imagem imagem imagem imagem imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta francês Jacques Deray, “A Piscina” é um fascinante filme do final dos anos 1960. Sua trama tem início com um jovem casal aproveitando a vida em uma magnífica Vila de Saint-Tropez. Logo a seguir, no entanto, com a chegada de um antigo amante da mulher, acompanhado de sua filha, o ambiente até então marcado por muito amor e sensualidade se transforma numa atmosfera onde a inveja e o sadismo vão provocar uma série de situações extremamente tensas, culminando com uma tragédia.

Na direção, Deray realiza um bom trabalho, embora peque um pouco por falta de um melhor ritmo. No elenco, todos os quatro principais atores se saem muito bem, com destaque para a dupla Alain Delon/Romy Schneider, duas lendas do cinema da época.

CAA