Filmes por gênero

VICKY CRISTINA BARCELONA (2008)

Vicky Cristina Barcelona
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Pais: Espanha, Estados Unidos
Gênero: Melodrama
Direção: Woody Allen
Roteiro: Woody Allen
Produção: Letty Aronson, Stephen Tenenbaum, Gareth Wiley
Design Produção: Alain Bainée
Fotografia: Javier Aguirresarobe
Edição: Alisa Lepselter
Direção de Arte: Iñigo Navarro
Figurino: Sonia Grande
Guarda-Roupa: Michael Adkins, Macarena García, Fran Cruz
Maquiagem: Ana Lozano, Eva Quilez
Efeitos Sonoros: Joe White, Lee Dichter, Peter Glossop e outros
Efeitos Visuais: Randall Balsmeyer, Adrienne Winterhalter
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 2008

Elenco

Rebecca Hall Vicky
Scarlett Johansson Cristina
Javier Bardem Juan Antonio
Penélope Cruz Maria Elena
Chris Messina Doug
Patricia Clarkson Judy Nash
Kevin Dunn Mark Nash
Julio Perillán Charles
Manel Barceló Médico
Josep Maria Domènech Julio Josep
Pablo Schreiber Ben
Carrie Preston Sally
Zak Orth Adam
Abel Folk Jay
Sílvia Sabaté Amiga de Juan Antonio
Jaume Montané Amigo de Juan Antonio
Lloll Bertran Amiga de Juan Antonio

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante (Penélope Cruz)

Grande Prêmio Brasileiro de Cinema, Brasil

Prêmio do Público de Melhor Filme Estrangeiro

Prêmio de Melhor Longa-Metragem Estrangeiro

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme - Musical ou Comédia

Prêmios Goya - Academia Espanhola, Espanha

Goya de Melhor Atriz Coadjuvante (Penélope Cruz)

Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles, EUA

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Penélope Cruz)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Penélope Cruz)

Indicações

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Atriz em um Musical ou Comédia (Rebecca Hall )

Prêmio de Melhor Ator em um Musical ou Comédia (Javier Bardem)

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Penélope Cruz)

Prêmios Bodil - Copenhague, Dinamarca

Bodil de Melhor Filme Americano (Woody Allen)

Círculo de Críticos de Cinema de Londres, Inglaterra

Prêmio Atriz do Ano (Penélope Cruz)

Prêmio Atriz Britânica do Ano (Rebecca Hall )

Festival Robert de Copenhague, Dinamarca

Robert de Melhor Filme Americano (Woody Allen)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Vicky e Cristina visitam Barcelona no verão, onde se hospedam na casa de uma parenta de Vicky, Judy, e de seu marido, Mark. Um narrador, presente ao longo do filme, descreve as duas amigas:
•    Vicky é prática em sua abordagem para amor e se acha comprometida com Doug. Ela foi à Barcelona para fazer pesquisas para seu mestrado sobre a Identidade Catalã, um projeto gerado por seu amor às obras de Gaudi, além de ser movida pela guitarra espanhola.
•    Cristina, por outro lado, é espontânea e não tem certeza do que quer na vida. Ela acaba de sair de um relacionamento e quer superar esse evento com a produção de um filme de 12 minutos sobre o amor.

Durante uma exposição de arte, elas observam a presença do artista Juan Antonio. Cristina sente-se imediatamente impressionada com ele e, logo depois, intrigada, quando Judy e Mark comentam que ele tinha uma relação violenta com sua ex-esposa, Maria Elena. Mais tarde, naquela noite, as duas o observam num restaurante. Ele e Cristina trocam olhares e, em seguida, ele se aproxima da mesa onde elas se encontram, pergunta qual é a cor dos olhos de Cristina e, de repente, convida as duas para acompanhá-lo até Oviedo, onde poderão degustar um bom vinho e, eventualmente, fazer amor. Cristina aceita imediatamente o convite, enquanto Vicky o recusa. Entretanto, face à insistência da amiga, ela termina convencida e, finalmente, os três viajam no avião particular de Juan Antonio para Oviedo, durante uma tempestade.

Ao chegarem lá, depois de alguns passeios e uma boa dose de vinho, Juan Antonio convida as duas mulheres para o seu quarto. Enquanto Vicky recusa-se a dormir com ele, Cristina concorda, mas de repente adoece com uma úlcera e intoxicação alimentar. Face ao ocorrido, Vicky e Juan Antonio são compelidos a fazerem vários passeios juntos. Durante os mesmos, ele lhe fala sobre sua ex-mulher e seu relacionamento apaixonado e, ao mesmo tempo, violento. Finalmente, depois de um jantar regado a vinho, e de um concerto de guitarra num parque, Vicky termina sucumbindo aos encantos de Juan e os dois fazem amor.

No dia seguinte, os três voltam para Barcelona. Sentindo-se culpada, Vicky não fala nada do ocorrido para Cristina e as duas se separam, a primeira dedicando-se às pesquisas para seu mestrado, enquanto a segunda se volta para a fotografia e a poesia. Juan Antonio procura Cristina e os dois começam a se encontrar. Enquanto isso, Doug sugere à Vicky que eles se casem na Espanha, em uma cerimônia civil, assegurando-lhe ainda que o evento terá lugar conforme previsto nos Estados Unidos. Ela concorda, com algumas dúvidas, e ele voa de Nova York diretamente para Barcelona.

Cristina e Juan Antonio ficam mais próximos e ela aceita morar com ele. Certa noite, Juan Antonio recebe um telefonema através do qual toma conhecimento de que Maria Elena tentou suicidar-se. Percebendo que sua ex-mulher não tem para onde ir, ele a convida para voltar a morar em sua casa, onde ela se instala no quarto de hóspedes. Embora inicialmente desconfiada de Cristina, Maria Elena desenvolve uma certa simpatia por ela, a ponto de passar a incentivá-la na arte da fotografia.

Cristina logo percebe que os ex-cônjuges ainda se acham apaixonados, e Maria Elena confessa que o relacionamento deles era ainda instável porque acreditavam que algo ainda estava faltando, um elemento misterioso que nenhum deles conseguiu até agora descobrir. Maria Elena sugere que o elo perdido é, de fato, Cristina, e que eles devem formar um triângulo sexual consensual, com Cristina começando a fazer amor com Maria Elena. Cristina fala para Vicky sobre o ocorrido, deixando-a enciumada por conta da liberdade da amiga. Na realidade, ela percebe que está insatisfeita com sua vida conjugal e que ainda se sente atraída por Juan Antonio.

Ao descobrir que Judy está traindo Mark, Vicky não entende por que ela não se separa do marido. Entretanto, pensando bem, entende por que ela não pode deixar o marido e confia na mulher mais velha. Por outro lado, Judy vê Vicky como uma versão mais jovem de si mesma, o que a leva a agir para que ela e Juan Antonio fiquem juntos. Enquanto isso, Cristina percebe que não pode viver em um ‘ménage à trois’ a longo prazo e anuncia que está deixando Juan Antonio e Maria Elena. Esta não recebe bem o anúncio da separação de Cristina e termina entrando em depressão. Por outro lado, precisando afastar-se por algum tempo, Cristina embarca para a França onde pretende passar a última semana do verão. Como consequência, Juan Antonio e Maria Elena se separam mais uma vez.

Em uma última tentativa para juntar Juan Antonio e Vicky, Judy maneja para que os dois se encontrem numa festa. Na ocasião, Juan Antonio implora-lhe para que se encontrem no dia seguinte, seu último dia na Espanha. Depois de mentir para o marido, Vicky vai à casa do artista para o almoço. Juan Antonio tenta seduzi-la, novamente, quando Maria Elena entra com uma arma e começa a disparar descontroladamente. Ele consegue desarmá-la, mas a arma dispara acidentalmente, ferindo Vicky no pulso. Esta grita com os dois, chamando-os de insanos e dizendo-lhes que jamais conseguiria viver daquela forma.

Quando Cristina volta da França, Vicky conta-lhe tudo o que ocorreu durante sua ausência, fatos que nunca chegaram aos ouvidos de Doug. Os três regressam aos Estados Unidos, onde Vicky escolhe viver como antes, enquanto Cristina decide continuar sem quaisquer planos para sua vida.

imagem imagem imagem

Comentários

Escrito e dirigido por Woody Allen, “Vicky Cristina Barcelona” é mais um bom filme deste grande cineasta americano, embora não se enquadre entre os seus melhores, tais como, “Noivo Neurótico, Noiva Nervosa”, de 1977, “Hannah e suas Irmãs”, de 1986, “Crimes e Pecados”, de 1989, entre outros. Sua trama gira em torno de duas turistas americanas que passam dois meses de férias em Barcelona.

Além do belo trabalho realizado por Woody Allen, merecem atenção sua ótima trilha sonora recheada de músicas tipicamente espanholas, bem como, sua excelente fotografia, assinada por Javier Aguirreesarobe, que nos mostra a beleza da cidade, com destaque para a arquitetura catalã, incluindo algumas obras- primas de Gaudi.

O elenco, como um todo, apresenta-se muito bem, com destaques para as atuações de Penélope Cruz, Rebecca Hall e Javier Bardem.

CAA