Filmes por gênero

TERRÍVEL COMO O INFERNO (1955)

To hell and back
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: O regresso do Inferno (Portugal)
L'enfer des hommes (França, Bélgica, Canadá)
All'inferno e ritorno (Itália)
Regreso del infierno (Espanha)
Zur Hölle und zurück (Alemanha)
Åter från helvetet (Suécia)
Terug uit de Hel (Holanda)
Helvede retur (Dinamarca)
В ад и назад (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: 2ª Guerra Mundial, Biográfico, Drama
Direção: Jesse Hibbs
Roteiro: Gil Doud, Audie Murphy
Produção: Aaron Rosenberg
Música Original: Irving Gertz, Henry Mancini
Direção Musical: Joseph Gershenson
Fotografia: Maury Gertsman
Edição: Edward Curtiss
Direção de Arte: Robert Clatworthy, Alexander Golitzen
Maquiagem: Bud Westmor
Efeitos Sonoros: John A. Bolger Jr., Leslie I. Carey
Efeitos Visuais: Jerry Pooler
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1957

Elenco

Audie Murphy Audie Murphy
Marshall Thompson Johnson
Charles Drake Brandon
Jack Kelly Kerrigan
Richard Castle Kovak
Gregg Palmer Tenente Manning
David Janssen Tenente Lee
Rand Brooks Tenente Harris
Anthony Garcen Tenente Burns
Bruce Cowling Capitão Marks
Paul Langton Coronel Howe
Henry Kulky Sargento Stack
Paul Picerni Valentino
Art Aragon Sanchez
Rankin Mansfield Dr. Snyder
Susan Kohner Maria
Nan Boardman Mãe de Maria
Mary Field Sra. Murphy
Gordon Gebert Audie, quando garoto
Jimmy Baird Preston Murphy, mais velho
Felix Noriego Swope
Denver Pyle Thompson
Brett Halsey Saunders
Anabel Shaw Helen
Julian Upton Steiner
Walter Bedell Smith Ele próprio
John Bryant Jim Houston
Howard Wright Sr. Ben Houston
Maria Costi Julia
Madge Meredith Corinne
Didi Ramati Carla

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em 1937, no nordeste do Texas, depois que seu pai abandona a família, o jovem de doze anos, Audie Murphy, passa a sustentar sua mãe doente e seus sete irmãos mais novos, desistindo da escola e trabalhando para um fazendeiro vizinho. Quatro anos mais tarde, quando Pearl Harbor é atacada, sua mãe morre e ele se vê forçado a colocar seus irmãos em um orfanato. Desesperado para levantar dinheiro suficiente para apoiá-los, depois de ser rejeitado pelos fuzileiros navais, ele entra para o exército e embarca com um pelotão da infantaria para Casablanca, no norte da África. Embora seu superior, o Tenente Manning, inicialmente o ache muito novo, ele é aceito pelo grupo liderado por Brandon.

Certa noite, em um bar barulhento, ao ouvirem por um rádio que os aliados ganharam as batalhas na África, eles esperam ser enviados de volta para casa, mas são transferidos para a Sicília. Os aliados tomam a ilha em trinta e oito dias, durante os quais a liderança demonstrada por Audie o leva a ser promovido a cabo, uma honra que faz com que seus amigos, ansiosos por evitar responsabilidade, passem a implicar com ele. Certa noite, quando Audie ouve Brandon falar de sua ex-mulher e dos filhos que abandonara, embora agora esteja extremamente arrependido, ele se lembra de seu pai e incita seu amigo a se reconciliar com a família.

Certo dia, ao receber ordens para liderar uma perigosa missão, a fim de desviar a atenção da chegada de novas tropas, Audie, com o intuito de proteger Brandon, o deixa para trás e se sai admiravelmente bem. Pela manhã, no entanto, o batalhão é atacado, Manning é ferido e um sargento é morto. Audie se encarrega dos homens, mas é obrigado a permanecer na posição, como isca, uma missão em que poucos sobrevivem. Nos meses que se seguem, os homens participam de batalhas difíceis, enfrentando pesadas chuvas e os deixando exaustos. Finalmente, Manning retorna à unidade com notícias da promoção de Audie, a sargento, e duas semanas de folga em Nápoles para ele e seus amigos. Na cidade, o soldado Kovak recusa-se a farrear, depois de ver os pobres órfãos italianos. Johnson segue com uma garota para a casa dela, apenas para falar sem parar sobre sua namorada americana, e Kerrigan é seduzido por uma bela mulher, mas tem suas botas roubadas. Audie, entretanto, impressiona uma jovem local, Maria, ao oferecer chocolate aos irmãos dela, e ela o convida para jantar. Ao ocorrer um ataque aéreo, sua família se protege em um abrigo, enquanto ela e Audie se beijam na cozinha.

Terminada a folga, a unidade recebe ordens para atacar uma casa de fazenda que serve como um quartel-general inimigo. Durante o combate, um franco-atirador pega Manning e Kovak, mas Audie, corajosamente, o mata. Depois que capturam a casa, quando tanques italianos se aproximam do local, eles passam suas coordenadas para os navios de guerra americanos, que bombardeiam a região, bloqueando a estrada. À noite, quando o soldado Valentino chora por Kovak, Audie lhe dá um fora, enquanto Johnson explica que é muito doloroso para um soldado fazer novos amigos, como ele, podendo perdê-los a qualquer momento. Pouco depois, ao ouvir os italianos repararem um tanque e perceber o perigo, Audie lidera seus homens em uma emboscada e o explode. Por seu heroísmo, lhe é oferecida uma comissão como tenente, mas como ela significa sua transferência para outra unidade, ele a rejeita.

Na batalha que se segue, Johnson é morto e, dias depois, o batalhão é enviado à França para treinamento anfíbio, enquanto os nazistas começam a recuar para a Alemanha. No front da França, quando Brandon perde o contato ao fazer um reconhecimento, Audie vai atrás dele. Ao encontrá-lo, ele dá ordens para que o amigo retorne por um caminho seguro, mas o soldado o segue e, juntos, eliminam um franco-atirador. Pensando que estão fora de perigo, Brandon se expõe e é baleado. Enfurecido, Audie sai à procura dos inimigos, matando cada alemão que encontra e, em seguida, volta ao local onde se encontra o corpo de Brandon. Naquela noite, o comandante do batalhão oferece a Audie o posto de tenente e entrada gratuita para West Point, bem como o direito de permanecer com suas tropas até o fim da guerra.

Em seguida, eles embarcam em uma missão crucial para tomarem a última cidade na fronteira franco-alemã. Com as tropas nazistas se aproximando rapidamente, Audie ordena que seus homens recuem, mas permanece no front dirigindo o bombardeio naval. Preocupados, seus homens observam de longe quando um tanque, carregado com gasolina e munição, pega fogo. Quando as tropas inimigas finalmente começam a recuar, Audie se prepara para voltar quando é atingido por uma bala em seu quadril. Valentino corre para ajudá-lo, mas ele ordena que o amigo retorne ao batalhão. Na enfermaria, um ligeiramente ferido Kerrigan o visita e toma conhecimento que, embora ele não corra risco de vida, seu ferimento vai impedi-lo de entrar para West Point.

Em 9 de agosto de 1945, logo após seu aniversário de 19 anos, Audie deixa o exército agraciado com uma dezena de medalhas de honra, dentre as quais se encontram a da Ordem Nacional da Legião de Honra, do governo francês e a Medalha de Ouro do Congresso Norte-Americano.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Jesse Hibbs, a partir de um roteiro escrito por Audie Murphy e Gil Doud, “Terrível Como o Inferno” é um ótimo filme produzido pela Universal International Pictures (UI) em 1955. Sua trama, baseada na autobiografia do próprio ator, conta sua história desde a época em que, adolescente, viu-se obrigado a cuidar de sua mãe e de seus irmãos menores, até o final da 2ª Guerra Mundial, quando é homenageado e agraciado, com inúmeras medalhas de honra, pela bravura demonstrada nos campos de batalha.

Embora não se trate de uma obra premiada, a direção de Hibbs é de primeira linha e marcada por muita ação em combate. A fotografia em CinemaScope, assinada por Maury Gertsman, é outro quesito que merece ser citado por sua qualidade. No elenco, com boas atuações, embora nada excepcional, destacam-se Audie Murphy, Jack Kelly, Charles Drake, Gregg Palmer e Marshall Thompson.

CAA