Filmes por gênero

SERENATA TROPICAL (1940)

Down Argentine Way
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Sous le ciel d'Argentine (França, Bélgica)
Serenata argentina (Espanha)
Serenata tropical (Argentina)
Notti argentine (Itália)
Galopp ins Glück (Alemanha)
Argentinische Nächte (Austria)
Dansa, señorita! (Suécia)
Argentijnse nachten (Holanda)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia Dramática, Música
Direção: Irving Cummings
Roteiro: Karl Tunberg, Darrell Ware
Produção: Darryl F. Zanuck
Música Original: Cyril J. Mockridge
Direção Musical: Emil Newman
Coreografia: Nick Castle, Geneva Sawyer
Fotografia: Ray Rennahan, Leon Shamroy
Edição: Barbara McLean
Direção de Arte: Richard Day, Joseph C. Wright
Figurino: Travis Banton
Efeitos Sonoros: Eugene Grossman, Roger Heman Sr.
Nota: 7.6
Filme Assistido em: 1952

Elenco

Don Ameche Ricardo Quintana
Betty Grable Glenda Crawford
Carmen Miranda Ela própria
Charlotte Greenwood Binnie Crawford
J. Carrol Naish Casiano
Henry Stephenson Don Diego Quintana
Kay Aldridge Helen Carson
Leonid Kinskey Tito Acuna
Edward Fielding Willis Crawford
Chris-Pin Martin Esteban
Robert Conway Jimmy Blake
Gregory Gaye Sebastian
Bobby Stone Panchito
Charles Judels Dr. Arturo Padilla, o embaixador
Bando da Lua Eles próprios
Aloysio De Oliveira Membro do Bando da Lua
Fortunio Bonanova Gerente do Hotel
Eugene Borden Garçom do Club Rendezvous
Eddie Conrad Anastasio
Jean Del Val Señor Rufino
Frank Puglia Señor Montero

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Fotografia a Cores (Leon Shamroy, Ray Rennahan)

Oscar de Melhor Direção de Arte (Richard Day, Joseph C. Wright)

Oscar de Melhor Canção Original (Harry Warren, Mack Gordon)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

O jovem Ricardo Quintano viaja da Argentina para Nova York a fim de vender alguns cavalos premiados de seu pai. Antes dele partir, Don Diego o instrui para que nenhum corcel seja vendido à Binnie Crawford ou a qualquer membro de sua família, porque seu irmão Willis o enganou anos atrás. Ao chegar à Nova York, Ricardo se apaixona por Glenda Crawford, mas quando ele descobre que ela é sobrinha de Binnie, ele se recusa a vender o cavalo que ela deseja comprar e retorna às pressas para a Argentina.

Perturbada, Glenda o segue, acompanhada por Binnie. O casal volta a se encontrar na Argentina, onde eles confessam seu amor um pelo outro, e Ricardo a apresenta a seu pai como sendo "Srta. Cunningham." Glenda incentiva Ricardo a entrar com o cavalo saltador Furioso, de seu pai, numa competição, contrariando o desejo de Don Diego.

Logo depois, enquanto participava de um concurso hípico, Don Diego descobre a verdadeira identidade de Glenda e repudia seu filho. Seu mau humor, então, é agravado quando Furioso se recusa a saltar e foge do campo. Para compensar a derrota humilhante do corcel do pai, Ricardo entra com Furioso na grande corrida, e quando o cavalo sai vitorioso, Don Diego muda de ideia em relação às corridas de cavalos e, especialmente, em relação à Glenda.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Irving Cummings, a partir de um roteiro escrito por Karl Tunberg e Darrell Ware, “Serenata Tropical” é uma interessante comédia musical produzida pela Twentieth Century Fox em 1940. Sua trama, baseada numa obra escrita por Karl Tunberg e Darrell Ware, conta a história de uma americana, interpretada por Betty Grable, que se apaixona pelo filho de um famoso fazendeiro argentino conhecido por seus premiados cavalos saltadores.

Na direção, Cummings realiza um bom trabalho, no que é ajudado pela bela fotografia a cores, assinada por Ray Rennahan e Leon Shamroy. Na área técnica, destacam-se ainda o belo figurino, a cargo de Travis Banton, e a coreografia de Nick Castle e Geneva Sawyer.

No elenco, com atuações bastante convincentes, destacam-se Betty Grable, Carmen Miranda e Don Ameche. Aliás, o filme marca a estreia de Carmen Miranda no cinema norte-americano, após participar de seis filmes nacionais no período de 1933 a 1940. Entre os números por ela apresentados, encontra-se a famosa marchinha de carnaval, “Mamãe eu Quero”, de Jararaca e Vicente Paiva.

CAA