Filmes por gênero

A VIÚVA ALEGRE (1952)

The merry widow
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: La veuve joyeuse (França)
La vedova allegra (Itália)
La viuda alegre (Espanha)
Die lustige Witwe (Alemanha, Austria)
Glada änkan (Suécia)
A vidám özvegy Hungria)
Den glade enke (Dinamarca)
Wesola wdowa (Polônia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Musical
Direção: Curtis Bernhardt
Roteiro: Sonya Levien, William Ludwig
Produção: Joe Pasternak
Música Original: Jay Blackton
Direção Musical: Jay Blackton
Fotografia: Robert Surtees
Edição: Conrad A. Nervig
Direção de Arte: Cedric Gibbons, Paul Groesse
Figurino: Helen Rose, Gile Steele
Maquiagem: William Tuttle
Efeitos Sonoros: Douglas Shearer
Efeitos Especiais: A. Arnold Gillespie, Warren Newcombe
Nota: 7.4
Filme Assistido em: 1954

Elenco

Lana Turner Crystal Radek
Fernando Lamas Conde Danilo
Una Merkel Kitty Riley
Richard Haydn Barão Popoff
Thomas Gomez Rei da Marshovia
John Abbott Embaixador da Marshovia
King Donovan Nitki
Robert Coote Marquês de Crillon
Ludwig Stössel Major Domo
Marcel Dalio Sargento da Polícia
Lisa Ferraday Marcella
Shepard Menken Kunjany
Sujata Rubener Cigana
Louis Mercier Guia turístico francês
Bette Arlen Garota no Maxim's
Geneviève Aumont Garota no Maxim's
Toni Carroll Garota no Maxim's
Sue Casey Garota no Maxim's
Perdita Chandler Garota no Maxim's
Zina d'Harcourt Garota no Maxim's

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção de Arte - Decoração de Cenários (Cedric Gibbons, Paul Groesse, Edwin B. Willis, Arthur Krams )

Oscar de Melhor Figurino a cores (Helen Rose, Gile Steele)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em 31 de dezembro de 1899, o embaixador de Marshovia nos Estados Unidos recebe uma comunicação do rei de seu empobrecido país informando-o que o imigrante Charles Radek havia morrido, deixando US$ 80 milhões para sua viúva, Crystal Radek. O embaixador vai à Nova York e fica surpreso ao descobrir que ela é jovem e atraente. Depois de lhe comunicar que Marshovia vai erigir uma estátua em homenagem a seu falecido marido, ele a convence a viajar para lá.

Algum tempo depois, em Marshovia, o mulherengo Conde Danilo, sobrinho do rei, vai à estação ferroviária com um grupo de pessoas, a fim de cumprimentar a viúva. Como o trem que a transporta encontra-se atrasado, ele vai até um Café próximo. Assim, quando Crystal finalmente chega, em companhia de sua secretária, Kitty Riley, a Estação se encontra deserta. Enquanto Kitty procura uma condução, Crystal ouve uma música vinda do Café e se dirige até lá, onde encontra o Conde Danilo cantando uma apaixonada canção para uma jovem cigana. Crystal sente-se tentada a se aproximar do cantor, mas Kitty chega e as duas seguem para o Palácio.

A prática Kitty se mostra impressionada com Marshovia, mas Crystal se mostra como se estivesse vivendo um conto de fadas. Mais tarde, à noite, depois que o rei descobre que o Conde Danilo não se encontrou com Crystal, ele o repreende e volta a insistir para que ele a conquiste a fim de que a fortuna dela fique em Marshovia, evitando sua anexação à Áustria. Embora relutante, Danilo faz uma serenata debaixo da janela de Crystal e, ao final, ao galgar o balcão, ele se depara com Kitty, que o afugenta.

No dia seguinte, o rei faz uma lista de tudo o que Danilo deve considerar para conquistar a viúva. No entanto, como todas as empregadas do palácio têm uma paixão por ele, elas sabotam seus planos e substituem o cartão que ele havia escrito para acompanhar um buquê de rosas. Assim, ao chegar aos aposentos de Crystal, ele cumprimenta Kitty, assumindo que se trata da viúva Radek. Depois que ele vai embora, Kitty deduz seu erro e entrega as rosas à Krystal. Esta se mostra encantada até o momento em que lê o cartão, que havia sido trocado pelas empregadas, e percebe que o rei não pretende homenagear seu falecido marido, mas está apenas interessado em seu dinheiro.

Apesar de se sentir apaixonada pelo Conde Danilo, Crystal decide viajar para Paris. Ela e Kitty logo se tornam aborrecidas com os pontos turísticos da cidade, mas Crystal se preocupa ao pensar que, se começar a sair à noite, os caçadores de fortuna a perseguirão. Assim, ela decide trocar de identidade com Kitty que, por sua vez, se sente feliz por fingir ser a viúva Radek, enquanto ela, como uma secretária subserviente, passa a ser perseguida por sua beleza. Certa noite, quando o empobrecido Marquês de Crillon pede à “Kitty” para interceder por ele junto à viúva, o Conde Danilo entra no hotel. Crystal corre até seus aposentos e diz à Kitty que precisa sair. Assim, quando Danilo se prepara para ir embora, ela decide segui-lo.

Quando o coche de Danilo para no Maxim, o famoso restaurante parisiense, Crystal o segue, embora lhe tenham dito que apenas certo tipo de mulher poderia entrar desacompanhada naquele estabelecimento. Lá dentro, várias mulheres se encontram ao seu redor, mas ele se sente atraído por ela, quando lhe pede para acender seu cigarro e, fingindo desinteresse, vai embora. Quando Danilo a segue, ela se apresenta como sendo “Fifi”, recentemente chegada dos Estados Unidos. O Conde, então, a convida para uma das salas de jantar privadas do restaurante. Embora nervosa por estar a sós com Danilo, Crystal lhe diz que é uma corista desempregada e ele sente não ter dinheiro para ajudá-la. Os dois dançam uma valsa e se mostram apaixonados. Quando Danilo lhe diz que a amará para sempre, ela se retira correndo do restaurante e entra em um coche, deixando-o perplexo.

De volta ao hotel, quando Crystal é abordada pelo Marquês de Crillon, ela lhe diz que a “Sra. Radek” decidiu se casar com o Conde Danilo. Quando um deprimido Danilo retorna ao hotel, o Barão Popoff, embaixador de Marshovia na França, o confronta e o lembra de seus deveres. Pela manhã, feliz, Crystal fala com Kitty sobre a noite anterior e decide sair para comprar roupas compatíveis com “Fifi”.

Quando, acidentalmente, ela encontra Danilo no lobby do hotel, este se mostra muito empolgado e repete seu desejo de cuidar dela. Logo em seguida, quando o Barão Popoff se aproxima de Danilo, interrompendo a conversa, Crystal concorda em se encontrar com ele mais tarde para almoçarem juntos. Danilo e Popoff vão até a suíte de Crystal onde, ainda acreditando que Kitty é Crystal, a pede em casamento. Minutos depois, quando Crystal retorna à sua suíte, ela secretamente os observa e fica chocada quando Kitty revela a proposta. Kitty lhe diz que concordou em dar uma resposta a Danilo durante o baile a ser realizado na noite seguinte na Embaixada de Marshovia.

Embora Kitty sugira que deixem o país imediatamente, Crystal quer vingança. No baile, Danilo nervosamente diz ao embaixador de Marshovia, recentemente chegado dos Estados Unidos, que se acha apaixonado por outra mulher e, por consequência, não pode se casar com a viúva, mesmo quando o embaixador revela que a situação com a Áustria agora é crítica. Pouco tempo depois, quando Danilo, Crystal, Kitty e o embaixador se encontram, cara a cara, Danilo finalmente descobre a verdadeira identidade de Crystal. Apesar de sua raiva, face à decepção de Crystal, Danilo concorda em iniciar a dança com ela e, enquanto compartilham uma valsa romântica, cada um se lembra do que falaram no Maxim. Quando a música para, a raiva deles retorna e, na varanda, ele ressalta que é ela quem dá mais importância ao dinheiro.

Indignada, ela se retira e Danilo é forçado a dizer ao Barão Popoff e ao embaixador que ela recusou a proposta. Na saída, Crystal e Kitty encontram um idoso dizendo que cabeças vão rolar. Embora inicialmente não percebam que se trata do rei, mas ao verem um retrato dele, começam a se preocupar com o Conde Danilo e os outros. Enquanto isso, o Barão Popoff, o embaixador, Danilo e seu assistente, Nitki, imaginam seu destino quando o rei lhes entrega uma caixa contendo uma pistola e quatro balas. Momentos depois, o rei vem a eles e alegremente relata que Crystal desistiu de sua fortuna em benefício do pagamento da dívida de Marshovia. Ao ouvir tal declaração, Danilo sai correndo a ponto de não ouvir o embaixador comentar que a dívida foi apenas uma pequena fração de sua fortuna. Assim, ao se encontrar com ela, ele comenta que, tendo em vista que ela renunciou à sua riqueza, ele não é mais um caçador de fortunas. Ela não o corrige e, felizes, os dois começam a dançar uma valsa.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Curtis Bernhardt, a partir de um roteiro escrito por Sonya Levien e William Ludwig, “A Viúva Alegre” é um razoável musical produzido pela Metro-Goldwyn-Mayer (MGM) em 1952. Sua trama, na realidade, é uma adaptação para o cinema da famosa opereta de Franz Lehar.

Na direção, Bernhardt realiza um trabalho mediano. Por outro lado, a fotografia a cores, assinada por Robert Surtees, é de muito boa qualidade, assim como o belíssimo figurino a cargo de Helen Rose e Gile Steele, indicado ao Oscar.

No elenco, embora não demonstrem possuir uma boa química, Lana Turner e Fernando Lamas formam um belo casal. Entre os coadjuvantes, Una Merkel se sobressai com uma bela atuação.

CAA