Filmes por gênero

TAVERNA MALDITA (1955)

Pete Kelly's Blues
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Melodia negra (Portugal)
La peau d'un autre (França)
Le gang du blues (Bélgica)
Tempo di furore (Itália)
Los blues de Pete Kelly (Espanha)
Es geschah in einer nacht (Austria, Alemanha)
Rytmin kiihkoa (Finlândia)
Блюз Пита Келли (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Melodrama, Música
Direção: Jack Webb
Roteiro: Richard L. Breen
Produção: Jack Webb
Design Produção: Harper Goff
Música Original: David Buttolph, Ray Heindorf
Fotografia: Harold Rosson
Edição: Robert M. Leeds
Direção de Arte: Feild M. Gray
Figurino: Howard Shoup
Guarda-Roupa: Gene Martin
Maquiagem: Gordon Bau, Stanley E. Campbell
Efeitos Sonoros: Leslie G. Hewitt, Dolph Thomas
Nota: 8.0
Filme Assistido em: 1956

Elenco

Jack Webb Pete Kelly
Janet Leigh Ivy Conrad
Peggy Lee Rose Hopkins
Edmond O'Brien Fran McCarg
Andy Devine George Tenell
Lee Marvin Al Gannaway
Ella Fitzgerald Maggie Jackson
Martin Milner Joey Firestone
Than Wyenn Rudy Shulak
Herbert Ellis Bedido
John Dennis Guy Bettenhouser
Jayne Mansfield Vendedora de cigarros
Mort Marshall Cootie Jacobs
Herman S. Saunders Pianista no Jazz Club
Don Abney Pianista
Dick Cathcart Trompetista
Jud De Naut Baixista
George Van Eps Guitarrista
William Lazeras Dako
Donald Kerr Bêbado

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante (Peggy Lee)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em 1927, Pete Kelly é o líder do "Pete Kelly and his Big Seven Band" que se apresenta todas as noites num boteco decadente de Kansas City, Missouri. Rudy Shulak, o gerente que serve uísque aguado, trata os músicos bem até que o bandido Fran McCarg decide assumir as bandas locais e extorquir-lhes vinte e cinco por cento de seus ganhos. Pete discute as exigências de McCarg com sua banda, e decidem se recusar a cooperar com o mafioso. Joey Firestone, o jovem baterista, que nunca experimentou a brutalidade de homens como McCarg, é quem demonstra mais indignação.

Mais próximo amigo de Pete, o clarinetista Al Gannaway, prevê que McCarg vai matar um deles. Antes que Pete fale com o mafioso, Rudy envia a banda para tocar numa festa particular, organizada por Ivy Conrad, filha de uma proeminente família local. Apaixonada por Pete, a elegante Ivy atira-se para ele, que não se mostra impressionado com seu gesto. Embora os pensamentos de Pete estejam voltados para o risco que McCarg representa, ele concorda em dançar com Ivy, mas quando ela reclama sua atenção, ele a deixa cair na piscina. Enquanto isso, McCarg telefona para a mansão, a fim de falar com Pete, mas um bêbado Joey atende e lhe dá uma bronca. Terminada a festa, quando a banda se dirige para casa, os homens de McCarg obrigam o veículo a sair da estrada, ocasião em que o corpo de Joey é lançado para fora através do para-brisa.

Ele rapidamente se recupera, mas Pete e Al percebem que McCarg continuará a atormentá-los até que eles cedam. Cansado da política do mafioso, Al decide deixar a banda. Por outro lado, ao descobrir que Joey teve uma briga com Guy Bettenhouser, um dos homens de McCarg, Pete tenta falar com o mafioso antes que ocorra um acidente mais sério. Quando McCarg chega ao boteco, por volta de duas horas da manhã, Pete tenta sair com o impetuoso Joey pela porta dos fundos, mas uma bateria de tiros, vindos de um carro, mata Joey. McCarg alega inocência e afirma ser Bettenhauser o assassino. Mais tarde, na sala que ele compartilha com um pássaro de estimação, Pete encontra Ivy dormindo em sua cama. Ele tenta mandá-la embora, mas ela se recusa e ele logo sucumbe à sua agenda amorosa.

Em resposta às exigências de McCarg, os líderes de bandas encontram-se secretamente em um bar para discutirem uma forma de comprar proteção. Na ocasião, lembrando-os tentativas anteriores para dissuadir os chantagistas, Pete anuncia que planeja pagar a McCarg. Depois de ser advertido pela cantora Maggie Jackson que um policial está olhando para ele, Pete é detido pelo Detetive George Tenell. O policial quer sua ajuda para arquitetar um plano contra McCarg, mas Pete o recusa. De volta ao boteco, onde a banda está tendo problemas para substituir Joey e Al, Pete diz a McCarg que eles "têm um acordo", ocasião em que o mafioso apresenta a cantora Rose Hopkins, que ele deseja vê-la se apresentando em sua banda. Apesar da diferença entre os estilos da banda e da cantora, Pete se vê obrigado a aceitá-la. McCarg deseja fazer com que ela se torne uma estrela, mas ela não demonstra ter qualquer ambição e se entrega ao vício da bebida sempre que McCarg não se acha por perto.

Em um salão de baile de propriedade de McCarg, no qual a banda recebeu ordens para se apresentar, Ivy propõe casamento a Pete, acabando com suas dúvidas a respeito de um casamento entre uma menina rica e mimada e um músico. Certa noite, quando Rose, embriagada, é ignorada por uma multidão de desordeiros, ela sente-se mal no meio da canção. McCarg a espanca enquanto seus capangas impedem Pete de resgatá-la. Dias depois, Pete encontra-se com Al, que lhe pede que devolva um bocal de estimação que ele lhe dera há muito tempo. Horas depois, no entanto, eles fazem as pazes e Al decide permanecer na cidade. Por outro lado, ao decidir ajudar Tenell, Pete descobre que Rose sofreu ferimentos na cabeça e foi levada para um asilo do Estado.

Em um confronto com McCarg, Pete acusa o mafioso do assassinato de Joey e tenta parar de tocar na banda, mas quando o criminoso o ameaça de morte, ele recua. Sem explicar suas razões, Pete adia seu casamento com Ivy, que então rompe com ele. Como ele e Tenell só podem chegar a McCarg através de Bettenhauser, que está desaparecido, Pete visita Rose no asilo. Embora esteja mentalmente comparada a uma criança de cinco anos, ela consegue dizer-lhe que Bettenhauser está se escondendo em Coffeeville, Kansas. Tenell entra em contato com a polícia de lá, e enquanto eles esperam por uma resposta, Bettenhauser pede que Maggie convide Pete para um encontro. No mesmo, ele afirma que McCarg ordenou a morte de Joey e, por US$1.200, soma que ele precisa para sair da cidade, ele se compromete a fornecer documentos que provem a culpa do mafioso.

Depois de Pete concordar com o acordo, Bettenhauser lhe diz que os documentos estão armazenados no escritório do salão de baile, que está fechado naquela noite. Quando Al ouve que Pete está se preparando para invadir o salão de baile, ele se oferece para ajudar, solicitando que Pete o nocauteie para mantê-lo fora de perigo. Ao se dirigir para lá, Ivy o para e lhe pede para fazerem a paz, mas em sua pressa, ele se recusa. Ela o segue até o salão de baile, coloca uma música e, embriagada, o convida para dançar. Enquanto Pete tenta apaziguá-la, McCarg, Bettenhauser e outro bandido entram e os cercam. Pete e Ivy se protegem atrás das mesas e depois de um tiroteio, que se segue, McCarg e Bettenhauser morrem, enquanto o outro bandido, alegando que nada tem a ganhar, continuando a luta, deixa o local sem prejudicar Pete e Ivy. No final, os dois se casam e a "Pete Kelly and his Big Seven Band" volta a se apresentar no Rudy’s.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Jack Webb, a partir de um roteiro escrito por Richard L. Breen, “Taverna Maldita” é um filme norte-americano produzido pela Mark VII Ltd., em 1955.

A direção de Webb se mostra apenas razoável, embora consiga manter um bom ritmo, principalmente em sua segunda metade. Por outro lado, merecem ser destacadas a bela fotografia em CinemaScope, assinada por Harold Rosson, bem como sua trilha sonora, com cerca de quinze grandes sucessos da época, dentre os quais cito Pete Kelly's Blues, Ella Hums the Blues e Hard Hearted Hannah, interpretadas por Ella Fitzgerald, e Somebody Loves Me, Sugar, He Needs Me e Sing a Rainbow, interpretadas por Peggy Lee. Por sua brilhante atuação, Peggy foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante.

Enfim, “Taverna Maldita” é um filme que indico para todos aqueles que admiram a música norte-americana da época.

CAA