Filmes por gênero

MULHERES E LUZES (1950)

Luci del varietà
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Variety Lights (USA)
Lights of Variety (UK)
Les feux du music-hall (França)
Luces del varieté (Argentina)
Lichter des Varieté (Alemanha)
Pigen fra varietéen (Dinamarca)
Rampljusens barn (Suécia)
Огни варьете (União Soviética)
Pais: Itália
Gênero: Drama, Música, Romance
Direção: Federico Fellini, Alberto Lattuada
Roteiro: Federico Fellini, Alberto Lattuada, Tullio Pinelli
Produção: Federico Fellini, Alberto Lattuada
Música Original: Felice Lattuada
Fotografia: Otello Martelli
Edição: Mario Bonotti
Direção de Arte: Aldo Buzzi
Figurino: Aldo Buzzi
Maquiagem: Eligio Trani
Nota: 8.1
Filme Assistido em: 1957

Elenco

Peppino De Filippo Checco Dal Monte
Carla Del Poggio Liliana 'Lily' Antonelli
Giulietta Masina Melina Amour
John Kitzmiller Johnny, o trompetista
Dante Maggio Remo
Checco Durante Proprietário do Teatro
Gina Mascetti Valeria del Sole
Giulio Calì Mágico Edison Will
Silvio Bagolini Bruno Antonini
Giacomo Furia Duke
Mario De Angelis Maestro
Vanja Orico Moema, cantora brasileira
Enrico Piergentili Pai de Melina
Folco Lulli Adelmo Conti
Carlo Romano Enzo La Rosa
Fanny Marchiò Soubrette
Alberto Bonucci Comediante
Vittorio Caprioli Comediante
Franca Valeri Mitzy, designer húngara
Carlo Bianco Pianista russo
Alberto Lattuada Funcionário do teatro

Prêmios

Sindicato dos Jornalistas Críticos de Cinema, Itália

Prêmio Fita de Prata de Melhor Atriz Coadjuvante (Giulietta Masina)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

No início dos anos 1950, uma trupe de saltimbancos se apresenta numa pequena cidade italiana. No meio da multidão, uma jovem mulher, Liliana, assiste maravilhada ao espetáculo. Naquela noite, quando a trupe toma um trem, com dois de seus integrantes forçados a se acomodarem no toalete, como medida de economia, por fugirem do pagamento das respectivas passagens, a jovem Liliana também embarca no comboio.

Durante a noite, ela pede sem sucesso ao chefe do grupo, Checco Dal Monte, para se juntar à trupe. No entanto, pela manhã, quando Checco percebe que não dispõe de dinheiro suficiente para pagar transporte para todos, Liliana contrata o transporte com o resto do seu dinheiro, evitando que todos tenham que fazer uma longa caminhada e, por outro lado, conseguindo ser aceita pelo grupo.

Na apresentação daquela noite, uma multidão hostil começa a zombar de cada artista até que o promotor local percebe que a multidão está a exigir a participação de Liliana. Assim, ele interrompe o espetáculo para introduzi-la no elenco e, para surpresa de todos, o público passa a aplaudir a ponto de Checco se ver obrigado a repetir as apresentações da trupe por mais dois dias, com a presença de multidões cada vez maiores.

Após a terceira e última apresentação, um homem rico, da pequena cidade, convida o grupo para um jantar em sua mansão. Naquela noite, Checco percebe que deseja Liliana e, na manhã seguinte, quando o grupo caminha em direção à estação ferroviária, ele abandona sua amante Melina e segue ao lado da jovem.

Ao chegarem à Roma, Checco abandona o grupo para formar sua própria trupe com Liliana. No entanto, quando o novo grupo começa a ensaiar, ela lhe comunica que assumiu um compromisso com um concorrente, deixando-o arrasado. Algum tempo depois, os dois voltam a se encontrar em uma estação ferroviária, quando Liliana, ostentando um rico casaco de peles, embarca num trem de primeira classe com destino à Milão, enquanto Checco e sua trupe, numa plataforma ao lado, tomam um trem para Formaggio.

imagem

Comentários

Realizado pelos cineastas Federico Fellini e Alberto Lattuada, a partir de um roteiro por eles escrito, juntamente com Tullio Pinelli, “Mulheres e Luzes” é um interessante filme italiano produzido em 1950. Sua trama conta a história de uma bela jovem do interior que sonha em se tornar uma atriz de sucesso, começando por seduzir o responsável por uma trupe de saltimbancos que percorre a Itália em meados do século XX. O filme marca, ainda, a estreia de Fellini como diretor, ao lado do já consagrado Lattuada.

A trilha sonora, a cargo de Felice Lattuada, conta com a canção “Meu Limão, Meu Limoeiro, cantarolada pela brasileira Vanja O)rico. No elenco, Giulietta Masina e Peppino De Filippo brilham em seus respectivos papéis, seguidos pela ótima atuação apresentada por Carla Del Poggio.

CAA