Filmes por gênero

GALANTE E SANGUINÁRIO (1957)

3:10 to Yuma
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: O Comboio das 3 e 10 (Portugal)
3 h 10 pour Yuma (França)
Quel treno per Yuma (Itália)
El tren de las 3,10 (Espanha)
El tren de las 3,10 a Yuma (Argentina)
Zähl bis drei und bete (Austria, Alemanha)
3.10 till Yuma (Suécia)
Trein van tien over drie (Holanda)
15.10 do Yumy (Polônia)
В 3:10 на Юму (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Faroeste
Direção: Delmer Daves
Roteiro: Halsted Welles
Produção: David Heilweil
Música Original: George Duning
Direção Musical: Morris Stoloff
Fotografia: Charles Lawton Jr.
Edição: Al Clark
Direção de Arte: Frank Hotaling
Figurino: Jean Louis
Maquiagem: Clay Campbell
Efeitos Sonoros: J.S. Westmoreland, John P. Livadary
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 1959

Elenco

Glenn Ford Ben Wade
Van Heflin Dan Evans
Felicia Farr Emmy
Leora Dana Sra. Alice Evans
Robert Emhardt Sr. Butterfield
Henry Jones Alex Potter, bêbado
Ford Rainey Xerife de Bisbee
Richard Jaeckel Charlie Prince
Barry Curtis Mathew Evans
Jerry Hartleben Mark Evans
Sheridan Comerate Bob Moons
Robert Ellenstein Ernie Collins
Dorothy Adams Sra. Potter
Bill Hale Dave Keene
Boyd Stockman Bill Moons
George Mitchell Barman
John L. Cason Pistoleiro de Wade
Richard Devon Pistoleiro de Wade
Joe Haworth Pistoleiro de Wade
Tony Mayo Pistoleiro de Wade
Erwin Neal Pistoleiro de Wade
Jerry Oddo Pistoleiro de Wade

Indicações

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme (Estados Unidos)

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Drama

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Ator em um Filme de Ação (Van Heflin)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

O rancheiro Dan Evans e seus filhos adolescentes, Mathew e Mark, assistem impotentes, o fora da lei Ben Wade e seu bando roubarem a diligência do Sr. Butterfield, matando seu condutor, Bill Moons. Depois que Wade confisca os cavalos de Dan e de seus filhos, Mark pergunta ao pai porque ele não resistiu aos foras da lei. Mais tarde, em casa, a devotada esposa de Dan, Alice, manifesta sua incredulidade em relação à falta de indignação de Dan, em relação ao crime. Dan, no entanto, se mostra extremamente preocupado com a seca que ameaça seu rancho, bem como, com US$200 reclamados por um vizinho por fornecimento de água. Enquanto isso, em um bar da vizinha cidade de Bisbee, Wade e seus homens, posando como vaqueiros, dizem para Emmy, uma bela garçonete, que acabaram de presenciar a diligência ser roubada e seu condutor ser assassinado.

Depois que o xerife organiza um grupo armado e sai à procura dos bandidos, os homens de Wade espalham-se pela zona rural enquanto ele permanece com Emmy. Quando o grupo encontra Dan, ao longo da trilha, ele identifica os autores como da quadrilha de Wade. Mais tarde, Alex Potter, o bêbado da cidade, alcança o grupo e afirma que Wade ainda se encontra no bar, fazendo com que eles retornem à cidade para capturá-lo. Enquanto Dan distrai Wade, exigindo que ele pague seu tempo perdido, o xerife se esgueira por trás e o prende. Testemunhando a prisão do chefe, um dos bandidos sai para comunicar aos demais o ocorrido.

Ciente de que os bandidos retornarão para libertar seu líder, o xerife oferece US$200 para quem levar Wade a julgamento. Os únicos que se mostram interessados são Dan e o inepto Alex. Em seguida, o xerife coloca Wade na próxima diligência que deixa a cidade. Enquanto os homens de Wade acompanham das colinas a diligência, seu condutor manobra para dar a entender que a mesma sofreu uma pane. Enquanto alguns homens dão a entender que estão tentando repará-la, aproveitando um barranco na trilha, Wade é retirado e substituído por um deles, enganando os foras da lei. Dessa forma, ele é mantido prisioneiro no rancho de Dan e, ao escurecer, Dan e Alex o escoltam até Contention City, onde deverão embarcar no trem das 03:00h para Yuma. Ao amanhecer, eles chegam à Contention City, onde o Sr. Butterfield, proprietário do serviço de diligências, alugara um quarto para eles no hotel da cidade.

Enquanto Alex observa a rua e Butterfield questiona o recepcionista, a respeito de um cliente que se acha dormindo sob um jornal no saguão, Dan mantém Wade na suíte nupcial localizada no andar superior. Lá, ele ameaça atirar no criminoso, se ele tentar fugir. Aos poucos, ele vai se irritando com o criminoso de fala mansa, que termina por lhe oferecer US$400 para que ele o deixe escapar. Num determinado momento, quando eles observam a passagem do cortejo fúnebre de Moons, Wade afirma que o matou em legítima defesa.

Quando o cortejo para defronte ao hotel, Bob, o irmão embriagado de Moons vê Butterfield e o denuncia por não ter comparecido ao funeral. Depois de forçá-lo a revelar que o assassino de seu irmão se encontra no andar superior, ele quebra a porta que dá acesso à suíte nupcial, determinado a matar Wade. Dan protege o criminoso, mas na luta que se segue, a arma de Bob dispara, acordando o homem que se achava dormindo sob um jornal no saguão, cujo nome é Charlie Prince, um dos capangas de Wade.

Ao ver Wade através de uma janela, Charlie monta em seu cavalo e sai à procura de reforços. Enquanto isso, ao descobrir que o xerife não se encontra na cidade e, por conseguinte, não pode ajudá-los a lutar contra os bandidos, Bob se preocupa com a possibilidade da situação ficar incontrolável e resolve ir embora. Às 02:30h, Butterfield retorna com notícias de que conseguiu recrutar cinco homens para ajudá-los. Por outro lado, Wade continua a encher a cabeça de Dan, ao citar os muitos sacrifícios que Alice fez por ele e, assim, insinuar que ele tem sido um péssimo marido. Logo em seguida, Alex adverte que os homens de Wade estão chegando à cidade, fazendo com que Butterfield posicione seus homens no saguão.

Quando a gangue chega ao hotel, Wade adverte Dan de que ele pode nunca mais voltar a ver Alice e seus filhos, a não ser que ele o liberte. Depois que os homens de Butterfield desertam, por medo, Wade volta a minar a confiança de Dan ao afirmar que Butterfield vai abandoná-lo, também. Quando Alex alerta Dan sobre um franco-atirador no telhado, Charlie o mata com um tiro pelas costas. Em pânico, Butterfield, libera Dan de sua obrigação. Logo depois, preocupada com o marido, Alice chega ao hotel onde, depois de passar pelo corpo de Alex, ela abraça o marido e lhe pede para voltar para casa com ela. Ele, no entanto, alega que, se o bêbado da cidade foi capaz de dar sua vida pela justiça, ele também poderá fazer o mesmo.

Quando o relógio bate 03:00h, Dan pede a Butterfield para acompanhar Alice em segurança, enquanto ele sai pelos fundos. Logo depois, quando um apito sinaliza que o trem está chegando à cidade, um dos homens de Wade atira em Dan, mas não acerta. Ao ver uma manada de vacas atravessando a cidade, Dan a usa como cobertura e corre em direção à estação ferroviária. Minutos depois, quando o trem começa a se movimentar, a gangue surge por detrás da fumaça, quando Charlie insta Wade a se afastar de Dan para que possam melhor atingi-lo. Inesperadamente, ele se recusa a atendê-lo e passa a seguir as ordens de Dan. Uma vez dentro do vagão, Wade justifica sua atitude ao explicar que devia sua vida a Dan, quando o salvou no tiroteio ocorrido no hotel.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Delmer Daves, a partir de um roteiro escrito por Halsted Welles, “Galante e Sanguinário” é um faroeste norte-americano produzido pela Columbia Pictures Corporation em 1957.  Sua trama, baseada numa estória de Elmore Leonard, é marcada por muita ação, perseguições e tiroteios espetaculares.

Na direção, Daves realiza um ótimo trabalho, notadamente na segunda parte do filme, beneficiado pela bela fotografia em preto e branco, a cargo de Charles Lawton Jr., através da qual são capturadas as magníficas belezas do deserto do Arizona. No elenco, Van Heflin e Glenn Ford brilham em seus respectivos papéis, seguidos pelas boas atuações de Henry Jones e Robert Emhardt.

CAA