Filmes por gênero

SISSI E SEU DESTINO (1957)

Sissi - schicksalsjahre einer Kaiserin
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Sissi e o destino (Portugal)
Sissi face à son destin (França)
Sissi - destino di un'imperatrice (Itália)
El destino de Sissí (Espanha)
Sissi y su destino (Argentina, México)
Sissi: The fateful years of an Empress (Rstados Unidos, Reino Unido)
Sissi - älskad kejsarinna (Suécia)
Sissi - keisarinnan kohtalonvuodet (Finlândia)
Pais: Áustria
Gênero: Drama, Histórico, Romance
Direção: Ernst Marischka
Roteiro: Ernst Marischka
Produção: Ernst Marischka, Karl Ehrlich
Música Original: Anton Profes
Fotografia: Bruno Mondi
Edição: Alfred Srp
Direção de Arte: Fritz Jüptner-Jonstorff
Figurino: Leo Bei, Gerdago
Maquiagem: Leopold Kuhnert, Rudolf Ohlschmidt
Efeitos Sonoros: Herbert Janeczka, Hans Riedl
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1959

Elenco

Romy Schneider Imperatriz Elisabeth da Austria / Sissi
Karlheinz Böhm Imperador Franz Josef da Austria
Magda Schneider Duquesa Ludovika da Bavaria
Gustav Knuth Duque Max da Bavaria
Uta Franz Princesa Helene / Nene
Walter Reyer Conde Andrassy
Vilma Degischer Arquiduquesa Sophie, mãe de Franz Josef
Albert Rueprecht Arquiduque Ferdinand-Max
Erich Nikowitz Arquiduque Franz-Karl
Hans Ziegler Dr. Seeburger
Peter Neusser Conde Batthyani
Klaus Knuth Príncipe Ludwig
Karl Fochler Conde Grünne
Johannes Ferigo Conde Czaky
Helene Lauterböck Condessa Esterhazy
Senta Wengraf Condessa Bellegarde
Sonia Sorel Henriette Mendel
Josef Meinrad Oberst Böckl
Franca Parisi Helena
Egon von Jordan Carlo
Ida Gabor Margit

Indicações

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (Ernst Marischka)

Prêmios Bambi, Alemanha

Prêmio Bambi de Melhor Atriz Nacional (Romy Schneider)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

A imperatriz Elisabeth da Áustria, apelidada de Sissi, desfruta de uma viagem à Hungria, com sua pequena filha e algumas pessoas da Corte. Liberada de todas as regras protocolares, ela passa seus dias com o conde Andrassy, passeando pela floresta. Certo dia, durante um baile no castelo, ele declara seu amor por ela, o que faz com que ela retorne à Viena para que a relação não se torne muito íntima.

Pouco depois, Dr. Seeburger, seu médico, ao descobrir que ela se acha com tuberculose, acredita que ela não sobreviverá ao inverno, sugerindo que ela passe o verão na Ilha da Madeira, por acreditar que uma mudança de clima poderá ajudá-la. Inicialmente, ela piora e sua mãe, a Duquesa Ludovika da Bavaria, viaja para ajudá-la. Quando o Dr. Seeburger examina Sissy em Corfu, algumas semanas depois, ele a encontra totalmente recuperada.

Seu único objetivo político ela alcançou em 1867, quando o marido e ela foram coroados rei e rainha da Hungria. Graças a ela, o povo húngaro, que odiava os austríacos, passou a aceitá-los. Tal fato fez com que os ministros austríacos sugerissem que o casal visitasse Milão e Veneza, únicas possessões da Áustria no norte da Itália, onde existia bastante insatisfação do povo com a monarquia austríaca. Eles acreditavam que Sissi poderia produzir uma mudança milagrosa de sentimentos, tal como ela conseguira na Áustria.

Em Milão, os nacionalistas preparam uma hostil acolhida aos soberanos visitantes, enviando seus servos, vestidos com roupas nobres, a um concerto no Scala de Milão, onde eles cantam em protesto contra o domínio austríaco. Ao final da ópera, o casal visitante recebe os servos disfarçados.

Em Veneza, as multidões ficam em silêncio hostil quando da passagem do casal, em um barco real, pelo Grande Canal, mostrando suas bandeiras nacionalistas por trás das janelas fechadas. No entanto, eles se emocionam quando testemunham o encontro amoroso entre Sissi e sua pequena filha, na Praça de São Marcos.


imagem

Comentários

Escrito e dirigido pelo cineasta austríaco Ernst Marischka, “Sissi e seu destino” é o terceiro e último filme realizado por ele sobre a vida da Imperatriz Elisabeth da Áustria, conhecida pelo apelido “Sissi”, todos tendo a bela atriz Romy Schneider, no papel principal.

Na direção, Marischka realiza um belo trabalho, o que lhe valeu sua indicação ao prêmio Palma de Ouro do Festival Internacional de Cannes. Na área técnica, merecem ainda ser destacados o figurino, a cargo de Leo Bei e Gerdago, bem como, seus belos cenários. No elenco, Romy Schneider brilha no papel principal, seguida pelas ótimas atuações de sua mãe, Magda Schneider, e de Karlheinz Bohm.

CAA